O que é lixo especial e como deve ser descartado?

O que é lixo especial e como deve ser descartado?
5 (100%) 1 voto

lixo especialO chamado lixo especial inclui, por exemploas lâmpadas fluorescentes, baterias, pilhas, remédios vencidos, entre outros. Todas as sobras, oriundas das indústrias, construção civil, estabelecimentos comerciais, demandam uma destinação correta. O Brasil gera um grande volume de resíduos, que não pode ser descartado de forma negligente no meio ambiente. Há determinados resíduos que pedem, ainda, cuidados adicionais por serem perigosos. 

O lixo especial demanda um descarte cuidadoso porque apresenta periculosidade. As sobras podem conter metais pesados como mercúriochumbo, cádmio e níquel. Se não for manejado de forma responsável pode provocar  doenças ou degradação do meio ambiente.

A seguir, você acompanha as características do lixo especial e as melhores formas de descartá-lo. Compreende, também, como as geradoras que manejam corretamente esse tipo de lixo ficam isentas dos impactos ambientais. Acompanhe!

lixo especial

Entenda as características do lixo especial

lixo especial

O manejo adequado do lixo é um problema para muitas geradoras. Apesar de o Brasil possuir uma lei ambiental rígida quanto aos resíduos sólidos,  40% do que é coletado tem uma destinação inadequada.

Em se tratando de lixo especial, essa negligência na destinação é ainda mais complicada. A geradora que produz esse tipo de resíduo e não o descarta corretamente está ignorando seu grau de periculosidade. De acordo com a norma 10004/2004 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), o perigo pode vir de alguma propriedade física, química ou infectocontagiosa do resíduo. As sobras que contêm metais pesados podem causar doenças ou atingir solos, nascentes, além de gerar poluição atmosférica.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, oferecem riscos os resíduos que apresentam:

  • inflamabilidade: é a capacidade de um resíduo entrar em combustão facilmente ou até espontaneamente;
  • corrosividade: é o componente ácido do resíduo que pode atacar materiais e organismos vivos;
  • reatividade: são resíduos que reagem com outras substâncias de maneira violenta e imediata, podendo liberar calor e energia;
  • toxicidade: resíduos com essas características agem sobre organismos vivos, provocando danos às suas estruturas biomoleculares, podem incluir aspectos carcinogênicos, teratogênicos, mutagênicos, entre outros;
  • patogenicidade: resíduos que apresentam características biológicas infecciosas, contendo microorganismos ou suas toxinas, capazes de produzir doenças em homem e animais.

Como descartar lixo eletrônico para evitar impactos ambientais?

Saiba como destinar o lixo especial

lixo especial

Nem a saúde pública nem o meio ambiente podem ficar vulneráveis ao lixo especial. Os metais pesados contidos nesses resíduos podem ter consequências danosas.  Um exemplo vem das pilhas e baterias. Quando descartadas de qualquer maneira no meio ambiente, as cápsulas que as envolvem sofrem deformações (amassam e estouram). Há o vazamento do líquido tóxico do interior das pilhas e baterias. Como se trata de um líquido não biodegradável, ele se acumula no meio ambiente causando vários riscos à saúde humana e à natureza.

Sendo assim, as geradoras são obrigadas a cuidar do gerenciamento, transporte, tratamento e destinação final do lixo especial. Esse cuidado deve ser constante. O ideal é as geradoras investirem em tecnologias e instalações para tratamento e disposição do lixo especial. Quando não tiverem condições de tratarem esse tipo de resíduo, devem destinar a uma tratadora gabaritada no assunto.

Existem tratamentos que conseguem reduzir ou eliminar a periculosidade do lixo especial ou imobilizar os componentes perigosos, fixando-os em materiais insolúveis. Só depois de neutralizados os riscos, o lixo especial pode ser destinado, por exemplo, aos aterros sanitários.

Investir na reciclagem é outra medida que dá uma destinação eficiente ao lixo especial. O diferencial dessa técnica é que ela dá vida nova aos resíduos perigosos, transformando-os em matéria-prima ou subproduto com valor comercial.

Entre os exemplos de lixo especial que podem ganhar vida nova com a reciclagem, temos:

  • placas de circuito eletrônico de microcomputadores podem passar pelo processo de lixiviação e darem origem a estanho e cobre;
  • pilhas e baterias podem ser recicladas, virando pigmentos que dão cor a fogos de artifício, pisos cerâmicos, vidros e tintas.
  • lâmpadas podem ser recicladas por meio de  diferentes tipos de tecnologias: processo de separação centrífuga, separação Kapp, de lavagem de vidros quebrados, o processo Shredder e de extração do mercúrio.

Como as empresas estão lucrando com a reciclagem de resíduos eletrônicos?

Incinerar também é opção para lixo especial

lixo especial

A incineração é a queima dos resíduos. Trata-se de outra alternativa para o lixo especial. Além da redução do volume, a incineração pode ser uma boa opção para a geradora porque dá uma destinação final e segura às sobras danosas.

Porém, para a incineração e todos os outros métodos de manejo do lixo especial, a geradora deve cumprir todas as obrigações ambientais. Antes de implantar qualquer tratamento, a geradora precisa ter autorização de órgãos especializados.

lixo especial

Plataforma de resíduos pode colaborar com o manejo

lixo especial

Para não errar no manejo do lixo especial, é importante contar com uma consultoria. O Grupo Verde Ghaia possui uma equipe especializada em gerenciamento de resíduos. Seus profissionais podem assessorar a geradora tanto em relação à legislação quanto ao manejo do lixo especial.

Contar com o Mercado de Resíduos também pode ser fundamental no gerenciamento do lixo especial. Trata-se de uma plataforma por meio da qual geradoras e tratadoras negociam seus resíduos.

lixo especial

Depois de aplicadas as formas corretas de manejo do lixo especial a geradora pode divulgar pela plataforma os materiais que foram transformados ou que necessitam de tratamento. Da mesma maneira, tratadoras cadastradas têm acesso aos materiais das geradoras, podendo se interessar pelas sobras.  Gerador e tratador entram em contato, firmando as melhores propostas para cada negócio.

O banco de dados está acessível 24 horas por dia, facilitando as negociações entre compradores, vendedores e fornecedores.

Como se vê, o lixo especial tem grau de periculosidade e precisa ser descartado de forma ambientalmente responsável. As geradoras precisam ser extremamente cuidadosas no manejo desse material, que podem conter metais pesados e tóxicos. Porém, existem alternativas capazes de dar um destino correto ao lixo especial, evitando que a saúde pública e o meio ambiente sejam prejudicados.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Quais técnicas de tratamento do lixo mais lucrativas no Brasil?

lixo especial

 

Biblioteca

Saiba mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2019