Como as indústrias podem fazer a destinação correta de resíduos sólidos

25/06/2020

Como as indústrias podem fazer a destinação correta de resíduos sólidos

O gerenciamento de resíduos industriais é uma etapa fundamental para eliminar os resíduos sólidos, especiais ou perigosos gerados por inúmeras empresas. Por isso, é fundamental buscar métodos mais seguros para a gestão dos resquícios.

Nesse sentido, é importante mencionar que as medidas mais assertivas são aquelas que visam reduzir, reutilizar e reciclar - quando possível -, e que garantem minimizar os impactos ambientais, bem como a destinação correta do lixo e a redução de poluentes.

Dessa forma, o gerenciamento correto dos resíduos na indústria oferece um conjunto de características para que as empresas atendam às suas necessidades legais e comerciais. Mas, afinal, como as indústrias podem fazer a destinação correta dos resíduos sólidos?

Pensando nisso, preparamos este post com o objetivo de mostrar a você, empreendedor, como fazer a destinação correta dos resíduos sólidos. Nele, você encontrará 5 meios simples para descartar os seus resquícios industriais. Quer saber mais? Continue lendo!

1. Uso de aterros

Os aterros são uma das maneiras mais tradicionais de fazer o descarte de resíduos. No entanto, vale ressaltar que deve ser enviado para os aterros apenas produtos não perigosos, não recicláveis e não reutilizáveis, bem como uma porta de enrolar automática.

Para falar um pouco sobre esse processo, quando os resíduos são enviados para um aterro sanitário, eles são atribuídos a uma pequena área, compactados quando possível e depois enterrados.

Além disso, na medida em que o lixo vai se decompondo, ele libera gases que podem ser transformados em gases naturais e, consequentemente, utilizados em energia, fios e cabos elétricos e combustível.

Desse modo, os aterros são soluções econômicas e tem como objetivo minimizar os impactos ambientais, contribuindo assim, com a preservação do meio ambiente.

2. Segregação e reciclagem

Certamente você já deve saber que grande parte do desperdício gerado pela produção não é reutilizavel, mas pode ser reciclavel. O primeiro passo para identificar o que deve ser reciclável é encontrar lixões para que possam ser configurados.

Nesse sentido, a maioria dos locais de reciclagem podem lidar com vidro, papel e, claro, o plástico. É importante ressaltar que muitos também trabalham com sucata, papelão, resíduos alimentícios e eletrônicos.

Por essa razão, caso seja necessário realizar o descarte de um circuito impresso, por exemplo, é possível contar com o apoio da segregação e da reciclagem.

3. Compostagem

O processo de compostagem é muito simples: acontece pela transformação de resíduos orgânicos em fertilizantes que podem ser usados para nutrir o solo de áreas verdes ou plantações.

Além do mais, a grande parte do desperdício de alimentos pode passar pelo processo de compostagem e mesmo os itens orgânicos mais específicos podem ser aplicados em uma compostagem segura.

Com isso, você pode adubar resíduos de alimentos, folhas, jornais, pequenos pedaços de papelão, palha, entre outros. Nesse sentido, o adubo é aplicado ao solo a fim de fortalecer os nutrientes e incentivar o crescimento.

Portanto, vale mencionar que a compostagem é uma das melhores formas de reutilização e reciclagem de resíduos.

Compartilhe!