Cores das Lixeiras: entenda os significados e a importância!

Curtiu este post?

Avaliação: 0.0/5

19/08/2021

Cores das Lixeiras

O Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA) estabeleceu as cores das lixeiras com o intuito de facilitar o procedimento da coleta seletiva, bem como da reciclagem. Neste sentido, a Resolução nº 275 de 2001 identifica o tipo de material que pode ser descartado em cada recipiente, contribuindo diretamente com a gestão correta dos resíduos sólidos.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei nº 12.305 de 2010, estabelece como alguns de seus instrumentos a coleta seletiva e a reciclagem. A coleta seletiva consiste na segregação dos resíduos sólidos de acordo com o tipo de material do qual são feitos, bem como considerando suas características, possibilitando que as etapas de acondicionamento, transporte, tratamento, destinação para a reciclagem, e disposição final dos rejeitos sejam realizadas de forma adequada.

Veja o que abordaremos nesse artigo:

Neste artigo, entenderemos melhor sobre as Cores das Lixeiras. Continue conosco!

Gestão ambiental

Cores das Lixeiras: quais são?

Cores das Lixeiras

A Resolução nº 275 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) estabelece o padrão de cores para as lixeiras utilizadas no processo de coleta seletiva, quais sejam:

  • azul: papel ou papelão;
  • vermelho: plástico;
  • verde: vidro;
  • amarelo: metal;
  • preto: madeira;
  • laranja: resíduos perigosos;
  • branco: resíduos ambulatoriais e de serviços de saúde;
  • roxo: resíduos radioativos;
  • marrom: resíduos orgânicos;
  • cinza: resíduo geral não reciclável ou misturado, ou contaminado não passível de separação.

Isso implica que, em locais que adotem um sistema de gerenciamento dos resíduos, é preciso existir um conjunto de lixeiras, devidamente sinalizadas e nas cores padrões, conforme descrito, para que os indivíduos que frequentam esse espaço, possam descartar seus resíduos de forma adequada, no recipiente a ele destinado.

Dessa forma, o estabelecimento do padrão de cores das lixeiras contribui para uma segregação correta dos resíduos, facilitando as etapas do processo da reciclagem, além de sensibilizar a população quanto a importância desse procedimento.

É comum verificar a presença das lixeiras, nas cores padrões, em diversos espaços públicos e estabelecimentos, atualmente, o que chama atenção e engaja os cidadãos nessa causa.

Contudo, é importante ressaltar que não é suficiente apenas segregar os resíduos de acordo com a cor padrão para ele estabelecida. É essencial que as demais etapas do gerenciamento desses materiais, como o transporte, tratamento, destinação e disposição final sejam cumpridas, levando em consideração as características de cada um.

Qual importância e como realizar o descarte correto?

Cores das Lixeiras

Nesse contexto, como mencionado anteriormente, as cores da lixeiras são essenciais para proporcionar um segregação adequada dos resíduos sólidos, possibilitando então que as etapas seguintes do gerenciamento sejam feitas em consonância com o tipo de material que está sendo descartado.

Como exemplo, pode-se citar os resíduos ambulatoriais ou de serviços de saúde, representados pela cor branca. Esse material é considerado perigoso, segundo a NBR 10004, em virtude de algumas de suas características, como a patogenicidade. Esse tipo de resíduo apresenta riscos à saúde pública e ao meio ambiente, exigindo tratamento e disposição especiais, que é viabilizada inicialmente pela segregação correta, em lixeiras da cor branca.

Além disso, uma vez que os envolvidos com o gerenciamento dos resíduos são educados quanto ao tipo de resíduo que está vinculado a cada uma das cores, é possível reduzir consideravelmente a quantidade de acidentes ocasionados pelo manuseio incorreto desses materiais, tais como: contaminações, intoxicações, cortes e queimaduras, dentre outros.

Logo, os padrões de cores também funcionam como um sinal de alerta para as características de cada material e os perigos que esses podem representar para saúde e para o meio ambiente, pois uma vez que o indivíduo relaciona o resíduo às cores das lixeiras, passa a adotar as devidas medidas de segurança ao manusear esse recipiente.

Qual sua importância e como interfere na Gestão Ambiental e Gestão dos Resíduos?

Cores das Lixeiras

O gerenciamento inadequado dos resíduos sólidos, especialmente daqueles considerados perigosos, conforme estabelecido na NBR 10004, pois apresentam certas características: inflamabilidade, corrosividade, reatividade, toxicidade e patogenicidade representa danos potenciais à saúde pública e ao meio ambiente.

Se descartados incorretamente, os resíduos podem ocasionar contaminação do solo e da água, proliferação de doenças, morte da fauna e da flora de determinados espaços, dentre outros impactos reversíveis e irreversíveis.

Contudo, uma vez que é implementado um sistema de gestão ambiental estruturado, que estabelece corretamente as etapas de gerenciamento dos resíduos sólidos, seja para uma organização, seja para uma cidade, os riscos desses impactos potenciais acontecerem são significativamente reduzidos.

É importante dizer que dentro das etapas de gerenciamento dos resíduos está a segregação adequada de cada material, segundo o padrão de cores estabelecido, possibilitando que esses sejam acondicionados e tratados de forma adequada às suas características.

Cada tipo de resíduo deve passar por um tipo de tratamento, transporte e destinação final adequada, assegurando que todas as suas características potenciais causadoras de impactos sejam neutralizadas, e este possa retornar a cadeia ou receber a disposição final adequada.

Como a VGR, como um software de gestão ambiental, pode auxiliar?

Cores das Lixeiras

O processo de gerenciamento dos resíduos é complexo e possui diversas etapas, dentre elas, a segregação dos materiais que estão sendo descartados. Nesta etapa, cada resíduo é colocado em uma lixeira devidamente sinalizada, e que possui uma cor padrão, a depender do material nela descartado.

Esses passos de gestão devem ser criteriosamente controlados e monitorados, pois são determinantes para a redução dos impactos sociais e ambientais gerados pela elevada produção de resíduos no cotidiano das organizações, e consequente redução dos danos à saúde e ao meio ambiente.

Diante do exposto, o software VGR se apresenta como excelente opção no que compete a sistemas de informação integrados para o gerenciamento adequado de resíduos sólidos. O software é capaz de auxiliar o empreendedor, uma vez que mantém todas as informações e documentos gerados automaticamente em um ambiente único e confiável.

Dessa forma, por meio da utilização do software VGR, é possível obter informações relevantes sobre o tipo de resíduo que está sendo gerado, as quantidades dos respectivos tipos de materiais, bem como realizar todo o acompanhamento da destinação final adequada de todos os resíduos gerados.

Por fim, neste artigo, você conheceu as cores das lixeiras, estabelecidas pelo Conselho Nacional de Meio Ambiental, em sua Resolução nº 275 de 2001, para sinalizar o tipo de material que deve ser descartado em cada um desses recipientes. Além disso, foram apresentados a importância desse padrão de cores e como este contribui para a melhoria da gestão dos resíduos sólidos, bem como contribui com a gestão ambiental.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Agende uma demonstração Online

Compartilhe!


Curtiu este post?

Avaliação: 0.0/5