Como localizar bons clientes para tratamento de resíduos perigosos?

Como localizar bons clientes para tratamento de resíduos perigosos?
Avalie este post

resíduos perigosos

Não é tarefa fácil tratar resíduos perigosos, aqueles que contêm significativa quantidade de substâncias químicas, podendo ser danosos ao meio ambiente. O manejo dessas sobras exige rigoroso cumprimento das leis ambientais e procedimentos sofisticados de tratamento. O serviço das tratadoras pode ser fundamental para as geradoras de resíduos perigosos. Mas é preciso conquistar a confiabilidade delas, demonstrando por que o tratamento oferecido se destaca em relação à concorrência.

Com o aumento da consciência ecológica e da fiscalização sobre a gestão de resíduos surgiu o mercado especializado no tratamento das sobras, inclusive daquelas perigosas. A concorrência no setor vem aumentando, mas existem estratégias que destacam os diferenciais das tratadoras, fazendo com que elas conquistem a preferência da clientela.

A seguir, você entenderá como se diferenciar entre as tratadoras de resíduos perigosos. Conhecerá por que determinados procedimentos no manejo dos resíduos perigosos podem localizar bons clientes para seu negócio. Acompanhe!

incineração de resíduos

Demonstre expertise em resíduos perigosos

resíduos perigosos

Em meio a muitas tratadoras de resíduos perigosos aquela que tem maior domínio do assunto pode atrair a atenção da clientela. Isso significa conhecer a fundo e desenvolver com excelência o manejo das sobras perigosas. O risco pode estar em resíduos de produtos largamente usados no dia a dia e fabricados em diferentes setores. São considerados resíduos perigosos, por exemplo, as lâmpadas fluorescentes, baterias, pilhas, remédios vencidos, cartuchos de tinta, latas de tinta, tonners e pneus.

É importante que a tratadora saiba a fundo o que determina que um resíduo seja perigoso. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, oferecem riscos os resíduos que apresentam:

A empresa deve dominar, também, o conceito de periculosidade, determinado pela norma 10004/2004 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). De acordo com a ABNT, o perigo pode vir de alguma propriedade física, química ou infectocontagiosa do resíduo. As sobras que contêm metais pesados como mercúriochumbo, cádmio e níquel apresentam periculosidade. Quando gerenciados de forma equivocada, podem colocar provocar doenças ou degradação do meio ambiente.

A tratadora deve estar gabaritada para oferecer soluções que amenizem esses riscos. Nem a saúde pública nem o meio ambiente podem estar vulneráveis aos metais pesados, pois as consequências podem ser danosas. As alternativas devem processar os resíduos para reduzir ou eliminar sua periculosidade ou imobilizar seus componentes perigosos, fixando-os em materiais insolúveis.

lixo eletrônico

Foque no tratamento de resíduos pouco explorados

resíduos perigosos

A conquista de clientes também pode estar ligada ao fato de a tratadora descobrir um nicho de mercado. Sendo assim, uma estratégia interessante é pesquisar que tipos de resíduos perigosos não possuem soluções de tratamento. Em seguida, se especializar no manejo dessas sobras, oferecendo à clientela tratamentos poucos explorados pela concorrência.

Para se destacar, o ideal é evitar resíduos que já têm mercado saturado, como alumínio, papéis e plásticos.

Leia mais: Mercado de Resíduos: obtenha mais clientes e amplie o seu negócio agora!

Seja ecoeficiente e reaproveite os resíduos perigosos

resíduos perigosos

Outra estratégia fundamental para a tratadora ser diferenciada é seguir a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). De acordo com as diretrizes da PNRS, o Brasil tem resíduos em excesso e é preciso um esforço conjunto para diminuir as sobras geradas.  Além disso, não basta somente reduzir a geração, mas reaproveitar os resíduos por meio da reciclagem ou da reutilização. Essas práticas são sustentáveis, evitando que as empresas usem de forma predatória recursos naturais como matéria-prima para seus processos de fabricação.

A tratadora que atenta para o potencial de reutilização dos resíduos perigosos sai na frente. Um exemplo que ilustra a possibilidade de reaproveitamento vem dos pneus velhos, aqueles que perderam sua vida útil. Esse tipo de resíduo é considerado perigoso, pois em sua constituição há metais perigosos, como o chumbo e o cádmio.

Os pneus, porém, podem ser reaproveitados pelas tratadoras, sinalizando que a empresa tem compromisso com a política de gerenciamento de resíduos.  Esses resíduos têm pelo menos quatro tipos de reaproveitamento:

  • reciclagem por ultrassom: processo que deixa a borracha mais macia e pronta para ser utilizada na fabricação de novas peças;
  • pirólise: processo que derrete a matéria-prima até o seu estado natural;
  • micro-ondas: sistema que consegue produzir outras substâncias de mesma origem do pneu, como combustíveis e gás;
  • processo mecânico-químico: sistema que tritura o resíduo e serve como princípio para produção de outras peças.

resíduos perigosos

Tenha em dia as licenças ambientais

resíduos perigosos

Outro aspecto que é imprescindível para a conquista da clientela é a tratadora estar em dia com as obrigações ambientais. É necessário que ela tenha licença ambiental para operar. Essa documentação é exigida pelos órgãos competentes visando assegurar que a empresa sabe tratar corretamente os resíduos.

A empresa tratadora que descuida dessa documentação pode sofrer multa ou até suspensão das atividades. Se o passivo ambiental gerado for grave, até mesmo a companhia geradora do resíduo pode ter que dividir a conta com a empresa tratadora.

Para não falhar nas exigências ambientais é interessante contar com a consultoria de uma empresa especializada no assunto. O grupo Verde Ghaia tem profissionais que podem auxiliar a tratadora nesse sentido e também na pesquisa das melhores alternativas de manejo dos resíduos perigosos.

Saiba quais técnicas de tratamento do lixo mais lucrativas no Brasil.

Encontre clientes em plataforma online

lixo eletrônico

Uma plataforma digital como a Mercado de Resíduos também pode ser decisiva na localização de clientes.  Trata-se de um software por meio do qual geradores e tratadores anunciam seus resíduos. Isso aproxima as organizações, facilitando as negociações, com a vantagem de todo o processo ser feito pelo ambiente virtual, de forma rápida e prática.

Como se vê, as tratadoras têm uma importante função no manejo dos resíduos perigosos, controlando as substâncias químicas que podem ser danosas ao meio ambiente. O manejo dessas sobras exige comprometimento ambiental e técnicas apuradas de tratamento. A concorrência do setor vem aumentando, mas a tratadora que desenvolver diferenciais pode ter um posicionamento de destaque no mercado. Pesquisando e implantando soluções de tratamento inovadoras e ambientalmente responsáveis poderá localizar e aumentar sua clientela.

Gostou desse tema ou achou o assunto relevante? Deixe seu comentário abaixo ou compartilhe o conteúdo nas redes sociais.

Precisa se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Como se destacar sendo um especialista no tratamento de resíduos

resíduos perigosos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2019