Inventário de Resíduos: Qual a sua importância?

Inventário de Resíduos: Qual a sua importância?
5 (100%) 2 votos

Inventário de Resíduos

A gestão de uma empresa consiste em administrar todos os processos de sua atividade como: gestão das finanças, processo produtivo, recursos humanos, entre outros. Uma organização que cumpre a legislação vigente e busca por competitividade e diferencial no mercado, realiza a gestão completa do empreendimento, incluindo o Gerenciamento de Resíduos.

Gerir adequadamente os resíduos permite que a empresa se abra para novos mercados e crie possibilidades infinitas para transformar passivos ambientais em um novo produto.

Uma importante ferramenta de gestão de resíduos é o Inventário de Resíduos. Neste artigo discutiremos como fazer e qual a sua importância para as empresas e para a sociedade.

O que é inventário de resíduos?

Bem antes da Política Nacional de Resíduos Sólidos, o inventário de resíduos industriais foi instituído pela Resolução CONAMA 313 de 29 de outubro de 2002. O inventário se tornou uma importante ferramenta de gestão que embasa a política de gestão de resíduos por meio da quantificação e diagnóstico de informações de uma empresa sobre a geração, características, armazenamento, transporte, tratamento, reutilização, reciclagem, recuperação e disposição final dos resíduos gerados.

Este instrumento dá suporte ao Plano Nacional para Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) e aos Programas Estaduais. Ele foi criado visando à normalização e legalização dos processos industriais por meio de registro das informações acerca dos resíduos gerados pelas indústrias, evitando assim desvios e irregularidades, como despejo de esgoto fora dos padrões de enquadramento em corpos d’água, disposição de resíduos em locais inadequados e demais ações que culminam na poluição ambiental.

A Resolução permite que os Estados possam tanto ampliar quanto restringir a listagem de tipologias industriais obrigadas a elaborar inventários de resíduos, a depender das especificidades e características Estaduais, desde que as informações sobre as tipologias industriais incluídas sejam devidamente repassadas ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Atividades e resíduos industriais

Inventário de Resíduos

As atividades industriais geram diferentes tipos de resíduos, com características diversas, originados de diferentes ramos, tais como químico, alimentício, metalúrgico, celulose e papel, mineração, petroquímico e etc.

Dessa forma, os resíduos industriais podem ter caracterizações muitos diferentes, podendo ser representados por:

  • Resíduos de processo;
  • Resíduos de operações de controle de poluição ou descontaminação;
  • Materiais adulterados;
  • Materiais e substâncias resultantes de atividades de remediação de solo contaminado;
  • Resíduos da purificação de matérias-primas e produtos;
  • Cinzas;
  • Lodos;
  • Óleos;
  • Resíduos alcalinos ou ácidos;
  • Escórias;
  • Plásticos, papel, madeira, fibras, borracha, metal, vidros e cerâmicas;

É importante registrar que entre os resíduos industriais há grande quantidade de material perigoso (cerca de 40%) e, estes resíduos demandam tratamento especial devido ao seu alto potencial de impacto ambiental e à saúde.

Qual sua importância?

O inventário de resíduos auxilia as empresas no cumprimento da legislação e ainda na realização da gestão interna de seus resíduos, controle das entradas e saídas de material em um processo. Assim, as empresas conhecem as potencialidades e pontos fracos do processo produtivo, reduzem custos desnecessários de produção, aumentam a produtividade e as oportunidades que podem surgir, por exemplo, no Mercado de Resíduos.

Sua importância também se dá, tanto para as empresas como para o poder público. Tendo em vista, que traz a possibilidade de conhecer a quantidade e natureza dos resíduos sólidos gerados, bem como as tecnologias disponíveis, permitindo o planejamento de estratégias, que possam efetivamente intervir nos processos de geração, transporte, tratamento e disposição final, objetivando não apenas a preservação da qualidade do meio ambiente, como também a recuperação da qualidade de áreas já degradadas.

Outro fator importante é que, tanto no mercado nacional como no internacional as inovações e o dinamismo são presença constante para as empresas se manterem competitivas. Nesse sentido, a exigência vai além da questão da qualidade, tornando a questão ambiental um fator primordial para destaque no mercado.

Não apenas por questões mercadológicas, mas também pelo fato de as empresas terem de cumprir essa obrigação legal inerente às suas atividades, realizar o inventário de resíduos é parte do Sistema de Gestão Ambiental (SGA) e do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), sendo que este último é item obrigatório para empresas públicas e privadas de determinados setores.

Realidade brasileira sobre os inventários

Inventário de Resíduos

 

Mesmo depois de uma década e meia após a instituição do Inventário de Resíduos Industriais e após quase uma década da PNRS, os dados levantados acerca da gestão dos resíduos ainda precisam melhorar muito.

Em um diagnóstico sobre os inventários resíduos sólidos industriais, publicado em 2012 pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), mostra que a desatualização de informações e a falta de padronização nacional, na apresentação dos dados sobre os resíduos, dificultam a consolidação da quantidade de resíduos que são gerados por tipologia e, que apenas dez estados brasileiros, possuem dados disponíveis (desatualizados) sobre inventários de resíduos.

Isto limita e fragiliza um sistema que existe para potencializar e criar novas e grandes oportunidades de mercado. O IPEA ainda estima os brasileiros descartam cerca de R$8 milhões por ano literalmente no lixo devido ao não reaproveitamento de resíduos gerados no país.

Como mudar este cenário?

Implementar um Sistema de Gestão Ambiental é o primeiro passo rumo ao controle dos resíduos. A partir da certificação ambiental sua empresa mostra ao mercado e também para o governo que seus produtos e processos respeitam o meio ambiente com a adoção de medidas que minimizam os impactos causados pelas atividades realizadas pela sua empresa.

Com o SGA, implantar o PGRS fica mais fácil e, com o PGRS bem elaborado, o inventário de resíduos industriais se torna uma consequência de uma boa gestão, levando a empresa a conquistar mercados antes inimagináveis. É relevante também por manter o empreendimento em dia com a legislação vigente e ainda possibilita a geração de oportunidades indiretas, como o surgimento de compradores interessados em seus resíduos.

Sempre vale a pena relembrar a ISO 14001

Inventário de Resíduos

A norma ISO 14001 pertence à família de normas ambientais da ISO 14000 e é conhecida e reconhecida no mundo todo. Esta norma tem como requisitos principais a identificação, controle e monitoramento das questões ambientais na empresa.

Seus benefícios são inúmeros, como: aperfeiçoamento do SGA, crescimento eficaz, aumento da rentabilidade, melhoria da imagem da empresa, auxilia no cumprimento da legislação ambiental, incentiva ao cumprimento de ações voltadas para a gestão ambiental, traz competitividade internacional e satisfação do cliente.

A Verde Ghaia pode te auxiliar na implementação e manutenção dessa e de outras normas ISO. Recentemente atualizada, a nova versão da ISO 14001 além de possuir maior compatibilidade com as demais normas ISO, traz requisitos relacionados ao gerenciamento dos aspectos e impactos ambientais durante o Ciclo de Vida de produtos ou serviços da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2019