Entenda a diferença entre acondicionamento e armazenamento de resíduos

Entenda a diferença entre acondicionamento e armazenamento de resíduos
5 (100%) 3 votos

Para o profissional que lida com resíduos, é de suma importância compreender a diferença que existe entre acondicionamento e armazenamento de resíduos. Embora possuam certa similaridade, os termos são distintos e com utilizações diferentes.

Então vamos as significações de ambas as nomenclaturas;

Acondicionamento: é a colocação dos resíduos sólidos no interior de recipientes apropriados, revestidos, que garantam sua estanqueidade, em regulares condições de higiene, visando a sua posterior estocagem ou coleta.

Armazenamento: consiste na guarda dos recipientes de resíduos contendo os resíduos já acondicionados em abrigos podendo ser internos ou externos até a realização da coleta.

Procedimento de acordo com o tipo do resíduo

Conforme a lei 12.305 da Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS) e as leis e normas referentes aos resíduos sólidos, de acordo com a classificação do resíduo, terá um acondicionamento e armazenamento segundo suas características. O intuito é proteger o meio ambiente e evitar danos à saúde.

Para realizar o armazenamento dos resíduos deverá ser seguido os critérios definidos nas normas de armazenamento a fim de garantir que os resíduos não sofram alteração da qualidade, quantidade, ou de sua classificação, minimizando os riscos de danos ao ser humano e ao meio ambiente.

Os resíduos classificados como perigosos ou pertencentes à Classe I, não devem ser armazenados juntamente com os demais resíduos classificados como não perigosos conforme determina a ABNT NBR 10.004.

O local de armazenamento de produtos perigosos deverá ter uma área de contenção, fazer um inventário e um plano de amostragem. O local de armazenamento precisa cumprir as seguintes exigências, conforme normas vigentes:

  • Coberta, ventilada, com acesso adequado e controlado para a entrada e saída dos resíduos e acesso restrito para pessoas não autorizadas;
  • Base impermeável que impeça a lixiviação e percolação de substâncias para o solo e águas subterrâneas;
  • Área de drenagem e captação de líquidos contaminados para posterior tratamento;
  • Os resíduos devem estar devidamente identificados, controlados e segregados segundo suas características de inflamabilidade, reatividade e corrosividade, evitando-se a incompatibilidade entre eles;
  • Deverá estar distante de nascentes, poços, cursos d’água e demais locais sensíveis.

Muitas empresas recorrem à terceiros para armazenarem os resíduos. É necessário entretanto que haja garantia que os resíduos não sofrerão alteração da qualidade, quantidade ou de sua classificação de acordo com as normas e leis vigentes.

O VG Resíduos, especialista em gerenciamento de resíduos, oferece a plataforma Mercado de Resíduos. A partir dessa ferramenta, sua empresa tem acesso a uma rede de outras empresas que precisam de local de armazenamento de resíduos ou terceiros especializados nessa atividade.

Dicas de acondicionamento e armazenamento

A gestão dos resíduos sólidos deve ser realizada de forma cuidadosa, observando o correto cumprimento das leis e normas. Para evitar multas e passivos ambientais, as empresas precisam promover boas práticas na coleta, armazenamento e transporte dos resíduos.

Vale ressaltar que está previsto na Política Nacional de Resíduos Sólidos a responsabilidade compartilhada, atribuindo a cada integrante da cadeia produtiva e titulares do manejo de resíduos, a responsabilização pela destinação final ambientalmente adequada.

  • Gerador, transportador e destinatário final são todos corresponsáveis.

As transportadoras também devem ficar atentas quanto ao documento da movimentação e destinação final dos Resíduos (MTR).

Armazenamento: para realizar com qualidade a coleta dos resíduos, o armazenamento precisa ser feita com o acondicionamento de forma correta, cumprindo-se as leis e normas, sendo compatível quanto à classificação, quantidade e volume dos resíduos.

A importância do acondicionamento adequado consiste em otimizar a operação, prevenir acidentes, minimizar o impacto visual e olfativo, além de reduzir a heterogeneidade dos resíduos e, por fim, facilitar a realização da coleta.

  • É importante que os equipamentos de acondicionamento tenham dispositivos para facilitar o deslocamento, sejam herméticos e evitem derramamento de líquidos ou que tenha resíduos expostos.

Métodos de Acondicionamento

Há muitas opções e formas de acondicionamento, vejamos:

caçambas fechadas: podem ser utilizadas com uma grande variedade de resíduos: resíduos da construção civil, metal, varrição, orgânicos, lodos sólidos, e outros dependendo do volume gerado;

caçambas maiores: equipamento de grande tamanho, armazena resíduos recicláveis, madeiras, lodos, poda varrição e outros, com volumes maiores;

containers: armazenamento de resíduos orgânicos e recicláveis (papel, papelão e plásticos);

Contentor de plástico: armazena resíduo orgânico e comum;

tambores e bombonas: são mais utilizados para acondicionamento de resíduos industriais e perigosos. Essas embalagens devem ser homolagadas pelo Inmetro;

Compactainers: utilizado para armazenar resíduos orgânicos, onde os materiais são prensados no interior do equipamento.

E os resíduos perigosos, como armazená-los?

Para cada tipo de resíduo, a leis e normas apresentam várias regras considerando as características, a toxidade e os riscos que representam à saúde do ser humano e à natureza.

Quanto à periculosidade, alguns resíduos devem ter tratamento especial no que se refere ao acondicionamento.

Por essa razão, é importante cumprir as diretrizes dadas pela norma técnica NBR 11.174 que dispõe sobre o armazenamento de resíduos classes II não inertes e classe III inertes.

De acordo com essa norma, tais resíduos devem estar armazenados em local apropriado, com a devida identificação, constando em local visível a sua classificação.

O local de armazenamento deve considerar a minimização dos riscos de contaminação, além de passarem pela aprovação do órgão estadual de controle ambiental. Obrigatoriamente esses resíduos deverão ser armazenados em contêineres, tambores, tanques ou a granel.

O gerenciamento de resíduos e a ISO 14001

A VG Resíduos conta com profissionais expert no assunto para dar todo apoio e suporte que sua empresa precisa para realizar o armazenamento e acondicionamento dos resíduos, além de preparar seu negócio com todos os documentos necessários para estar em conformidade com a legislação ambiental.

Outra forma de cumprir as exigências ambientais, é a implantação da norma ISO 14001:2005.

ISO 14001, focada na gestão ambiental, traz soluções para manter empresa dentro das legislações referentes ao campo de atuação, oferecendo um eficiente Sistema de Gestão Ambiental, e consequentemente a Gestão dos Resíduos Sólidos.

Entre em contato com os consultores da Verde Ghaia e inicie sua Certificação já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2019