Greenwashing: o que é e por que sua empresa deve evitar?

Você já ouviu falar em greenwashing? Esse é um termo em inglês, que na tradução para o português significa lavagem verde. A definição do termo é bem literal e corresponde a uma propaganda enganosa feita por organizações que divulga informações sobre defesa do meio ambiente. Mas na realidade essas empresas não praticam nenhuma ação que colabora com a minimização dos impactos ambientais. Na verdade muitas vezes essas organizações fazem o contrário do que divulgam.

O greenwashing pode ser praticado por empresas públicas ou privadas, organizações não governamentais (ONGs), governos ou políticos. E deve ser evitado para não manchar a reputação da empresa. Confira mais sobre esse assunto!

Greenwashing

Greenwashing é um termo inglês que na tradução para o português significa lavagem verde.

É um termo muito utilizado pelas empresas que querem criar uma falsa aparência de sustentabilidade, sem necessariamente aplicá-la na prática.

Essas organizações, através de rótulos, certificados ou propagandas utilizam termos que o levam o consumidor a acreditar que ao comprar um produto está contribuindo para a sustentabilidade ambiental. Mas na verdade essa empresa não adota nenhuma prática sustentável em seus processos. Ou aquele determinado produto não trás nenhuma proteção ambiental, pelo contrário, gera sérios impactos negativos ao meio ambiente.

Essa má pratica de marketing sustentável surgiu juntamente com o aumento de consumidores preocupados com o meio ambiente, que só compram de empresas sustentáveis.

Para conquistar esse mercado consumidor e de grande expressão na economia diversas organizações passaram a utilizar uma comunicação com apelo ecológico em seus rótulos.

Para ser considerado um greenwashing a empresa deve:

  • utilizar informações falsas que dão a entender que praticam ações sustentáveis;
  • ocultar características nocivas de seus produtos e/ou serviços;
  • expor referências de quantidades que não são verdadeiras;
  • utilizar dados incorretos, ambíguos, contraditórios e que não possuam referência ou prova de sua veracidade;
  • usar selos ou certificados ambientais

Sete sinais para identificar Greenwashing

Os sete sinais do Greenwashing foram definidos pela agência canadense TerraChoice. São eles:

  • sem provas: são apelos ambientais no qual não pode ser comprovado por informações facilmente acessíveis ou por uma certificação de terceiros confiável. Exemplos comuns são empresas que dizem utilizar recicláveis na composição de seus produtos ou reciclam suas embalagens sem fornecimento de evidências;
  • troca oculta: empresas que fazem apelo de que um produto é ecológico porque trocou algo nocivo de sua composição, mas que não levam em consideração os impactos negativos de produção;
  • vagueza e imprecisão: é quando utilizam expressões vagas e mal definidas sem fornecer qualquer detalhe ou explicação de atitudes ambientalmente concretas referentes ao produto, deixando o consumidor em dúvida sobre seu real significado;
  • irrelevância: é um apelo verdadeiro, mas não ajuda os consumidores que procuram produtos ecológico. É muito utilizado para referir que tal produto não possui uma determinada substância nociva, mas o uso dessas já é proibido por lei;
  • menor dos males: é um apelo verdadeiro, mas que diz que certo produto contém uma quantidade menor de um substância que gera diversos impactos ao meio ambiente. Contudo, mesmo contendo menos esse produto gera impacto negativo. É um apelo que serve para distrair o consumidor de um impacto bem maior. Acontece muito em embalagens de plástico que reduzem o seu peso, mas os impactos gerados são os mesmos;
  • lorota: apelo que a empresa reivindica que pratica ações sustentáveis, mas são reivindicações falsas;
  • adorando falsos rótulos: o uso de rótulos falsos.

Gestão de resíduos em busca da sustentabilidade

A gestão de resíduos demonstra ser uma aliada das organizações para evitar greenwashing, pois a gestão além de eliminar os impactos negativos que os resíduos causam principalmente os associados à destinação final, contribui no desenvolvimento de processos ecoeficientes. Haja vista, que através da gestão serão adotadas práticas que contribuem para a preservação ambiental.

Fazer gestão de resíduos significa adotar um conjunto de ações adequadas nas etapas de coleta, armazenamento, transporte, tratamento, destinação final e disposição final ambientalmente adequada. Objetivando a minimização da produção de resíduos, visando à preservação da saúde pública e a qualidade do meio ambiente.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010), a gestão de resíduos deve garantir o máximo de reaproveitamento e reciclagem e a minimização dos rejeitos. Praticas essas que reduz o consumo de recursos naturais.

Além disso, identifica deficiências do processo produtivo, reduzindo desperdícios e custos, aumentando a lucratividade dos negócios e contribuindo para o desenvolvimento sustentável.

Uma organização que não realiza a gestão dos seus resíduos sólidos perde muitas oportunidades, principalmente de realizar negócio com novos clientes.

Como a VG Resíduos pode auxiliar a evitar o greenwashing?

Como dito nos tópicos anteriores, para ser considerado um greenwashing a empresa utiliza informações falsas, oculta características nocivas de seus resíduos e expõe quantidades não verdadeiras, não conseguem provar a veracidade de seus dados e usa selos e certificados falsos.

Contudo, ao adotar o software de gestão da VG Resíduos a sua empresa terá todo o controle sobre os processos de gerenciamento de resíduos evitando o greenwashing.

Com o software a empresa terá o controle da informação documentada, que é um ponto crucial para manter a gestão ativa e funcionando corretamente, além de gerar informações corretas. É por meio desse controle que informações sobre a geração de resíduos das empresas são registradas e mantidas seguras, assim é possível provar a veracidade de suas informações.

Na gestão de resíduos, o controle de documentos é muito importante por causa da imensa gama de obrigações ambientais e das normas estabelecidas pela legislação ambiental. Manter tudo atualizado e acessível é importante uma vez que a organização deve comprovar o transporte e destinação final dos resíduos.

As empresas têm aderido ao VG RESÍDUOS como uma ferramenta capaz de centralizar as informações e possibilitar uma gestão mais estratégica do processo.

Assim sendo, conclui-se que o greenwashing é uma prática enganosa feita por organizações que divulga informações sobre defesa do meio ambiente. Mas na realidade essas empresas não praticam nenhuma ação que colabora com a minimização dos impactos ambientais. As empresas devem evitar o greenwashing e procurar praticar processos sustentáveis.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

ecologia industrial contribui para gestão de resíduos

 

Como a otimização da gestão de resíduos faz a empresa sustentável?

A otimização da gestão de resíduos faz a empresa sustentável, já que busca trazer mais eficiência para a operação, além de garantir a destinação adequada para todos os tipos de resíduos. Além disso, reduz significativamente o desperdício e custos dentro da organização.

Otimizar a gestão de resíduos trás várias oportunidade para as empresas, como: ganhar dinheiro com a compra e venda de resíduos, cumprir a legislação ambiental, reduzir custos com aquisição de matéria prima e com o descarte final de resíduos.

Identifica deficiências do processo produtivo, reduzindo desperdícios e custos, aumentando a lucratividade dos negócios e contribuindo para o desenvolvimento sustentável. Saiba mais!

Otimização da gestão de resíduos faz a empresa sustentável

A otimização da gestão de resíduos contribui para que a sua gestão seja eficiente. Ela reduz os impactos ambientais produzidos pelos resíduos, considera sua relação com a saúde humana e o meio ambiente e garante maior e melhor aproveitamento deles.

Conheça algumas contribuições que a otimização da gestão de resíduos trás, tornando a empresa mais sustentável:

Redução dos custos

Ao otimizar a gestão de resíduos a empresa preverá metas de redução de resíduos. Com a otimização da gestão de resíduos a quantidade de resíduos reduz consideravelmente. Consequentemente os custos associados para destinação final ambientalmente correta se reduzem também.

A PNRS determina que os resíduos sejam armazenados e acondicionados de forma correta, evitando assim os seus impactos negativos. Para se adequar não é raro empresas alugarem ou construírem novos espaços exclusivos para o armazenamento dos resíduos. O que pode significar grande parcela dos custos. Outro gasto oneroso é com o descarte em aterros. Assim, reduzir os resíduos promove redução dos custos no armazenamento e no descarte promoção da organização e liberação de espaço;

Contribuição com a limpeza e evita proliferação de animais

Para manter o local de armazenamento dos resíduos organizado e limpo, evitando assim a proliferação de animais é importante ter um bom planejamento de disposição dos resíduos. Com a gestão de resíduos é criado procedimento para que evite o acúmulo de resíduos contribuindo para a limpeza e organização da organização.

Promoção na melhoria e aumento da produtividade

otimização da gestão de resíduos faz a empresa sustentável

Ao otimizar a gestão de resíduos são identificados processos falhos que geram muitos resíduos. Assim são feitas melhorias nos processos reduzindo a geração de resíduos e, consequentemente, aumentando a produtividade.

Melhoria da imagem da empresa

otimização da gestão de resíduos faz a empresa sustentável

Uma empresa que otimiza a gestão de resíduos melhora a imagem da marca da empresa perante seus clientes, acionistas e população. Pois, uma gestão realizada de forma assertiva demonstra que a organização se preocupa com o meio ambiente e com a saúde do homem.

Evita multas e autuações

A PNRS obriga as empresas a fazerem a gestão de seus resíduos. O não cumprimento da lei faz com que a organização pague multas por crimes ambientais ou até mesmo fechem as portas. Os valores das multas podem variar de R$ 50,00 a 50.000,00.

Otimizar a gestão de resíduos evita que a organização sofra essas penalidades e sanções.

Contribuição no processo de regularização do licenciamento ambiental

Como a gestão de resíduos é um processo legal que as empresas devem realizar, no processo de renovação da licença ambiental é exigido evidencias que a organização realiza o gerenciamento.

A otimização da gestão de resíduos facilita a obtenção da licença, pois é garantido que todo o processo é realizado de forma eficiente.

Uso de software online para otimizar a gestão de resíduos

otimização da gestão de resíduos faz a empresa sustentável

O uso da tecnologia digital surge com grande aliada para a otimização da gestão de resíduos. Todos os envolvidos no gerenciamento podem trabalhar de forma sistematizada e organizada, aumentando eficácia da gestão. Os acompanhamentos podem ser feitos em um ambiente virtual. Isso aumenta a agilidade dos processos e a segurança das informações.

A gestão de resíduos é uma questão estratégica e de obrigação legal que as empresas devem realizar. Com a gestão é possível criar metas para prevenção, redução, reciclagem, reutilização e destinação adequada. Além de melhorar seu controle da geração de resíduos.

Para facilitar o gerenciamento dentro das organizações, a Verde Ghaia Consultoria, criou o software VG RESÍDUOS. Esse software vislumbra as necessidades dos clientes que demandam de controle total de todos os processos de gerenciamento de resíduos. A principal funcionalidade do software é promover a gestão, eliminando as antigas planilhas de Excel, licenças em PDF, documentos em Word.

A plataforma VG Resíduos realiza toda a gestão de resíduos de uma organização. O seu objetivo é gerar resultados positivos para seus clientes e atender a legislação ambiental. Além do mais, presta serviços de elaboração e implantação de planos de gerenciamento de resíduos e monitora a eficiência das ações.

A empresa possui um sistema online com módulos diferenciados conforme a necessidade do seu segmento: gerador, gerenciador, transportador ou tratador.

Os benefícios em ter controle de documentos na gestão de resíduos são inúmeros, entre eles:

·      auxilia no cumprimento da Política Nacional de Resíduos, pois são geridos todos os documentos necessários para o cumprimento da legislação ambiental;

·      facilita a gestão de informações e evita perdas dos documentos comprobatórios;

·      padroniza a comunicação com fornecedores;

·      minimiza a possibilidade de passivos ambientais e prejuízos para a empresa;

·      permite o controle completo de documentação, licenças e CADRI’s;

·      otimiza a elaboração de relatórios e inventários;

·      auxilia no cumprimento de prazo, evitando o atraso.

Assim, conclui-se que a otimização da gestão de resíduos torna a empresa mais sustentável, pois busca trazer mais eficiência para a operação, além de garantir a destinação adequada para todos os tipos de resíduos. Além disso, reduz significativamente o desperdício e custos dentro da organização.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

 

Patente verde: o que é, vantagens e qual relação com a gestão de resíduos?

Patente verde é um título expedido pelo INPI para inventos tecnológicos e inovações destinadas a energias alternativas, transporte, conservação, gerenciamento de resíduos e agricultura. É uma forma pela qual se busca fomentar a criação, o desenvolvimento e a implantação de ações criativas e inovadoras para a preservação do meio ambiente.

A patente verde é fundamental para o desenvolvimento de modelos produtivos mais sustentáveis.  Esses buscam assegurar a diminuição ou eliminação dos impactos ambientais das organizações. Saiba mais sobre esse assunto!

Patente verde

Patente verde é um documento formal, expedido pelo INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). Por meio desse documento são conferidos e reconhecidos direitos de propriedade e uso exclusivo para uma invenção tecnológica voltada para o meio ambiente.

A patente trata-se de um privilégio concedido pelo Estado aos inventores que são os detentores do direito de invenção de produtos e processos de fabricação, ou aperfeiçoamento de algum já existente. Surgiu no ano de 2009, e pela sua importância tem prioridade sobre as demais patentes.

A patente verde contempla tecnologias para energia alternativa, transporte, conservação de energia, gerenciamento de resíduos e agricultura.

Patentes verdes para gestão de resíduos

Conforme o INPI, as tecnologias verdes voltadas para gestão de resíduos, que são contemplados para obter patente verde são:

  • eliminação de resíduos;
  • tratamento de resíduos;
  • destruição de resíduos por combustão;
  • reutilização de materiais usados;
  • utilização de restos ou refugos de borracha na fabricação de calçados;
  • manufatura de artigos de sucata ou de refugo de partículas metálicas;
  • produção de cimento hidráulico a partir de resíduos;
  • utilização de resíduos como material de enchimento para argamassas ou concreto;
  • utilização de resíduos para a produção de fertilizantes;
  • recuperação ou aproveitamento de resíduos;
  • controle de poluição;
  • sequestro e armazenamento de carbono;
  • gestão da qualidade do ar;
  • tratamento de gases residuais;
  • separação de partículas dispersas em gases ou vapores;
  • aplicação de aditivos em combustíveis ou nas chamas para redução de fumaça e facilitar a remoção de fuligem;
  • disposição dos dispositivos para tratamento de fumaça ou de emanações aparelhos combustores;
  • materiais para captação ou absorção de poeira;
  • alarmes de poluição;
  • controle da poluição da água;
  • tratamento de águas residuais ou esgoto;
  • materiais para tratamento de líquidos poluentes ;
  • remoção de poluentes de águas a céu aberto;
  • instalações de encanamentos para águas residuais;
  • gerenciamento de esgotos;
  • meios para prevenir contaminação radioativa em caso de vazamento no reator .

Vantagens da patente verde

As patentes verdes vieram trazer importantes contribuições para o desenvolvimento sustentável, uma vez que elas incentivam a criação de tecnologias que buscam eliminar os impactos ambientais.

Além disso, por terem prioridade sobre as demais patentes são mais rapidamente comercializadas, o que permite que o invento seja difundido e implantando por outros mais rápido também. Ou seja, estarão funcionando e impactando positivamente a sociedade em muito menos tempo.

A patente verde impulsiona a concorrência. Haja vista, que as outras empresas concorrentes buscarão tecnologias igualmente sustentáveis para estarem à frente no mercado.

Além do mais, uma empresa que desenvolve uma tecnologia que busca a preservação ambiental, o uso racional de recursos e a eliminação dos impactos ambientais provocados pelos seus processos torna-se uma marca reconhecida como sustentável.

Nos últimos anos muito se tem falado sobre a sustentabilidade no mundo corporativo. Para alcançá-la é preciso que a organização adote atitudes e estratégias sustentáveis. Essas ações sustentáveis é que consegue garantir a manutenção das empresas e da própria natureza.

Patente verde e o desenvolvimento sustentável

As tecnologias verdes contribuem para o desenvolvimento sustentável, pois englobam os seus três pilares, que são: o ambiental, social e econômico.

As tecnologias patenteadas protegem o meio ambiente, usam de todos os recursos de forma mais sustentável, reciclam e tratam mais os seus resíduos, de maneira mais aceitável do que as tecnologias anteriores.

Para o melhor entendimento de como a patente verde é uma ferramenta para sustentabilidade, é necessário abordar sobre o que venha a ser desenvolvimento sustentável.

O conceito surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. Essa comissão foi criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de desenvolver a economia ao mesmo tempo em que conserva o meio ambiente.

Desenvolvimento sustentável é definido como sendo:

“o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.”

Sendo assim, a patente verde contribuiu para o desenvolvimento sustentável, pois integra as dimensões social e econômica, pois é uma forma de criar oportunidades de trabalho para as pessoas e fonte de renda. Incentiva a inserção de novas empresas no mercado e a concorrência.

Na dimensão ambiental, a patente verde permite a inserção de novas tecnologias que minimiza e/ou elimina o descarte dos resíduos em locais inadequados que causam fortes impactos no ambiente.

Patente verde e a gestão de resíduos

Quando a empresa realiza a gestão de seus resíduos identifica processos que poderiam ser melhorados para reduzir, eliminar, reaproveitar, ou até mesmo, tratar os resíduos gerados em seus processos.

Essa gestão pode ser realizada por meio de um software. No software de gestão de resíduos da VG Resíduos a empresa pode implementar o gerenciamento de forma simples, eficiente, automatizado e otimizado.

A plataforma traz funcionalidades específicas para o controle das áreas geradoras, dos processos, dos prestadores de serviços e dos documentos, tudo com metodologia baseada na Política Nacional de Resíduos e demais legislações pertinentes ao assunto.

Além do software, a empresa pode utilizar a plataforma Mercado de Resíduos . Nessa plataforma o gerador encontrar empresas que possuem alguma tecnologia verde para dá uma solução ecologicamente correta ais seus resíduos. A plataforma serve para integrar interessados em resíduos e, sobretudo, estruturar uma rede de contatos que garanta o oferecimento de soluções para compra, venda, tratamento e transporte de resíduos em escala nacional.

A VG Resíduos é um software que pode auxiliar a gestão de resíduos e no descarte correto dos mesmos, auxiliando a empresa crescer adotando práticas sustentáveis.

Assim sendo, conclui-se que a patente verde é uma ferramenta para sustentabilidade, pois viabiliza o desenvolvimento econômico e social ao mesmo tempo em que protege o meio ambiente. Através da patente são desenvolvidos meios de inserir no ciclo produtivo tecnologias que buscam proteger o meio ambiente.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

 

 

Sustentabilidade no transporte de resíduos: como é possível?

A sustentabilidade no transporte de resíduos tem o intuito de amenizar os efeitos negativos do transporte no meio ambiente. É possível alcança-la através da adoção de práticas sustentáveis sobre os resíduos, sua forma de coleta e acondicionamento, incluindo a forma de transporte.

A sustentabilidade no transporte de resíduos requer que o empreendedor repense sobre sua noção de sucesso empresarial e de desempenho organizacional. Via de regra, é necessário que haja nas empresas um bom sistema de transporte de resíduos, já que a ausência desse sistema somente colabora para o aumento da poluição ambiental. Saiba mais sobre esse assunto!

Sustentabilidade no transporte de resíduos

A sustentabilidade no transporte de resíduos deve ser entendida como uma estratégia de mercado. Através do uso consciente dos recursos naturais, novas alternativas de transporte e ações em relação à proteção do meio ambiente ela é alcançada.

A gestão de resíduos demonstra ser uma aliada das organizações para alcançar essa sustentabilidade. Através da gestão é desenvolvido e implantado um sistema de transporte eficiente. Através do sistema eliminamos os impactos negativos que os resíduos causam principalmente os associados ao transporte.

Através do sistema de transporte serão adotadas práticas que contribuem para a preservação ambiental. Tais práticas são o uso de um transporte mais ecológico, o cumprimento da legislação ambiental em relação à emissão de gases, a otimização do processo de transporte, a proteção da carga para evitar acidentes, etc..

Uma das formas mais efetivas de se atingir a sustentabilidade no transporte de resíduos é através da implementação de estratégias que aumentem a eficiência do sistema de transporte e reduzam seus impactos negativos.

Como alcançar a sustentabilidade?

O desenvolvimento sustentável mudou a visão do empreendedor sobre o desenvolvimento econômico. Hoje a empresa deve buscar o equilíbrio das relações de produção (crescimento econômico) com o meio ambiente (proteção ambiental), incluindo o transporte de resíduos.

Os resíduos gerados em uma organização deve receber a destinação ambientalmente correta, e para isso é necessário o deslocamento desses resíduos para os locais de destinação.

Esse transporte pode provocar impactos sobre o meio ambiente, por isso faz-se necessário implantar a sustentabilidade no transporte de resíduos.

Para aplicar a sustentabilidade no transporte de resíduos é necessário realizar ações que buscam a minimização dos impactos, o uso racional dos recursos e o cumprimento das leis ambientais.

Dicas para transporte de resíduos sustentáveis

Abaixo dicas importantes para ter transporte de resíduos sustentáveis:

Implantar programa de manutenção preventiva 

Um programa de manutenção preventiva garante o funcionamento do veículo bem regulado com a máxima eficiência. Assim será evitado o desperdício de combustível e diminui a emissão de poluentes. Além disso, garante que a emissão de gases esteja de acordo com a resolução nº 490/18;

Dimensionamento correto da frota

É muito comum que o gerador contrate um fornecedor de transporte sem verificar se esse possui uma frota que atende. Ou, contratam um tipo de transporte que não comporta a carga toda.

Antes de contratar, é preciso ter clareza sobre a quantidade de resíduo a ser transportado, a sua característica e qual a destinação será dada.

Para encontrar o fornecedor ideal de transporte de resíduos a empresa pode aderir ao Mercado de Resíduos. O Mercado de Resíduos, uma plataforma da VG Resíduos, é um desses ambientes onde geradores encontram tratadores qualificados. Tudo isso através de um portal unificado de fornecedores e geradores.

A plataforma é uma excelente alternativa que beneficia a todos, gerador e fornecedor.

Já o software da VG Resíduos ajuda o gerador a encontrar fornecedor qualificado para transporta resíduos, realizando a homologação de fornecedores, exigindo que todas as licenças ativas sejam carregadas (pelo fornecedor). Além disso, a plataforma notifica os usuários quando uma licença está prestes a vencer ou já venceu, impedindo-os de participar do mercado até que esta seja atualizada.

Roteirização

A roteirização ou gestão de rotas possui uma função essencial na gestão de resíduos. Por meio dele, o transporte de resíduos é otimizado, os custos são reduzidos e a destinação de resíduos é maximizada.

A gestão de rotas é o planejamento das rotas, ou seja, é o planejamento de qual a forma mais eficiente para transportar resíduos, qual a melhor rota e qual o itinerário mais seguro. Além disso, na gestão são avaliados os custos, sempre buscando a forma mais econômica para a empresa. É buscado por fornecedores mais próximos da organização e formas mais econômicas de destinação que de alguma forma trás rentabilidade e/ou economia para a instituição.

Colaboração entre empresas semelhantes

Essa é uma prática nova e que colabora para a sustentabilidade no transporte de resíduos. Empresas que não movimentam grandes volumes de cargas podem dividir custos de logística com outras que geram os mesmos tipos de resíduos e com volumes menores.

Sendo assim, sustentabilidade no transporte de resíduos ameniza os efeitos negativos do transporte no meio ambiente. Para alcançar, a empresa pode adotar práticas sustentáveis no transporte, como a substituição por um transporte mais sustentável, a maximização da carga e uma gestão de rotas. Para aplica-la é necessário que haja nas empresas um bom sistema de transporte de resíduos, já que a ausência desse sistema somente colabora para o aumento da poluição ambiental.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

 

 

 

 

 

Relatório de Sustentabilidade: o que é e qual sua importância?

relatório de sustentabilidade

O relatório de sustentabilidade é uma ferramenta que empresas sustentáveis utilizam para apresentar seus indicadores sociais, econômicos e ambientais com maior transparência.

Através do relatório de sustentabilidade a organização define suas expectativas de desenvolvimento sustentável, tanto as externas quanto as internas, envolvendo colaboradores, stakeholders, fornecedores, clientes e a sociedade em que está inserida. Saiba mais!

Sustentabilidade e Tecnologia: Como alcançar melhorias para a sua gestão?

O que é relatório de sustentabilidade?

 

relatório de sustentabilidade

Relatório de Sustentabilidade é uma das principais ferramentas de iniciativa voluntária que uma empresa adota para relatar e prestar contas á sociedade e as partes interessadas sobre sua atuação e de suas práticas sustentáveis. Basicamente é um importante instrumento de comunicação e gestão.

Através do relatório a organização divulga os impactos socioambientais causados pelas suas atividades cotidianas. Dentre essas atividades tem a geração de resíduos e qual a destinação ambientalmente correta dada a eles, bem como as praticas para sua não geração ou redução.

O relatório serve como um modelo de gerenciamento de ações, ou seja, a empresa mostra quais as ações voltadas para o desenvolvimento sustentável realizou em um determinado período. Bem como, quais as ações devem ser mudadas ou praticadas para melhorar um ponto negativo ou mesmo como uma oportunidade de melhoria. Também, no relatório a organização demonstra como cada ação foi colocada em prática ou serão realizadas.

Um exemplo de ação sustentável praticado por várias empresas é a reciclagem de seus resíduos. A organização mapeia quais os resíduos recicláveis são gerados e os enviam para reciclagem ou até mesmo os reutilizados em seus processos. Muitas obtêm lucro com essa ação, haja vista que esses resíduos podem ser comercializados através do mercado de resíduos. Outro exemplo é a implantação de um sistema de logística reversa.

No relatório de sustentabilidade a empresa relata quais os resultados positivos que uma gestão eficiente de seus resíduos trouxe. Principalmente os resultados de uma economia circular.

A ArcelorMittal Brasil divulga para seus colaboradores, comunidade e partes interessadas um relatório de sustentabilidade que divulga o uso de recursos, a avaliação de impactos ambientais, e o relacionamento responsável com todos. No relatório encontram-se as principais iniciativas de gestão de pessoas; o portfólio de produtos; as ações de ecoeficiência e mitigação de impactos ambientais; os projetos sociais e as atividades de engajamento com as comunidades; além de detalhes sobre os processos e inovações operacionais.

Outras empresas que elaboram relatórios de sustentabilidade: Vale, Petrobras e Anglo American.

Importância do relatório de sustentabilidade

 

relatório de sustentabilidade

No relatório de sustentabilidade a empresa divulga suas ações pela busca do desenvolvimento sustentável.

A importância do relatório para as empresas é:

– desenvolver uma estratégia de gestão voltada para o futuro: para isso, ao elaborar o relatório a organização precisa obter informações consistentes sobre os impactos positivos e negativos da sustentabilidade. Tanto causados pela empresa como por fatores externos, tais como alterações climáticas ou questões de direitos humanos;

– melhorar o diálogo entre os acionistas: uma vez que o relatório funciona como uma ferramenta de comunicação transparente;

– auxiliar as empresa a identificar riscos e oportunidades ligados à sustentabilidade;

– ajudar a mudar a mentalidade de todos, uma vez que é uma oportunidade de divulgar a importância das práticas sustentáveis para todos.

A importância dos relatórios para a sociedade:

– os relatórios de sustentabilidade são de interesse público, já que permite que a sociedade desenvolva uma mentalidade voltada para o desenvolvimento sustentável.

A importância para o mercado e para o governo:

– com os relatórios de sustentabilidade são fornecidos informações que tanto o mercado quanto o governo pode utilizar para tomar decisões assertivas pela busca de formas de medir seus progressos rumo ao desenvolvimento sustentável.

Elaboração de um relatório de sustentabilidade

relatório de sustentabilidade

Há vários modelos de relatórios disponíveis para as instituições seguirem. Contudo, a mais utilizada atualmente, por causa de sua credibilidade no cenário internacional, é o da GRI – Global Reporting Initiative.

A Global Reporting Initiative – GRI é uma organização internacional que auxilia as empresas, os governos e outras instituições a relatarem e comunicarem esses impactos socioambientais que as suas atividades causam.

O modelo GRI segue quatros diretrizes que ajudam a identificar os impactos das operações sobre o meio ambiente, economia e sociedade. Essas diretrizes auxiliam a apontar informações confiáveis, relevantes e padronizadas.

Com o modelo GRI a empresa consegue de forma mais pratica avaliar as oportunidades e riscos. Além de tomar decisões mais claras e assertivas.

Como a VG Resíduos auxilia na elaboração dos relatórios?

relatório de sustentabilidade

Para elaborar o relatório de sustentabilidade a empresa precisa ter dados concretos, haja vista que a transparência é preponderante. Para isso ela precisa contar com um sistema que armazene todos os dados relevantes e importantes que demonstre que essa organização pratica ações sustentáveis.

Em relação à gestão de resíduos, o software da VG Resíduos armazena e monitora todas as informações importantes sobre o gerenciamento de resíduos. Principalmente as de cumprimentos de requisitos legais.

Através do software a empresa tem mais confiança com os dados coletados, já que são eliminadas as antigas planilhas. Com o software a organização realiza a gestão completa em uma única plataforma, totalmente online. Além disso, todos os envolvidos no gerenciamento podem trabalhar de forma sistematizada e organizada, aumentando eficácia da gestão e gerando dados mais transparentes.

O software pode funcionar online, desktop e móbile. O usuário informa a quantidade de resíduos gerados e a data. Também informa quem realizará o transporte e qual o tipo de tratamento será dado. Além de outras informações importantes sobre os resíduos, como sua classificação. Dessa forma, automaticamente são gerados os documentos obrigatórios para os órgãos ambientais.

Sendo assim, o relatório de sustentabilidade é uma excelente ferramenta de gestão de comunicação sobre as práticas sustentáveis de uma empresa. Através dos relatórios são apresentados os indicadores sociais, econômicos e ambientais com maior transparência para a sociedade, acionistas, colaboradores, entre outros.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Quais são os indicadores de sustentabilidade para gestão de resíduos?

relatório de sustentabilidade

 

 

7 dicas para sua empresa evitar o impacto ambiental de resíduos

Evitar o impacto ambiental

Para a empresa evitar o impacto ambiental de resíduos é necessário adotar medidas e planos de gerenciamento. Essas medidas visam minimizar a geração dos resíduos, orientando seu correto acondicionamento, coleta, armazenamento, transporte e disposição final.

Evitar o impacto ambiental ao destinar resíduos é uma preocupação de muitas empresas. Haja vista que elas são responsáveis pela destinação ambientalmente correta, como determina a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

A seguir, acompanharemos sete dicas para evitar o impacto negativo dos resíduos ao meio ambiente. Confira!

Dica 1: mapear a geração de resíduos por fonte geradora

As empresas devem considerar que mapear a geração de resíduos por fonte geradora não resulta só em gastos e trabalho inútil. O mapeamento é uma ferramenta importantíssima na gestão de resíduos e contribui para evitar os seus impactos ambientais.

Com o mapeamento é possível avaliar quais as fontes que desperdiçam matéria prima, qual a melhor forma de dispor os resíduos gerados e quais alternativas para a sua redução na geração. Isso contribui diretamente no controle e redução dos impactos ambientais gerados pelos resíduos.

Alguns dos impactos associados aos resíduos são: proliferação de vetores, contaminação das águas superficiais e subterrâneas, este último principalmente pelo chorume, poluição atmosférica, contaminação do solo, entre outros.

Descubra as vantagens ao mapear a geração de resíduos por fonte geradora.

Dica 2: entender o tipo de resíduo que é gerado

Evitar o impacto ambiental

A caracterização e classificação do resíduo adequada é o primeiro passo para as empresas evitar o impacto ambiental de resíduos.

A organização precisa conhecer o tipo de resíduo gerado para dar a destinação final adequada.

De acordo com a NBR 10.004:2004, da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) os resíduos têm a seguinte classificação:

  • classe I – resíduos perigosos: São aqueles que apresentam periculosidade e características como inflamabilidade, corrosividade, reatividade, toxicidade e patogenicidade.
  • classe II A – resíduos não inertes: são aqueles que não se enquadram nas classificações de resíduos classe I – Perigosos ou de resíduos classe II B – Inertes. Os resíduos classe II A – Não inertes podem ter propriedades, tais como: biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água.
  • classe II B – resíduos inertes: São quaisquer resíduos que, quando amostrados de uma forma representativa e submetidos a um contato dinâmico e estático com água destilada ou deionizada, à temperatura ambiente não tiverem nenhum de seus constituintes solubilizados a concentrações superiores aos padrões de potabilidade de água, excetuando-se aspecto, cor, turbidez, dureza e sabor.

Além da NBR 10.004 temos outras normas de classificação de resíduos como a resolução CONAMA 307/2002 que considerou a necessidade de implementação de diretrizes para a redução dos impactos ambientais gerados pelos resíduos da construção civil. E a norma NBR 12808, que classifica os resíduos de saúde.

Saiba quais resíduos de impacto ambiental são atingidos pela lei de Logística reversa.

Dica 3: Reciclar os resíduos

Evitar o impacto ambiental

Reciclagem é o processo de reaproveitamento do resíduo que não serve mais para o processo. A técnica de reciclagem consiste na mudança do estado físico, físico-químico ou biológico do resíduo, de modo a atribuir características para que se torne novamente matéria-prima ou produto.

Aplicando um conjunto de técnicas esses resíduos dão origem a um novo produto ou a uma nova matéria-prima. Com isso diminui a produção de rejeitos e o seu acúmulo na natureza, reduzindo o impacto ambiental.

 A reciclagem de resíduos é um ótimo negócio para empresas. A tecnologia tem permitido que vários materiais possam ser agora reciclados e assim gerarem receitas adicionais para as empresas.

Dica 4: destinar a um aterro sanitário legalizado

Quando não é possível reciclar ou reutilizar o resíduo gerado dentro da empresa a opção ambientalmente correta é destiná-lo a um aterro sanitário legalizado.

Para evitar os impactos ambientais de resíduos é importante que o aterro cumpra os requisitos legais de funcionamento para abrigá-los.

O aterro deve seguir princípios da engenharia para confinar os resíduos em uma menor área possível e reduzir o volume ao máximo possível. Depois devem se colocado uma camada de terra por cima na conclusão de cada trabalho.

Ao destinar os resíduos ao aterro, a geradora deve checar se o local cumpre todas as leis, já que a negligência em relação a isso pode causar, inclusive, a interdição do aterro.

Evitar o impacto ambiental

Dica 5: reduzir a geração de resíduos

Evitar o impacto ambiental

A política dos 5R´s para reduzir a geração de resíduos foca na mudança de comportamento de cada indivíduo e prioriza a redução do consumo e o reaproveitamento dos resíduos.

A política dos 5 R’s consiste em cinco ações que visam reduzir a geração de resíduos. O principio fundamental para alcançar esse objetivo é reduzir o consumo. No entanto, em algumas situações não é possível reduzi-lo. Por isso a empresa deve levar em consideração o impacto do resíduo gerado e qual a melhor forma de reutilizá-los.

Para atingir a sustentabilidade ambiental e garantir um futuro ecologicamente correto, é necessário por em prática os 5 Rs.

O 5 R’s da política, conforme Ministério do Meio Ambiente, são: repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar. Cada uma destas ações irá definir o sucesso das iniciativas ambientais no local de trabalho.

Leia mais: Porque aplicar a política dos 5R´s para reduzir a geração de resíduos?

Dica 6: contratar uma consultoria em gestão de resíduo

Evitar o impacto ambiental

Para fazer a gestão correta dos resíduos evitando, assim os impactos ambientais causados por eles, a contratação de uma consultoria pode ser fundamental.

O grupo Verde Ghaia possui profissionais com expertise em gestão de resíduos. Especialistas da empresa têm gabarito para orientar as geradoras sobre a melhor forma de manejar os resíduos, evitando impactos ambientais.

Além disso, o software da VG Resíduos, auxilia a empresa na otimização de suas atividades contribuindo para evitar o impacto ambiental de resíduos. Outras funcionalidades da VG Resíduos são: o controle de licenças e CADRI`s, o monitoramento do volume de resíduos gerados, a gestão de fornecedores. Além disso, elabora relatórios automaticamente sobre o gerenciamento de resíduos.

Dica 7: Comercializar evita o impacto ambiental de resíduos

A empresa também pode comercializar tanto os resíduos quanto os produtos originados a partir da reciclagem deles. Para isso, uma boa dica é aderir ao Mercado de Resíduos.  Trata-se de uma plataforma da VG Resíduos de negociação de resíduos.

De forma simplificada, as geradoras fazem cadastro no software, informando quais resíduos podem negociar. Da mesma maneira, as tratadoras podem aderir à plataforma, interessando-se pelos materiais das geradoras.  As duas partes podem fazer contato, fechando negócio.

Sendo assim, há muitas medidas e planos para evitar o impacto ambiental de resíduos dando uma destinação correta a eles. As empresas devem, especialmente, investir na redução e reciclagem para evitar danos ambientais.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Como a gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável?

Evitar o impacto ambiental

 

Quais são os indicadores de sustentabilidade para gestão de resíduos?

indicadores de sustentabilidade

Os indicadores de sustentabilidade são instrumentos para monitorar e medir a eficiência e eficácia da gestão de resíduos dentro da empresa.

O processo de elaboração dos indicadores para a gestão de resíduos contribui para melhorar a compreensão do que é realmente sustentabilidade. E, como a adoção de práticas sustentáveis auxilia no gerenciamento eficaz de resíduos.

A busca da sustentabilidade na gestão de resíduos vai além da disposição adequada dos resíduos em aterros ou qualquer outro modo de destinação ambientalmente correta. Confira!

Você sabe o que sustentabilidade empresarial?

Indicadores de sustentabilidade

indicadores de sustentabilidade

Indicadores são parâmetros ou um valor que fornece informações sobre o estado de um fenômeno em estudo. Podem ser expressos de maneira quantitativa ou qualitativa.

Os indicadores de sustentabilidade podem comunicar ou informar sobre o progresso em direção a uma determinada meta na gestão de resíduos.

O objetivo dos indicadores de sustentabilidade é diagnosticar e avaliar o grau de sustentabilidade na gestão de resíduos, com enfoque nas dimensões sociais, ambientais e econômicas. Auxiliando, assim, nas definições de objetivos e metas para melhoria contínua.

Os indicadores de sustentabilidade surgiram com a necessidade de medir a eficiência do sistema de gestão ambiental. Haja vista que com a promulgação da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS ficou estabelecido que a empresas devem buscar práticas de consumo sustentável. Além disso, implantar instrumentos para incentivar a minimização, a reutilização, a reciclagem e a disposição ambientalmente adequada dos resíduos.

As funções dos indicadores de sustentabilidade para a gestão de resíduos são:

  • avaliar as condições do sistema de gestão de resíduos em busca da sustentabilidade – se são seguidos práticas sustentáveis;
  • efetuar a comparação entre as situações anteriores e posteriores das metas estabelecidas – o objetivo é ter percepção se as ações adotadas na gestão de resíduos busca o desenvolvimento sustentável;
  • avaliar condições do sistema em relação às metas e objetivos – verificar se as metas e os objetivos são alcançados. Se não devem ser desenvolvidos ações para o seu alcance;
  • prover informações de advertência, ou seja, identificar os riscos ou falhas do sistema ineficiente;
  • antecipar futuras condições do sistema de gestão de resíduos.

Sustentabilidade e Tecnologia: Como alcançar melhorias para a sua gestão?

Construção dos indicadores de sustentabilidade

indicadores de sustentabilidade

Para construir os indicadores de sustentabilidade para a gestão de resíduos a empresa deve considerar:

1) uma base cientifica para que se possa ter resultados mensuráveis;

2) o modelo adequado de indicador para que o objetivo seja alcançado;

3) o tema prioritário ao qual se deseja monitorar;

4) as fontes de informação para a tomada de dados;

5) a periodicidade adequada para coleta de dados dos indicadores;

6) facilidade de monitoramento – não é recomendável a escolha de um indicador onde é impossível a coleta de dados.

O ODS ONU influencia na gestão de resíduos da minha empresa?

Indicadores de sustentabilidade aplicados à gestão de resíduos

indicadores de sustentabilidade

O desenvolvimento dos indicadores de sustentabilidade para a gestão de resíduos tem o intuito de dar um panorama da situação dos resíduos na organização. Além disso, contribui para uma melhor compreensão do conceito de sustentabilidade.

A sustentabilidade na gestão de resíduos não diz somente a respeito da disposição ambientalmente adequada dos resíduos. Ela engloba a redução na geração, reutilização, reciclagem, aproveitamento energético. Além disso, envolve a questão social relacionada aos trabalhadores que atuam na cadeia dos resíduos.

Abaixo listamos sugestões de indicadores de sustentabilidade para serem implementados dentro da empresa. São eles:

1º: Existência de um plano de gerenciamento de resíduos – esse indicador foi criado com o objetivo de evidenciar o cumprimento de um dos instrumentos propostos na PNRS.

2º: Existência de situações de risco à saúde em atividades vinculadas à gestão de resíduos – o indicador considera a segurança dos trabalhadores que realizam o manejo dos resíduos.

3º: Existência de canais de participação dos colaboradores no processo decisório da gestão de resíduos – verifica a implantação do sistema de logística reversa.

4º: Realização de parcerias para destinação de resíduos, ou seja, um resíduo que não serve para ser reutilizado em um processo pode ser reutilizado em outro. Este indicador pode ser alcançado com a aderência do Mercado de Resíduos da VG Resíduos. Na plataforma a empresa tem um ambiente segura para negociar os resíduos gerados.

5º: Existência de canais de divulgação das informações relativas à gestão de resíduos – como relatórios de sustentabilidade.

6º: Existência de coleta seletiva – verifica se dentro da empresa há um programa bem estabelecido de coleta seletiva.

7º: Custos com a gestão de resíduos – verifica se o custo com a gestão de resíduos esta dentro do orçamento da organização. Esse é um importante indicador, pois através dele são estabelecidos outros de redução de resíduos para reduzir custo.

8º: Redução na geração: esse indicador monitorar a redução na geração de resíduos.

indicadores de sustentabilidade

Como monitorar os indicadores?

indicadores de sustentabilidade

Um excelente indicador deve apresentar informações adequadas para auxiliar no processo de tomada de decisão e no estabelecimento de prioridades na direção do desenvolvimento sustentável.

Para isso, os dados relevantes a gestão de resíduos devem ser monitorados. Uma excelente maneira de monitorar todas as informações pertinentes a gestão de resíduos é através de software de gerenciamento de resíduos.

O software da VG Resíduos otimiza a gestão, auxilia no cumprimento de prazos,
com alertas de vencimento, gera relatórios, etc.

Através dele, todo o seu programa de gerenciamento será otimizado.

Sendo assim, os indicadores de sustentabilidade para a gestão de resíduos são necessários devido à implementação da Política Nacional dos Resíduos Sólidos. Os indicadores fornece um diagnostico do sistema de gestão implantado dentro da empresa. E se as práticas adotadas são sustentáveis.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Como a gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável?

indicadores de sustentabilidade

 

Como a gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável?

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

A gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável aumentando a vida útil de aterros sanitários, reduzindo a geração dos resíduos e os destinando de forma ambientalmente correta. Além disso,  a gestão viabiliza as ações de triagem dos resíduos recicláveis e reutilizáveis, contribuindo assim para a redução dos níveis de poluição ambiental. Comumente reduz a utilização dos recursos naturais através da economia de energia e matérias-primas – ações que contribuem bastante para o desenvolvimento sustentável. 

O gerenciamento de resíduos, não é a única solução para a problemática ambiental, contudo não pode ser descartada no cenário atual. Haja vista, que se verifica uma crescente escassez de matérias-primas e uma necessidade para a disposição dos resíduos ambientalmente corretos. Saiba mais!

Saiba como se tornar uma empresa sustentável.

Afinal, o que desenvolvimento sustentável?

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

Antes de entendermos como a gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável temos que entender o seu significado e quais seus objetivos?

A WWF, uma organização que trabalha para mudar a atual situação ambiental, reduzir a degradação do meio ambiente, e promover uma interação harmoniosa entre o homem e o meio ambiente, define desenvolvimento sustentável como sendo:

“o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.”

O conceito surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. Essa comissão foi criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de desenvolver a economia ao mesmo tempo em que conserva o meio ambiente.

Para alcançar o desenvolvimento sustentável foram definidos 17 objetivos – ODS ONU. Até 2030 todos os países do mundo devem implementar os 17 objetivos e 169 metas.

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

Os objetivos do desenvolvimento sustentável

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

Os ODS ONU tem um imenso impacto para as empresas, pois a conservação dos recursos naturais passa a integrar os objetivos sociais e econômicos, aliando ecologia e economia.

Os objetivos mudaram a noção de progresso e desenvolvimento. Hoje já não é mais razoável que se destine os resíduos a aterros, por exemplo.  As empresas devem pensar em soluções que reduzam a geração ou reaproveite os resíduos conservando a natureza.

Para muitas empresas está claro que somos todos dependentes de boas condições ambientais, seja para a qualidade de vida de seus colaboradores, para a oferta de insumos produtivos ou para a redução de resíduos.

A implementação dos ODS ONU nas empresas é fundamental, já que é notória a limitação dos governos em conseguirem, sozinhos, resolver todas as questões.

São eles os ODS ONU:

1) erradicar a pobreza;

2) acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável;

3) assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos;

4) assegurar a educação e promover oportunidades de aprendizagem;

5) alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas;

6) assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos;

7) assegurar o acesso à energia para todos;

8) promover o crescimento econômico e trabalho decente para todos;

9) construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização e fomentar a inovação;

10) reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles;

11) tornar as cidades seguras, resilientes e sustentáveis;

12) assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis;

13) tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos;

14) conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos

15) proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres;

16) promover sociedades pacíficas;

17) fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Leia mais em: O ODS ONU influencia na gestão de resíduos da minha empresa?

Gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

A gestão de resíduos demonstra ser uma aliada das organizações para eliminar os impactos negativos que os resíduos causam principalmente os associados à destinação final. Além disso, contribui para alcançar os objetivos do desenvolvimento sustentável. Haja vista, que através da gestão serão adotadas práticas que contribuem para a preservação ambiental.

Fazer gestão de resíduos significa adotar um conjunto de ações adequadas nas etapas de coleta, armazenamento, transporte, tratamento, destinação final e disposição final ambientalmente adequada. Objetivando a minimização da produção de resíduos, visando à preservação da saúde pública e a qualidade do meio ambiente.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010), a gestão de resíduos deve garantir o máximo de reaproveitamento e reciclagem e a minimização dos rejeitos. Praticas essas que reduz o consumo de recursos naturais.

Além disso, identifica deficiências do processo produtivo, reduzindo desperdícios e custos, aumentando a lucratividade dos negócios e contribuindo para o desenvolvimento sustentável.

Uma organização que não realiza a gestão dos seus resíduos sólidos perde muitas oportunidades, principalmente de realizar negócio com novos clientes.

Como a VG Resíduos pode ajudar sua empresa?

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

A gestão de resíduos a principio pode parecer ser complicada, burocrática ou cansativa, principalmente na etapa de classificação e caracterização do resíduo. No entanto, é essencial para minimizar impactos ambientais e passivos, evitar prejuízos financeiros e preservar a imagem da empresa.

A VG Resíduos é a solução para o negócio e permite realizar a gestão completa do processo, monitorar históricos e tomar decisões estratégicas baseadas em gráficos e relatórios.

Com muitos anos de atuação, a VG Resíduos conta com profissionais  habilitados e experientes em fornecer orientações para o adequado gerenciamento de resíduos, com o melhor custo benefício.

Com objetivo de gerar resultados positivos para seus clientes e atender a legislação ambiental, prestando serviços de elaboração e implantação de planos de gerenciamento de resíduos, além de desenvolver treinamentos e monitoramentos para acompanhar a eficiência das ações.

Mediante isso, conclui-se que a gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável através de ações de triagem e destinação ambientalmente correta dos resíduos. Sendo assim contribui para a redução dos níveis de poluição ambiental, da utilização dos recursos naturais através da economia de energia e matérias-primas.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Sistema MTR online: o que é, exigências legais e como emitir?

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

Vermicompostagem: quais vantagens, como fazer e lucrar com essa técnica?

Vermicompostagem

Vermicompostagem é um processo de transformar resíduos orgânicos em composto de alta qualidade utilizando minhocas. A sua grande vantagem é que o processo leva pouco tempo e não exige grandes espaços ou equipamento. O composto formado na vermicompostagem é um excelente fertilizante.

A vermicompostagem é uma maneira fantástica de dar destinação ambientalmente correta aos resíduos orgânicos. Além disso, com essa técnica de tratamento de resíduos, a empresa obtém um bom lucro. Uma vez que pode ser feita em grande escala e em pouco tempo. Confira!

geradores de resíduos mais próximos

Vermicompostagem

Vermicompostagem

A vermicompostagem é um tipo de compostagem. Todavia, essa técnica utiliza minhocas para degradar a matéria orgânica presente no resíduo. Por utilizar minhocas, o processo é muito mais rápido que a compostagem tradicional, pois os vermes aceleram o processo de decomposição da matéria orgânica.

O substrato formado no tratamento do resíduo orgânico é o húmus de minhoca. Um fertilizante muito rico em nutrientes. O húmus é inodoro, leve, macio, solto, finamente granulado e rico em minerais que são absorvidos pelas plantas. O seu pH neutro permite que o adubo seja colocado diretamente sobre raízes das plantas sem causar danos a elas, como queimaduras.

As minhocas trituram os resíduos orgânicos, liberando um muco que facilita a decomposição por microorganismos decompositores. Assim o processo de humificação é acelerado. Além disso, promove o desenvolvimento de uma grande população de microorganismos. Assim sendo, o vermicomposto tem uma qualidade melhor do que o composto formado na compostagem tradicional.

A comercialização do húmus é muito lucrativa para as empresas. A preocupação com o meio ambiente e com o desenvolvimento sustentável aumenta a procura por produtos ecologicamente correto. As organizações que ofertam esses produtos estão se destacando no mercado.

Saiba como gerar renda com compostagem de resíduos de jardinagem.

Vantagens e desvantagens da vermicompostagem

 

Vermicompostagem

A vermicompostagem tem inúmeras vantagens:

  • eliminação de agentes patogênicos como bactérias, vírus e parasitas presentes no resíduo orgânico;
  • o processo de transformação do resíduo em húmus não gera qualquer tipo de cheiros;
  • transformação de materiais instáveis e poluentes em materiais mais estáveis;
  • diminuição e/ou eliminação de impacto ambiental sobre o ar, águas e solos;
  • reciclagem dos resíduos domésticos biodegradáveis;
  • redução do volume de resíduos que seria depositados em aterro;
  • produção de um aditivo orgânico e fertilizante natural;
  • valorização de resíduos orgânicos.

A vermicompostagem apresenta algumas desvantagens. São elas:

  • os resíduos orgânicos devem ser selecionados antes de passar pelo processo de vermicompostagem, pois o tipo de matéria orgânica influencia a qualidade e as aplicações do composto;
  • fatores como temperatura, umidade e arejamento devem ser controlados e verificados regularmente;

Iniciativa beneficia projetos de compostagem de resíduos.

Como fazer a vermicompostagem?

Vermicompostagem

Os componentes necessários para realizar o processo de tratamento do resíduo orgânico através da vermicompostagem são: o vermicompostor, minhocas e resíduos orgânicos.

 O vermicompostor pode ser construído tendo por base uma caixa de madeira com tampa. É necessário que a caixa tenha alguns orifícios no fundo para melhor drenagem, e nas paredes laterais para melhor ventilação. Além de uma tampa para manter a umidade e evitar a proliferação de insetos.

As minhocas mais adequadas para vermicompostagem são as minhocas vermelhas da Califórnia e as minhocas da Terra.

Os resíduos orgânicos que podem ser utilizado na vermicompostagem são:

  • vegetais e frutas em gerais;
  • cascas triturada de ovo;
  • borra de café e filtro;
  • folhas de chá;
  • feijão;
  • resíduos de jardim;
  • papel e cartão (cortado e molhado);
  • arroz e massas cozidas;
  • pão, bolo, cereais, etc..

Já outros resíduos orgânicos não podem ser utilizado na vermicompostagem, pois são prejudiciais as minhocas. São:

  • carne e peixe;
  • fritos;
  • saladas temperadas com vinagre, azeite e óleos;
  • limão, laranja, etc.;
  • resíduos tratados com pesticidas.

Passo a passo da vermicompostagem

Primeiramente o vermicompostor deve ser forrado com tiras de papel, jornal, folhas secas e pouca terra. Essa “cama” deve estar úmida para criar um ambiente adequado para as minhocas.

Depois as minhocas devem ser colocadas por cima da “cama”. Em seguida coloque sobre as minhocas os resíduos cortados em pedaços pequenos, para facilitar a decomposição. E faça outra “cama” por cima.

Durante uma semana não devem ser adicionados mais resíduos ao vermicompostor, para que as minhocas possam habituar ao novo ambiente e comecem a decompor os resíduos.

Após este período adicione resíduos ao vermicompostor 3 ou 4 vezes por mês. Para isso basta afastar a cama e espalhar uniformemente os resíduos. Após adicionar cubra novamente com a “cama” e tampe o vermicompostor.

Importante que seja tomado alguns cuidados, como manter no máximo 2 cm de resíduos acima das minhocas. Além disso, monitorar o cheiro. Se o vermicompostor tiver um odor forte é sinal que deve ser interrompido por 1 ou 2 dias a colocação de resíduos. Outro cuidado importante é manter a vermicompostagem arejada. Para isso, basta remexer suavemente utilizando um utensílio com pontas arredondadas ou a mão.

Em 3 a 6 meses será possível recolher o húmus formado.

O lucro!

Vermicompostagem

Para obter o lucro com a vermicompostagem devem ser observados alguns requisitos importantes, como: matéria – prima suficiente para abastecer seu negócio e o mercado consumidor.

O local escolhido para a produção do vermicomposto deve estar próximo do seu mercado consumidor para que não encareça o produto. E próximo também de bons geradores de resíduos orgânicos.

Localizar geradores de resíduos mais próximos e reduzir o custo com o transporte pode ser possível a partir de paginas da internet ou buscadores, a fim de encontrar empresas que precisam destinar seus resíduos de forma ambientalmente correta. Ou até mesmo por uma plataforma online, na qual empresas compradoras encontram geradores de resíduos.

Mercado de Resíduos é um desses ambientes onde empresas compradoras encontram geradores de resíduos. Tudo isso através de um portal unificado de fornecedores e compradores.

plataforma de compra e venda aumenta a chances de qualquer empresa especializada no tratamento de resíduos aumentar seu lucro.

Utilizar o Mercado de Resíduos da VG Resíduos é fácil e rápido:

– 1º o gerador cria uma oferta do resíduo que deseja vender, sem custo;

– 2º a plataforma dispara a oferta para os tratadores cadastrados e regulares;

– 3º os tratadores de resíduos dão lances nas ofertas;

– 4º é selecionado o melhor comprador para o resíduo com base em alguns critérios: como preço, localização, rating do comprador etc.

O sistema é 100% online, com acesso 24 horas por dia. A plataforma é bem simples e didática.

Mercado de Resíduos: obtenha mais clientes e amplie o seu negócio agora!

Sendo assim, a vermicompostagem é um tipo de tratamento que transforma resíduos orgânicos em composto de alta qualidade utilizando minhocas. Esse processo pode ser feito em grande escala e em pouco tempo se comparada com a compostagem tradicional. O composto formado na vermicompostagem é um excelente fertilizante que pode ser vendido aumentando o lucro da empresa.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Cinco vantagens de se realizar o tratamento biológico de resíduos orgânicos

vermicompostagem

 

Como sua empresa pode lucrar mais adotando práticas sustentáveis?

Lucrar mais adotando práticas sustentáveis

Lucrar mais adotando práticas sustentáveis é uma tendência cada vez maior entre as empresas. Fomentar essas práticas é importante para sua própria existência e influencia no lucro e longevidade do negócio.

Sustentabilidade empresarial é uma ideia que se baseia em adotar ações que permitam o crescimento econômico da empresa sem agredir o meio ambiente. Um empreendedor pode tornar a sua empresa sustentável com a adoção de algumas práticas simples, como: reduzir o consumo, inovar e compartilhar ideias.

A principio o conceito de sustentabilidade pode parecer bastante complexo, porém tornar a empresa sustentável é muito menos complicado. Essas práticas sustentáveis é que consegue garantir a manutenção das empresas e da própria natureza. Confira como a sua empresa pode lucrar mais adotando práticas sustentáveis!

Resíduos da Construção Civil: construindo valores de sustentabilidade.

Crescimento da empresa sustentável

Lucrar mais adotando práticas sustentáveis

Para lucrar mais adotando praticas sustentáveis a organização precisa incorporar internamente ações sociais e ambientais. Essas ações visam atender as necessidades da sociedade, a valorização da imagem e da marca.

Práticas sustentáveis como pequenos esforços nos escritórios ou linhas de produção, incentivando os funcionários a terem suas próprias canecas ou fazer uma ampla campanha de gestão de resíduos deixou de ser um diferencial e passou a serem prerrogativas básicas para uma empresa. É preciso fazer muito mais para que a organização se torne sustentável.

O conceito de empresa sustentável está baseado em três pilares: econômico, ambiental e social. Esse termo é definido como sendo um conjunto de ações adotadas pelas empresas com o objetivo de atuar de maneira consciente e com atitudes éticas. O que ela mais visa é o respeito ao ambiente e à sociedade em que está inserida. Além, do lucro que essas práticas podem trazer para a organização.

A Natura é um exemplo de como uma empresa pode lucrar mais adotando práticas sustentáveis. Em 2017 a empresa de produtos de beleza e cuidados com a pele foi apontada como A Empresa Sustentável do Ano pelo Guia EXAME de Sustentabilidade 2017. Só na região Amazônica a empresa movimentou 1,1 bilhão de reais. E teve um lucro de 166,7 milhões de reais.

Saiba como descartar resíduos de cosméticos para não degradar o meio ambiente.

Como lucrar mais adotando práticas sustentáveis?

Lucrar mais adotando práticas sustentáveis

Uma conduta que não preocupa com os impactos sociais e ambientais negativos dentro de uma empresa gera má publicidade. Isso afeta significativamente os rendimentos das empresas. Haja vista que muitos clientes buscam empresas que possuem uma marca ecológica.

Existem diferentes maneiras de uma empresa lucrar mais adotando práticas sustentáveis. As ações vão desde a utilização de coleta seletiva até a instalação de máquinas e equipamentos mais econômicos e com menor nível de emissões.

A organização, também, pode optar pela implantação da ISO 14001, que define os padrões para o sistema de gestão ambiental das organizações. A ISO 14001 ajudará a tornar a empresa sustentável ao redesenhar seus processos com base nos principais padrões de sustentabilidade.

Outro ponto de atenção é utilizar tecnologias modernas que permitam o reaproveitamento e destinação correta dos resíduos. A gestão eficiente dos resíduos é fundamental para se tornar uma empresa sustentável.

Neste aspecto, o VG Resíduos pode ajudar muito a empresa. Com o software de gestão de resíduos a empresa mapeia 100% dos resíduos gerados, realiza gestão integrada das unidades, aplica metas de redução, monitora e destina adequadamente os resíduos.

Saiba como aplicar o conceito Resíduo Zero na minha empresa.

Como tornar a empresa sustentável?

Lucrar mais adotando práticas sustentáveis

Conheça algumas práticas sustentáveis que contribuir para aumentar o lucro da empresa.

 

1. Seja transparente

Quando as pessoas sabem o que acontece dentro da organização elas passam a ter mais empatia, confiança e entendimento sobre os valores e a missão da empresa.

Adotar essa prática acaba aumentando consideravelmente as taxas de fidelização de clientes em longo prazo.

Umas das preocupações da empresa sustentável é o impacto social que suas atividades causam. Por isso, é fundamental que essa empresa mantenha seus processos transparentes para o publico. O que isso significa? Que a empresa mostrara aos envolvidos os resultados de seus processos e como são realizados e monitorados.

Os relatórios de sustentabilidade são bons exemplos adotados por muitas organizações e que informa ao publico pontos importantes de proteção ao meio ambiente, como a gestão de resíduos da empresa.

logística reversa de resíduos de vidros

2. Informatize seus documentos

Na gestão de resíduos são exigidos pelos órgãos ambientais várias licenças e documentos que comprovam a destinação correta dos resíduos. Consequentemente, são gerados vários papéis com as informações pertinentes.

O grande empecilho é o que fazer com esses papéis após o fim de sua legalidade. Se a organização quer se tornar uma empresa sustentável o primeiro passo é eliminar essa papelada.

Ao adotar um sistema online de controle de documentos, é possível, reduzir o consumo de papel, economizar espaço de arquivamento, aumentar a segurança de documentos importantes e confidenciais, agilizar a busca economizando tempo.

O software da VG Resíduos permite o controle necessário para uma gestão eficiente.

É possível ganhar dinheiro com venda de papel usado?

3. Elimine desperdícios

Verifique os desperdícios da empresa. Se a existência de vazamentos de água, instalações elétricas mal feitas e sistemas de ar-condicionado.

Além disso, podem ser empregadas atitudes simples, tais como: pintar as paredes de branco para refletir melhor a luz; trocar as lâmpadas fluorescentes por modelos de LED; instalar sensores de presença em locais com pouca circulação de pessoas; e fazer a manutenção ou a substituição de equipamentos. Essas atitudes podem significar uma economia de energia elétrica.

4. Gerencie os resíduos

Lucrar mais adotando práticas sustentáveis

Para se tornar uma empresa sustentável é essencial criar um gerenciamento de resíduos eficiente e efetivo.

A organização deve se preocupar em separar os resíduos, buscar parcerias com cooperativas de reciclagem locais e criar campanhas de redução do uso de descartáveis.

Saiba como implantar um projeto de coleta seletiva eficiente nas empresas.

5. Envolva a equipe

Para implantar ações sustentáveis dentro da empresa a equipe deve se sentir parte atuante na implementação.

Essa é uma oportunidade única de melhorar o relacionamento entre todos e promover educação e engajamento dos colaboradores.

Saiba a importância da educação ambiental e da coleta seletiva nas empresas.

Assim sendo, ao tornar uma empresa sustentável, os benéficos para a organização, para o meio ambiente e para a sociedade são imensuráveis. A empresa pode lucrar mais adotando práticas sustentáveis. As práticas sustentáveis viabiliza a manutenção dos recursos naturais e assegura uma boa qualidade de vida para as futuras gerações.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Quais as melhores práticas para sua gestão de resíduos industriais?

logística reversa de resíduos de vidros

 

Algumas matérias que podem te interessar

© VG Residuos Ltda, 2019