×

Como reduzir a perda de materiais e insumos na construção civil?

Como reduzir a perda de materiais e insumos na construção civil?
5 (100%) 8 votos

Um problema recorrente das empresas do ramo da construção civil é a perda de materiais e insumos durante os processos da obra. Esse é um desafio que as organizações precisam resolver, uma vez que a perda pode ocasionar prejuízos financeiros, aumento da produção de resíduos e desajustes no bom andamento do projeto.

É importante ressaltar que os resíduos (materiais ou insumos) da construção civil podem ter outras utilidades na própria obra ou para outras empresas. É essencial que o seu negócio gerencie a obra como um todo para não ter perdas financeiras.

Neste artigo faremos um apanhado geral sobre as perdas de materiais e insumos na construção civil e ações que sua empresa pode adotar para resolver essa questão.

Definição de perdas de materiais, insumos e outros

O problema da perda de materiais e insumos vai além do desperdício. Em uma obra mal projetada, é possível haver utilização mais do que necessária de alguns insumos, gerando portanto, pouca eficiência no projeto.

Junto ao prejuízo de material e insumos, vem também as perdas das horas trabalhadas e de equipamentos.

Por isso a importância de um bom gerenciamento da obra e dos resíduos por ela gerados. Lembrando que a empresa desperdiça não apenas materiais comprados em excesso, mas insumos gerados após as obras, como restos de tijolos, telhas quebradas e etc.

A VG Resíduos pode fornecer para sua empresa toda expertise e experiência dos seus consultores no que diz respeito ao gerenciamento dos resíduos.

Com a VG Resíduos, você evita multas relacionados a destinação incorreta dos resíduos e encontra outras organizações que podem comprar os resíduos que não podem mais ser reaproveitados pelos processos do seu negócio.

Isso é possível a partir da plataforma Mercado de Resíduos onde empresas tratadoras encontram organizações geradoras de resíduos.

Consequências da falta de planejamento e gerenciamento de resíduos

Perdas de materiais: podem ser considerados materiais: entulho de parede, pedaços de blocos, barras de aço, sobras de areia, sobras de madeiras, dentre outros.

Outro erro que pode ocorrer e gerar perdas são as dimensões mal calculadas no projeto, por exemplo: calculou mais sacos de cimento do que realmente precisava. Pode não ser uma perda visível, mas gera desperdício.

  • Perdas de mão de obra: estas perdas estão associadas ao gerenciamento da produção. Um exemplo de desperdício de mão de obra é a ociosidade, isso é um reflexo de equipe mal projetada, ou seja há mais pessoas na equipe que necessárias.

Outro fato é a questão da logística, deve-se sempre verificar a questão da distância do canteiro de obras, sanitários, refeitórios, para evitar deslocamentos desnecessários.

  • Perdas financeiras: ter uma boa gestão financeira para evitar volumes extras no estoque, evitando também que o dinheiro fique comprometido antes do tempo.
  • Perda de equipamento: causado pelo mau dimensionamento entre os equipamentos, tempo e má gestão dos encarregados. Exemplos: locação de escavadeira em dias chuvosos.

Em vista disso, verifica-se que as perdas de materiais e insumos podem acontecer nas etapas de planejamento, projeto, fabricação dos materiais para a obra, execução, utilização e manutenção. E é difícil de serem controlados, para isto deve-se ter conhecimento do tipo de perda:

perda tangível: é o mau aproveitamento dos materiais inertes e não inertes gerados em todas as etapas da construção civil;

perda intangível: são as tarefas que não agregam valor ao produto final, como por exemplo a perda de tempo de mão de obra.

Vale lembrar que a perda não se dá apenas da compra de materiais a mais ou de desperdício das horas dos funcionários, mas dos materiais classificados como resíduos, ou seja conteúdos que são considerados “lixo” para as empresas.

Nesse aspecto há um grande gasto das empresas para destiná-los de maneira ambientalmente correta. Para essa questão informamos que há empresas como a VG Resíduos que auxiliam seu negócio a transformar lixo em lucro tanto pelo Mercado de Resíduos, como pelas boas práticas em que o material poderá ser novamente reutilizado pela própria empresa.

Estatística do desperdício na construção civil

De acordo com estudos recentes da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), concluiu-se que a cada três prédios concluídos, se perdia um devido aos desperdícios.

Sendo que perdas materiais podem chegar a 8% e as perdas financeiras, considerando inclusive os retrabalhos, podem chegar à 30%.

São valores consideráveis, e por este motivo que é importante que a sua obra seja gerenciada adequadamente.

Como diminuir as perdas?

Para minimizar ou evitar estas perdas pode-se realizar treinamentos, aplicar lições aprendidas de Gerenciamento de projetos, melhorar a gestão da obra como um todo.

Com a implementação dos processos de gestão à sua obra, a sua empresa terá mais controle e menos perda de dinheiro, tanto dos materiais quanto da mão de obra. Ter uma supervisão eficiente também é uma boa prática a ser implementada.

O Sistema de Gerenciamento de Resíduos Sólidos também é uma excelente prática que pode trazer benefícios tanto no que diz respeito aos aspectos ambientais quanto aos aspectos financeiros do seu empreendimento. Uma vez que auxilia seu negócio a reduzir a geração de resíduos, aumentando a rentabilidade do projeto.

Outra boa prática é ter controle através de indicadores, como mapeamento dos insumos, serviços, horas trabalhadas da sua obra. Com planilhas e um bom planejamento a sua obra será mais econômica e organizada.

Veja abaixo outras práticas para evitar perdas na obra durante a construção:

  • Reciclagem: os materiais ou insumos que não tenham mais utilidade na sua obra, pode ser útil para outra construtora, sucateiros ou até mesmo indústrias.
  • Conscientização da equipe de obras: o treinamento e a conscientização dos colaboradores são eficientes para evitar desperdícios.
  • Armazenamento adequado: a fim de evitar quebras de materiais (peças, cerâmicas, outros acabamentos) que podem ocorrer em qualquer obra, uma boa alternativa é fazer um planejamento de logística, transporte e local de armazenamento, reduzindo assim quebras dos materiais e consequentemente minimizando o desperdício.
  • Tecnologia para gestão dos materiais: quanto mais controle você tem da sua obra, melhor é seu gerenciamento dos insumos, materiais, horas trabalhadas; com isso evitam-se as perdas.

A sua obra pode contar com a Verde Ghaia para minimização das perdas e também torná-las ambientalmente correta, além da implementação das normas e certificações para melhoria do gerenciamento da sua obra como um todo.

Sobre a questão dos resíduos sólidos da construção civil, conheça a plataforma para a Gestão dos Resíduos Sólidos, e evite que o seu dinheiro seja desperdiçado.

Certificações e a construção civil

A ISO 9001 é uma importante certificação no ramo da gestão de qualidade. A partir dela processos são refeitos e estudados para buscar a eficiência da empresa como um todo, aumento consideravelmente a qualidade do negócio. Um das vantagens é a redução dos custos operacionais e aumento da economia de materiais e insumos.

Outra certificação relevante no ramo da construção civil refere-se a ISO 14001. A norma focada no sistema de Gestão Ambiental auxilia as organizações a atuarem em conformidade com as exigências ambientais e a implementarem métodos para reduzir as agressões ao meio ambiente.

Empresas do ramo da construção civil que alcançarem a certificação seja na área da qualidade quanto na área ambiental terá uma construção mais eficiente, com projetos de obras mais controlados e com a utilização de métodos mais eficazes para redução do desperdício.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2018