Porque aplicar a política dos 5R´s para reduzir a geração de resíduos?

Porque aplicar a política dos 5R´s para reduzir a geração de resíduos?
4.3 (86.67%) 18 votos

A política dos 5R´s para reduzir a geração de resíduos foca na mudança de comportamento de cada indivíduo e prioriza a redução do consumo e o reaproveitamento dos resíduos.

As políticas de proteção ambiental estão em constantes mudanças, assim como o conhecimento e a tecnologia. Ultimamente esses projetos de preservação do meio ambiente, como a política dos 5 R’s, estão se intensificando mais, principalmente devido aos diversos problemas ambientais gerados pelo modo de produção e consumo da sociedade.

O ponto chave é levar a sociedade a repensar seus valores e práticas, reduzindo o consumo exagerado e o desperdício. Vamos falar mais deste tema e explicar melhor como a política dos 5 R’s funciona.

Saiba mais: Como as empresas podem resolver o problema para gerar menos resíduos?

A política dos 5R´s para reduzir a geração de resíduos

A política dos 5 R’s consiste em cinco ações que visam reduzir a geração de resíduos. O principio fundamental para alcançar esse objetivo é reduzir o consumo. No entanto, em algumas situações não é possível reduzi-lo. Por isso a empresa deve levar em consideração o impacto do resíduo gerado e qual a melhor forma de reutilizá-los.

Para atingir a sustentabilidade ambiental e garantir um futuro ecologicamente correto, é necessário por em prática os 5 Rs.

O 5 R’s da política, conforme Ministério do Meio Ambiente, são: repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar. Cada uma destas ações irá definir o sucesso das iniciativas ambientais no local de trabalho.

A política dos 5 R’s se diferencia da política dos 3R´s, pois apresenta a vantagem de permitir as empresas uma reflexão crítica do consumismo, ao invés de focar somente na reciclagem. Vamos entender cada uma destas ações.

Repensar

Nesta ação as empresas devem repensar nos seus hábitos de consumo e descarte do resíduo. É importante sempre levar em consideração os impactos que mais tarde poderão ser gerados sobre a excessiva geração de resíduo e a escolha por materiais não reutilizáveis ou não recicláveis.

Abaixo listamos algumas perguntas que podem ser feitas para delinear o caminho do consumo sustentável dentro de uma organização:

1ª) A empresa realmente precisa? Essa pergunta evita exageros e compras desnecessárias que no final se tornará um desperdício.

2ª) Do que é feito? É muito importante saber do que é feito a matéria-prima utilizada na fabricação do produto. Deve ser observado o manejo sustentável das florestas, emissão de dióxido de carbono na atmosfera, uso de bens naturais renováveis ou não renováveis, etc. A organização ganha muito quando opta por adquirir sua matéria-prima de fornecedores ecologicamente corretos.

3ª) Quem fez? Outra questão ideal é saber de quem se adquiri a matéria-prima. O fornecedor deve cumprir requisitos básicos que demonstra a sua idoneidade e preocupação com a preservação ambiental. Nenhuma empresa gostaria de ter a sua marca ligada a um fornecedor que não cumpre as leis trabalhistas ou que seu produto gere um grande impacto ambiental.

4ª) Qual a qualidade do produto adquirido? Observar se é um produto durável ou a sua classe de eficiência energética.

5ª) Como descartá-lo? É importante notar se gera muitos resíduos. Se estes são recicláveis, compostáveis ou biodegradáveis, etc. Qual o destino que será dado aos materiais após uso. A organização deve embasar suas ações no gerenciamento de resíduos por meio da reutilização ou da reciclagem.

Recusar

Recusar na política dos 5 R’s consiste na etapa de não aceitar produtos que tenham um significativo impacto ambiental. A empresa deve dá preferência por adquirir produtos que não agridam o meio ambiente.

O ato de recusar incentiva aos fornecedores buscar tecnologia que melhore seus processos ou composições dos produtos menos agressivas ao meio ambiente.

Muitas organizações buscam adquirir produtos e serviços de outras empresas que possuem certificações ambientais, pois através delas é garantido um conjunto de medidas que promovem o equilíbrio, o bem-estar da sociedade e a preservação ambiental. Como exemplos temos a certificação na ISO 14001, FSC, ISO 14024, entre outras.

Reduzir

Quando reduzimos o consumo, consequentemente, reduzimos a geração de resíduos. O ponto chave ao reduzir os resíduos é identificar nas etapas do processo de fabricação os pontos de desperdício ou melhorias que aumente a eficiência. Outro meio de reduzir é comprar somente aquilo que é necessário, verificando seu estoque e necessidade.

Reduzir é a segunda prioridade na ordem de gerenciamento de resíduos, conforme determina a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Existem vários meios de reduzir a quantidade de resíduos enviados para aterros, como reutilizar as sobras no processo, fazer compostagem dos resíduos orgânicos ou optar pela reciclagem energética.

Leia mais: Qual deve ser a ordem de prioridade no gerenciamento de resíduos?

Reutilizar

Muitos resíduos que são descartados podem ser reaproveitados novamente diminuindo a quantidade de lixo a ser enviado aos aterros. A ação de reutilizar na política dos 5 R’s permite a empresa a diminuir seus custos de aquisição, uma vez que não será necessário adquirir a matéria prima para fabricação.

Por exemplo, reaproveitar as embalagens, resíduos plásticos ou de alumínio.

Saiba mais: Reutilização de embalagens: o que sua empresa ganha com isso?

Reciclar

Na política dos 5 R’s o ato de reciclar deve ser o último procedimento adotado pelas empresas. O importante é diminuir o máximo de resíduos gerados. A reciclagem é o processo de transformação dos materiais que podem voltar para o seu estado original ou se transformar em outro produto.

Os resíduos mais reciclados no Brasil são: as latinhas de alumínio, papel e papelão e plásticos.

Vantagens da política dos 5 R’s

Para o meio ambiente e também para as empresas, os benefícios da política dos 5  R’s são muitos, vejamos alguns deles:

  • redução da acumulação de resíduos;
  • evita a produção de novos produtos;
  • evita o consumo de energia;
  • evita agressões ao solo, ar e água;
  • contribuição para o uso racional dos recursos naturais;
  • proporciona melhor qualidade vida;
  • evita sansões ambientais a empresas;
  • melhora a imagem das organizações.

A política dos 5 R’s tem como ponto central a formação de uma nova cultura de consumo, o que significa mudança de hábitos dentro das empresas. Para tanto, é essencial o comprometimento para lidar com todos os desafios que uma transformação impõe em nome de uma sociedade mais equilibrada e da preservação ambiental.

Gostou desse tema ou achou o assunto relevante? Deixe seu comentário abaixo ou compartilhe o conteúdo nas redes sociais.

Precisa se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Saiba a diferença entre reciclagem primária, secundária e terciária

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2019