Guia completo da gestão de resíduos sólidos

Curtiu este post?

Avaliação: 0.0/5

04/11/2020

Guia completo da gestão de resíduos sólidos

A Gestão de Resíduos Sólidos demonstra ser uma aliada das empresas para eliminar os impactos negativos que os resíduos causam, principalmente os associados à destinação final incorreta. Pensando em uma gestão de resíduos eficiente apresentamos a vocês um guia completo para otimizar a gestão de resíduos dentro da sua empresa. Confira!

O alto consumismo nos dias atuais tem gerado uma carga extremamente elevada de acúmulo de resíduos sólidos, que muitas vezes são despejados diariamente no meio ambiente sem nenhum tratamento causando consequências graves para a saúde humana e a conservação da natureza.

Adotar ações para reverter esse quadro se faz mais que necessária, principalmente pelas empresas, pois elas são as responsáveis por produzir uma quantidade expressiva de resíduos.

Veja abaixo o que abordaremos neste artigo:

  • relevância da gestão de resíduos
  • o que é gestão de resíduos sólidos
  • responsabilidade pela gestão de resíduos
  • como fazer a gestão de resíduos sólidos
  • vantagens da gestão de resíduos sólidos
  • consequências da falta de gestão de resíduos

Relevância da gestão de resíduos

A falta de gestão de resíduos sólidos dentro de um empreendimento pode conduzir aos seguintes problemas, entre vários outros:

Para a empresa:

  • multas elevadas e sanções ambientais;
  • escândalos por casos de poluição ao meio ambiente;
  • imagem negativa da empresa;
  • impedimento de novas parcerias comerciais devido à falta de responsabilidade ambiental;
  • impedimento das operações relativa a falta de gestão de resíduos segundo as leis e normas propostas pelo Governo e pelas entidades responsáveis:

Para o meio ambiente:

  • contaminação do solo com fungos e bactérias;
  • contaminação das águas de chuva e do lençol freático;
  • aumento da população de ratos, baratas e moscas, disseminadores de doenças diversas; aumento dos custos de produtos e serviços;
  • entupimento das redes de drenagem das águas de chuva;
  • assoreamento dos córregos e dos cursos d’água;
  • incêndios de largas proporções e difícil combate; destruição da camada de ozônio, etc.

Diante disso, e por determinação legal é relevante realizar a gestão de resíduos dentro da organização.

A legislação que rege a gestão adequada de resíduos é a Política Nacional de Resíduos Sólidos, através da Lei nº 12.305/2010 do Ministério do Meio Ambiente.

O que é gestão de resíduos sólidos?

Guia gestão de resíduos sólidos

A gestão de resíduos significa adotar um conjunto de ações adequadas nas etapas de coleta, armazenamento, transporte, tratamento, destinação final e disposição final ambientalmente aceita, objetivando a minimização da produção de resíduos, visando à preservação da saúde pública e a qualidade do meio ambiente.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010), a gestão de resíduos deve garantir o máximo de reaproveitamento e reciclagem e a minimização dos rejeitos.

A lei determina que cada gerador é responsável pelos resíduos gerados e, que devem ser segregados na fonte geradora.

Para fazer gestão de resíduos as empresas devem seguir a seguinte ordem de prioridade: não geração, redução, reutilização, reciclagem, tratamento dos resíduos sólidos e disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos.

A gestão de resíduos na empresa tem a finalidade de diminuir a quantidade de materiais e incentivar o seu reaproveitamento. Além de melhorar a sua imagem junto a clientes, acionistas, governo e população. Também, minimizam acidentes ambientais, riscos de contaminação e proliferação de doenças. E o mais importante à gestão aumenta os ganhos econômicos, pois são reduzidos custos com matéria prima ao reaproveitar os resíduos e custo com o seu descarte final.

Gestão ambiental

A responsabilidade pela gestão de resíduos sólidos é compartilhada

A Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS - institui a responsabilidade compartilhada entre o Poder Público, o setor empresarial e toda a coletividade.

Cada gerador, o que inclui fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes, o cidadão e titulares de serviços de manejo dos resíduos sólidos urbanos na logística reversa, é responsável pelos resíduos gerados, seja em casa ou na empresa.

Para cumprir as diretrizes da PNRS os geradores devem minimizar a geração de resíduos e promover o máximo reaproveitamento e reciclagem garantindo a destinação final ambientalmente adequada.

A responsabilidade do gerador de resíduos domiciliares

Os resíduos domiciliares são originários de atividades domésticas em residências urbanas e a responsabilidade pela sua gestão é do gerador.

Ele deve separar os resíduos adequadamente e dispor para a coleta pública que é o responsável pelo manejo dos resíduos sólidos.

A responsabilidade do gerador de resíduos industriais, de construção civil e de saúde

As indústrias, os setores de construção civil e de saúde possuem a responsabilidade privada de manejo de resíduos sólidos.

O que isto significa? Que estes setores devem garantir por conta própria que as etapas de coleta, transporte, tratamento, destinação e disposição final ocorram da forma adequada.

Como fazer a gestão de resíduos sólidos?

Fazer Gestão de Resíduos a princípio pode parecer ser complicada, burocrática ou cansativa, principalmente na etapa de classificação e caracterização do resíduo, porém é essencial para a sua empresa e pode minimizar impactos ambientais e passivos, evitar prejuízos financeiros e preservar a imagem da sua empresa.

Para facilitar a gestão dentro das organizações, a Verde Ghaia Consultoria, criou o software VG RESÍDUOS. Esse software vislumbra as necessidades dos clientes que demandam de controle total de todos os processos de gerenciamento de resíduos. A principal funcionalidade do software é promover a gestão, eliminando as antigas planilhas de Excel, licenças em PDF, documentos em Word.

A plataforma VG Resíduos realiza toda a gestão de resíduos de uma organização. O seu objetivo é gerar resultados positivos para seus clientes e atender a legislação ambiental. Além do mais, presta serviços de elaboração e implantação de planos de gerenciamento de resíduos e monitora a eficiência das ações.

A empresa possui um sistema online com módulos diferenciados conforme a necessidade do seu segmento: gerador, gerenciador, transportador ou tratador.

Os benefícios em ter controle de documentos na gestão de resíduos são inúmeros, entre eles:

  • auxilia no cumprimento da Política Nacional de Resíduos, pois são geridos todos os documentos necessários para o cumprimento da legislação ambiental;

  • facilita a gestão de informações e evita perdas dos documentos comprobatórios;

  • padroniza a comunicação com fornecedores;

  • minimiza a possibilidade de passivos ambientais e prejuízos para a empresa;

  • permite o controle completo de documentação, licenças e CADRI’s;

  • otimiza a elaboração de relatórios e inventários;

  • auxilia no cumprimento de prazo, evitando o atraso.

Novas diretrizes para emisssão do MTR online baseado na portaria 280 do MMA / Sinir

As vantagens da gestão de resíduos sólidos

A gestão de resíduos é uma oportunidade das empresas ganharem dinheiro com a compra e venda de resíduos. Através de uma das ferramentas da gestão, a coleta seletiva eficiente, permite a separação dos materiais recicláveis de qualidade que podem ser comercializado.

Além disso, identifica deficiências do processo produtivo, reduzindo desperdícios e custos, aumentando a lucratividade dos negócios e contribuindo para o desenvolvimento sustentável.

Contribui para uma imagem positiva diante de seus clientes, parceiros e a comunidade local, além da garantia do cumprimento dos requisitos legais, minimizando os riscos de multas e punições.

Atualmente, existem algumas plataformas que conectam as empresas que têm o interesse de vender e comprar resíduos. Como por exemplo, a plataforma Mercado de Resíduos. Ela cria oportunidades e otimiza a gestão de resíduos sólidos das organizações para melhor aproveitamento e destinação.

redução dos custos com o armazenamento, descarte de resíduos e compra de matéria-prima

Ao otimizar a gestão de resíduos a empresa preverá metas de redução de resíduos. Com a otimização da gestão de resíduos a quantidade de resíduos reduz consideravelmente. Consequentemente os custos associados para destinação final ambientalmente correta se reduzem também.

A PNRS determina que os resíduos sejam armazenados e acondicionados de forma correta, evitando assim os seus impactos negativos. Para se adequar não é raro empresas alugarem ou construírem novos espaços exclusivos para o armazenamento dos resíduos. O que pode significar grande parcela dos custos. Outro gasto oneroso é com o descarte em aterros. Assim, reduzir os resíduos promove redução dos custos no armazenamento e no descarte promoção da organização e liberação de espaço;

Além dessas vantagens, temos:

contribuição com a limpeza e evita proliferação de animais

Para manter o local de armazenamento dos resíduos organizadas e limpas, evitando assim a proliferação de animais é importante ter um bom planejamento de disposição dos resíduos. Com a gestão de resíduos é criado procedimento para que evite o acúmulo de resíduos contribuindo para a limpeza e organização da organização.

promoção na melhoria e aumento da produtividade

Ao otimizar a gestão de resíduos são identificados processos falhos que geram muitos resíduos. Assim são feitas melhorias nos processos reduzindo a geração de resíduos e, consequentemente, aumentando a produtividade.

redução de impacto ambiental

A classificação dos resíduos no Brasil é normatizada pela NBR 10.004/2004 da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, que caracterizou todos os tipos de resíduos como perigosos ou não perigosos.

Conhecer os critérios de classificação do resíduo é necessário para a empresa destiná-lo corretamente evitando, assim, danos ao meio ambiente.

A classificação e caracterização de resíduos é parte fundamental na gestão de resíduos.

melhora na imagem da empresa

Uma empresa que otimiza a gestão de resíduos melhora a imagem da marca da empresa perante seus clientes, acionistas e população. Pois, uma gestão realizada de forma assertiva demonstra que a organização se preocupa com o meio ambiente e com a saúde do homem.

evitar multas e autuações

A PNRS obriga as empresas a fazerem a gestão de seus resíduos. O não cumprimento da lei faz com que a organização pague multas por crimes ambientais ou até mesmo fechem as portas. Os valores das multas podem variar de R$ 50,00 a 50.000,00.

contribuição no processo de regularização do licenciamento ambiental

Como a gestão de resíduos é um processo legal que as empresas devem realizar, no processo de renovação da licença ambiental é exigido evidencias que a organização realiza o gerenciamento.

A falta de gestão de resíduos sólidos em uma empresa apresenta sérias consequências

Uma organização que não realiza a gestão dos seus resíduos sólidos perde muitas oportunidades, principalmente de realizar negócio com novos clientes.

Também, para aquelas empresas que desejam implantar um Sistema de Gestão Ambiental com a ISO 14001, norma da ABNT, não consegue a certificação por não atenderem os quesitos da norma.

Vale lembrar que é crime ambiental causar poluição ou danos à saúde humana, à fauna e a flora, com pena de reclusão de um a cinco anos além das demais penalidades civis e administrativas se forem despejados resíduos sólidos sem o adequado tratamento.

Portanto, há várias vantagens para a empresa que realiza a correta gestão de resíduos. Fazer a gestão de resíduos é uma chance de promover a qualidade da separação e da comercialização dos materiais, reduzindo as possibilidades de danos ao meio ambiente e à saúde pública.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Gerenciamento de resíduos

Compartilhe!


Curtiu este post?

Avaliação: 0.0/5