Plataforma Educares: excelentes soluções em gestão de resíduos sólidos

Plataforma Educares: excelentes soluções em gestão de resíduos sólidos
5 (100%) 4 votos

Boas práticas ambientais estão espalhadas por todos os cantos do Brasil e, com o intuito de divulgar ações voltadas para o enfrentamento dos desafios da implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, o Ministério do Meio Ambiente disponibilizou a plataforma virtual Educares. Você conhece?

Mais de 200 experiências relacionadas à educação ambiental e comunicação social com resíduos sólidos já se encontram disponíveis para acesso na plataforma EducaRES. A partir da ferramenta, gestores, catadores de material reciclável e cidadãos em geral têm a oportunidade de buscar boas iniciativas que podem auxiliar no gerenciamento de resíduos de todas as regiões do país.

Como surgiu o Educares?

Um dos instrumentos da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) é a educação ambiental. Dessa forma, o Ministério do Meio Ambiente (MMA), por meio do Departamento de Educação Ambiental (DEA), lotado na Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental (SAIC) em parceria com a Secretaria de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental (SRHQ) criaram a Estratégia Nacional de Educação Ambiental e Comunicação Social na Gestão de Resíduos Sólidos (EducaRES).

Essa iniciativa é uma ação do Governo Federal em apoio à PNRS, que foi instituída pela Lei 12.305/2010 e regulamentada pelo Decreto 7.404/2010. Trata-se de uma plataforma pública, onde podem ser registradas e difundidas experiências no contexto da PNRS. Os registros podem ocorrer por meio de Chamadas Públicas ou por inscrição voluntária na própria plataforma de modo simples e fácil.

As práticas inscritas por meio de Chamadas Públicas são selecionadas e posteriormente reconhecidas como “Práticas de Referência Educares”, sendo inseridas com destaque especial na plataforma virtual.

Essas práticas servem como referência de composição para materiais pedagógicos e técnicos de publicações e processos formativos produzidos pelo Governo Federal.

O que a plataforma oferece? 

A partir de uma infraestrutura tecnológica colaborativa e de código aberto, a plataforma virtual EducaRES oferece ao público um mapa georreferenciado com as iniciativas brasileiras cadastradas, facilitando a visualização das práticas inspiradoras no território nacional.

A quantidade de práticas já publicadas é visualizada no mapa por região e ainda tem-se uma separação por categorias, sendo:

  • Referência – práticas selecionadas em Chamadas Públicas;
  • Homologada – práticas homologadas durante as Chamadas Públicas;
  • Sociedade Civil Organizada;
  • Poder Público;
  • Setor Privado;
  • Tipos de resíduos;

Um mesmo relato de boa prática pode estar em mais de uma categoria, como as práticas publicadas pela Verde Ghaia durante a Chamada Pública de 2014, sendo uma homologada e outra referenciada para compor materiais pedagógicos e técnicos de publicações e processos formativos produzidos pelos governos no âmbito federal, distrital, estadual e municipal.

Há de se considerar que a PNRS possui interface com outras políticas públicas em vigor e, assim, também mapeia instituições que desenvolvam ações relacionadas à gestão de resíduos e gestão de recursos hídricos com vistas à conservação e qualidade da água.

Devo esperar as Chamadas Públicas ou já posso publicar a minha ideia?

A Plataforma EducaRES é uma ferramenta online e disponível 24 horas por dia, não é necessário esperar as Chamadas Públicas, quem tiver interesse, pode inscrever a qualquer momento as suas práticas de educação ambiental e comunicação social relacionadas com resíduos sólidos, acessando o site e preenchendo a ficha com os dados solicitados.

Como participar?

 

No ano de 2017, 22 práticas já foram homologadas na plataforma. Todos podem participar tanto adicionando práticas como visualizando e colocando em prática em sua casa, empresa, escola, comunidade e etc.

Para adicionar práticas

As práticas que podem ser adicionadas são aquelas desenvolvidas por instituições da sociedade civil, poder público e setor privado. Para adicionar, preenchem-se todos os itens do formulário pertinentes à sua experiência, como:

  • Nome da prática;
  • Localização;
  • Descrição (resumo com até 100 caracteres);
  • Categoria do setor público beneficiado;
  • Tipos de resíduos;
  • Dados da instituição como endereço, CNPJ, nome do representante legal, contatos e afins;
  • Equipe técnica;
  • Área de atuação (água, educação ambiental ou comunicação social);
  • Envio de mídia como vídeos, fotos e fonte de notícias, se houver;
  • Descrição dos desafios enfrentados;
  • A motivação para realizar a iniciativa;
  • Resultados obtidos.

Após o envio, as informações serão analisadas pelos administradores da Plataforma EducaRES e, ao ser aprovada, ficará disponível no mapa colaborativo georreferenciado.

Importante!

O acesso à plataforma e o fornecimento de informações está disponível para todos os cidadãos, porém, apenas instituições da sociedade civil, setor privado e poder público podem submeter suas práticas.

Para conhecer as práticas

É possível visualizar as práticas inscritas na plataforma de diversas formas: por público, tipo de resíduo ou lugares e municípios onde a iniciativa acontece. Ainda há a possibilidade de buscar iniciativas clicando no menu de categorias, pode-se filtrar as categorias de práticas que deseja visualizar, dentro daquelas que estão sendo exibidas no mapa.

Tenho práticas que surgiram a partir do sistema de gestão ambiental, será que devo adicioná-las na Educares?

 Mas é claro! O setor privado tem diversas iniciativas ambientais interessantes que podem contribuir, e muito, para que essa ferramenta seja mais difundida no país.

Um Sistema de Gestão Ambiental (SGA), baseado nas normas da ISO 14000, contribui para que as empresas alinhem interesses de mercado e sustentabilidade, proporcionando que boas práticas ambientais, voltadas para os aspectos e impactos oriundos de suas atividades, aconteçam e resultem em diversos pontos positivos que culminam por toda cadeia produtiva e sociedade.

Falando em SGA, você já realizou a migração para a nova versão da ISO 14001? Ainda não?

Saiba que o prazo para adequação está definido para até Setembro de 2018 e, quem não realizar a migração, terá o certificado invalidado. Portanto, não perca tempo, pois, apesar de muitos requisitos não terem sofrido alteração, adaptações e adequações para atendimento à nova versão serão necessárias para receber a certificação.

Com quem posso contar?

 

Procure a melhor Consultoria para certificação ISO para obter ajuda na migração ou implementação da ISO 14001 ou ainda de outras normas ISO, como a ISO 9001, 22000, OHSAS 18001, dentre outras.

A Consultoria Online Verde Ghaia é referência em todo Brasil! Com mais de dois mil clientes, a empresa oferece a mesma qualidade do serviço tradicional por até um terço do valor cobrado por uma consultoria presencial. O valor reduzido se deve ao fato de não haver custos de deslocamento de consultores e ter a praticidade dos processos serem realizados a partir de uma plataforma online.

2 thoughts on “Plataforma Educares: excelentes soluções em gestão de resíduos sólidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2019