×

Compostagem x aterro sanitário: como destinar resíduos orgânicos?

Compostagem x aterro sanitário: como destinar resíduos orgânicos?
Avalie este post

VG resíduos: destinar resíduos orgânicos

Segundo dados do Ministério do Meio Ambiente, o Brasil gera 800 milhões de toneladas de resíduos orgânicos. E grande preocupação atual é como destinar resíduos orgânicos corretamente. Quando são dispostos ou armazenados em locais inadequados causam um grande problema ambiental. Entre eles estão geração de chorume, emissão de metano na atmosfera e a proliferação de vetores de doenças.

Esses resíduos orgânicos têm diversas origens: doméstica ou urbana (restos de alimentos e podas), agrícola ou industrial, de saneamento básico (lodos de estações de tratamento de esgotos), entre outras.

A escolha da melhor opção de destinação de resíduos orgânicos de forma ambientalmente correta é mais que necessária para que a matéria orgânica presente seja decomposta sem causar danos ambientais. Vamos saber mais?

A gestão de resíduos orgânicos

VG resíduos: destinar resíduos orgânicos

A gestão de resíduos orgânicos é uma atividade que dever ser feita dentro das empresas independente de seu tamanho ou setor. Antes o diferencial de uma empresa era atender as leis e normas ambientais, porém hoje isso passa a ser uma obrigação.

Imagine se a empresa manche a imagem por destinar de forma incorreta os resíduos gerados. Isso com certeza acarretariam em uma perda financeira e comercial, além que judicialmente sofreria punições legais que poderiam até fechar o negócio.

Como destinar resíduos orgânicos?

A forma mais utilizada de destinação de resíduos orgânicos era em aterros sanitários. Entretanto, com o avanço tecnológico e por decretos ambientais, como a Política Nacional de Resíduos, surgiram outras opções para o descarte destes resíduos como a compostagem.

A escolha da melhor opção de destinação de resíduos orgânicos envolve mais do que o argumento do que é melhor ou pior. As empresas devem estar atentas a vários fatores, desde as determinações legais e econômicas até as consequências do não tratamento e destinação correta dos resíduos.

Saiba mais: guia completo da gestão de resíduos sólidos

O que é compostagem?

VG resíduos: destinar resíduos orgânicos

A compostagem é um tipo de tratamento que não envolve muitos recursos tecnológicos. Esse método de tratamento cria as condições ideias para que os organismos decompositores presentes na própria natureza degradem e estabilizem os resíduos orgânicos. Essa degradação ocorre em condições controladas e seguras para a saúde humana.

Os resultados são fertilizantes orgânicos e condicionadores de solo que, quando utilizados, não provocaram danos nocivos ao meio ambiente como os fertilizantes minerais causam.

A reciclagem dos resíduos orgânicos e sua transformação em adubo podem ser feita em várias escalas e promovem a proteção do solo contra erosão e perda de nutrientes.

A destinação em aterros sanitários é a opção mais utilizada no Brasil por ser uma solução prática e com custo operacional relativamente baixo. No entanto, o que poderia ser reaproveitado é perdido quando descartado no aterro.

Descubra qual tipo de resíduo orgânico pode ser reaproveitado na compostagem.

As vantagens e desvantagens da compostagem

Tanto a destinação de resíduos orgânicos em aterros sanitários quanto na compostagem tem suas vantagens e desvantagens. As vantagens da compostagem são:

  • cumpre o artigo 36 da Política Nacional de Resíduos Sólidos, onde é determinada a implantação de um sistema de compostagem no qual favorece a redução da poluição;
  •  transforma resíduo em produtos uteis para outras empresas reduzindo assim a quantidade de lixo que será descartado em aterros sanitários. Consequentemente, contribui para reduzir os passivos ambientais e o esgotamento dos aterros;
  • isenta o gerador de corresponsabilidade.

As desvantagens são:

  • a capacidade de transformar o resíduo em adubo e de armazenagem é reduzida;
  • é necessária a segregação dos resíduos orgânicos antes de enviar para compostagem, pois nem todo resíduo orgânico pode ser compostado.

O que é aterro sanitário?

VG resíduos: destinar resíduos orgânicos

O aterro sanitário é um local no qual o resíduo sólido é destinado para decomposição final. Nesse local o resíduo orgânico é compactado por equipamentos especiais e enterrado diariamente com terra, como o intuito de evitar:

  • infiltração das águas de chuva;
  • proliferação de vetores;
  • emissões de gases.

São implantados em áreas que atendem a critérios técnicos, visando a proteção ambiental, a garantia da saúde pública e a manutenção da estética.

As vantagens e desvantagens dos aterros sanitários

As vantagens em destinar resíduos orgânicos em aterros sanitários são:

  • baixo custo de manutenção e execução;
  • importante para solucionar os problemas causados pelo excesso de resíduos gerados nas grandes cidades;
  • não necessita segregar o resíduo.

As desvantagens são:

  • necessita de grandes áreas;
  • exige características especiais do solo para poder ser construído;
  • é necessário isolamento ambiental;
  • gera muitos gases e percolado;
  • depois de desativado a reintegração da área é difícil.

Leia mais: sobre aterros sanitários e saiba porque eles devem ser evitados?

As parcerias para destinação de resíduos orgânicos

VG resíduos: destinar resíduos orgânicos

Para as organizações que não tem espaço ou condições para realizar a compostagem de seu resíduo orgânico existe a alternativa de enviá-los para uma empresa especializada. Essas tratadoras uma estrutura completa para receber e tratar o resíduo orgânico adequadamente.

Contratar esse serviço especializado permite a geradora adequação legal quanto ao descarte e o cumprimento das metas de reciclagem estipuladas.

A compostagem é um tipo de destinação de resíduos orgânicos bom para a imagem da empresa, pois transmite a seus clientes que a marca é ambientalmente responsável.

Empresas certificados na ISO 14001 sabem da importância em focar na preservação ambiental. A organização constrói uma imagem confiável e garante que o seus produtos são ecologicamente corretos, que cumpre todas as leis e procura alternativas para evitar danos ambientais.

Portanto, segundo exigências legais atuais, destinar resíduos orgânicos corretamente é fundamental para se evitar um grande problema ambiental. Logo, como se pode perceber pelo texto, a compostagem tem sido a melhor escolha para destinação ambientalmente correta. Esse método evita maiores impactos ambientais em razão da decomposição da matéria orgânica presente nesse tipo de resíduo.

Gostou desse assunto ou acha relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Guia completo da gestão de resíduos sólidos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2018