Como aumentar sua renda com o tratamento de resíduos industriais?

12/06/2018

tratamento dos resíduos industriais

De maneira estruturar uma empresa dedicada ao tratamento dos resíduos industriais? E como aumentar sua renda com esses resíduos?

A área industrial é uma das grandes responsáveis pela geração dos resíduos sólidos. Atualmente, empreendedores especializados em receber os resíduos das atividades industriais e dar um destino correto a esses materiais podem, dessa forma, encontrar uma fonte de lucro. Com isso, existe potencial para a abertura de empresas que saibam receber, tratar e transformar os resíduos.

Claro, é preciso seguir alguns protocolos, obedecer algumas leis, providenciar documentos e avaliar vantagens e riscos do negócio. Por isso, vamos entender como aumentar sua renda com o tratamento de resíduos industriais? Acompanhe!

Leia agora: Quatro dicas eficientes para localizar geradores de resíduos químicos

Faça um inventário dos resíduos industriais

tratamento dos resíduos industriais

Os resíduos industriais, também conhecidos pela sigla RSI (resíduos sólidos industriais), são sobras de produção, muitas vezes com composição mista, que não devem ser descartados de qualquer maneira devido aos impactos negativos que podem causar.  Sobras industriais despejadas diretamente no ambiente podem, por exemplo, degradar e contaminar solos, além de afetar a saúde humana.

Pelas especificidades desse tipo de resíduo, o tratamento das sobras industriais deve seguir a legislação ambiental e todas as diretrizes nela contidas. O ponto de partida é a elaboração de um plano de gestão de resíduos, documento no qual deve constar:

  • identificação e classificação dos tipos de resíduos industriais existentes na empresa;
  • discriminação dos resíduos perigosos ou não perigosos;
  • apontamento dos resíduos recicláveis;
  • listagem de qual a destinação ambientalmente correta para os resíduos industriais.

Esse panorama dos resíduos industriais é essencial porque o descarte incorreto poderá afetar a reputação da empresa, resultando em perdas de clientes ou punições legais.

ebook guia para otimizar a gestao de residuos minimizar custos e lucrar

Conheça alguns tratamentos de resíduos industriais

tratamento dos resíduos industriais

Feito esse inventário, é necessário conhecer as melhores soluções para tratar os resíduos industriais. Essa escolha está relacionada a alguns fatores, tais como o grau de periculosidade do material e o potencial de recuperação do resíduo.

No Brasil, entre os métodos de tratamento dos resíduos industriais estão:

1. Incineração

A incineração consiste na oxidação total da matéria com temperaturas variando entre 850 a 1300º C. Um aspecto interessante é que as cinzas resultantes do processo estão sendo estudadas para uso como agregado em concreto e em mistura para asfalto.

2. Coprocessamento

Essa técnica também usa a incineração e é mais frequentemente realizada em fornos fabricantes de cimento. No coprocessamento são eliminados tanto resíduos industriais sólidos, quanto resíduos pastosos, que são utilizados como combustíveis para os fornos de clinquerização. O curioso é que a indústria cimenteira também sai ganhando. Os resíduos perigosos, após passarem pela queima, podem ser reutilizados, substituindo parcialmente o combustível que alimenta a chama do forno que transforma calcário e argila em clínquer, matéria-prima do cimento. Outro diferencial do coprocessamento é que os fornos de cimento destroem grandes volumes de resíduos de forma segura, poupando o uso de combustível e eliminando riscos aos trabalhadores e às comunidades que vivem em torno das indústrias.

3. Aterros industriais

São terrenos preparados para receber os resíduos provenientes das fábricas. Dependendo da característica dos resíduos, eles necessitam passar por um tratamento prévio antes de serem enterrados, podendo ser usadas as técnicas de estabilização, solidificação, encapsulamento ou neutralização.

Saiba mais: Como demonstrar seus diferenciais como tratador de resíduos perigosos?

Busque licença ambiental para atuar

tratamento dos resíduos industriais

Entrar para o ramo do tratamento de resíduos industriais pode ser uma opção acertada. Neste estudo sobre o tratamento de resíduos industriais no estado do Rio de Janeiro, Darlan Pereira afirma que o Brasil possui um ritmo acelerado de industrialização, em vista do aumento do consumo e do contingente populacional. Há regiões do país com produção industrial intensa e ausência de unidades de tratamento e destinação final para os RSI.

O ideal é que a empresa que se dispõe a cuidar dos resíduos tenha uma consultoria sobre os melhores passos a seguir. Isso envolve, entre outros aspectos, cumprir alguns protocolos e o primeiro deles é obter uma licença ambiental tanto para transportar quanto para tratar os resíduos industriais.

IBAMA é o órgão que emite o licenciamento das empresas de transporte e tratamento de resíduos que atuam em mais de um estado e cujos impactos ambientais ultrapassam os limites territoriais. Se a empresa só atuar dentro do próprio Estado, cabe ao órgão ambiental daquele Estado licenciar as atividades.

Os principais documentos exigidos para adquirir a licença são:

  • memorial descritivo do processo industrial da empresa;
  • formulário de requerimento preenchido e assinado pelo representante legal;
  • cópia do CPF e Identidade do representante legal que assina o requerimento;
  • cópias dos CPFs e Registros nos Conselhos de Classe dos profissionais responsáveis pelo projeto, construção e operação do empreendimento;
  • cópias do CPF e Identidade de pessoa encarregada do contato entre a empresa e o órgão ambiental;
  • cópias da Procuração, do CPF e da Identidade do procurador, quando houver;
  • cópia da Ata da eleição da última diretoria, quando se tratar de sociedade anônima, ou contrato social registrado, quando se tratar de sociedade por cotas de responsabilidade limitada;
  • cópia do CNPJ- Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica;
  • cópias do registro de propriedade do imóvel ou de certidão de aforamento ou cessão de uso;
  • cópia da Certidão da Prefeitura indicando que o enquadramento do empreendimento está em conformidade com o a Lei de Zoneamento Municipal;
  • cópia da Licença ambiental anterior se houver;
  • guia de Recolhimento (GR) do custo de Licença;
  • planta de Localização do empreendimento;
  • croquis ou planta hidráulica, das tubulações que conduzem os despejos industriais, esgotos sanitários, águas de refrigeração, águas pluviais etc.

Confira: Qual a influência da ISO 14001 no tratamento de resíduos?

Seja ecologicamente responsável e lucre

tratamento dos resíduos industriais

Como se vê, há potencial para se abrir um negócio voltado para o tratamento de resíduos industriais. Seguindo os preceitos legais e tendo uma orientação especializada é possível empreender nessa área, aumentando seus lucros. O fundamental é atuar de forma idônea e ecologicamente responsável ao fazer a gestão das sobras industriais.

Gostou desse tema ou achou o assunto relevante? Deixe seu comentário abaixo ou compartilhe o conteúdo nas redes sociais.

Se quiser aprofundar mais sobre o assunto leia este outro artigo do blog: Como demonstrar que sua empresa trata corretamente resíduos hospitalares?

Gerenciamento de resíduos

Compartilhe!