Quais os tipos de logística reversa mais praticados no Brasil? - VG Resíduos

Quais os tipos de logística reversa mais praticados no Brasil?

Quais os tipos de logística reversa mais praticados no Brasil?
5 (100%) 1 voto

tipos de logística reversa mais praticados no Brasil

Os tipos de logística reversa mais praticados no Brasil pode ser o caminho para que a empresa lucre com o sistema, e se destaque no mercado. Confira os tipos mais praticados:

  • Logística reversa pós-consumo;
  • Logística reversa pós-vendas;
  • Reuso.

A logística reversa, desde a instituição da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS se destaca como um dos instrumentos mais determinantes para garantir o descarte correto e a reciclagem de resíduos. Neste sentido, conhecer os tipos de logística reversa mais praticados no Brasil é fundamental para que o gerador garanta um futuro mais sustentável para o planeta e para a própria empresa.

A logística reversa é um processo que planeja, opera e controla o fluxo e as informações logísticas referentes ao retorno dos materiais após o consumo para as empresas fabricantes de tal produto.

Instituir a logística reversa colabora para que o meio ambiente seja poupado, diminuindo a poluição e os problemas causados pelo descarte incorreto dos resíduos. Além de ser uma obrigação legal, conforme a lei 12.305/2010, demonstra ser um importante diferencial competitivo para a empresa. Confira!

Saiba como sua empresa pode lucrar com logística reversa de resíduos de vidros.

Tipos de logística reversa mais praticados no Brasil

tipos de logística reversa mais praticados no Brasil

A logística reversa é um instrumento que auxilia a aplicação da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos. Empresas que possuem práticas sustentáveis em seus processos a considera como um instrumento de caráter econômico e social que permite a coleta de determinados resíduos para o setor empresarial. Possibilitando que esses materiais sejam reaproveitados no seu próprio ciclo produtivo ou outro.

Conhecer os tipos de logística reversa mais praticados no Brasil pode ser o caminho para que a empresa lucre com o sistema, crie um diferencial e se destaque no mercado. Confira os tipos:

Logística reversa pós-consumo

A logística pós-consumo é o sistema mais empregado pelas empresas. Este canal de distribuição da logística reversa consiste no retorno de produtos já consumidos ou vencidos para o fabricante.

É muito empregado no retorno de embalagem descartável, já que o sistema prioriza a reciclagem dos seus materiais.

Utilizando esse canal reverso as empresas garante que os resíduos sofreram a destinação correta. Evitando assim a poluição ambiental e os danos causados a saúde do homem. Além disso, a empresa economiza com a extração de recursos naturais.

Um bom exemplo de logística reversa pós-consumo é a de pneus. Os pneus inservíveis são coletados e enviados para serem reaproveitados em outros processos. Como na fabricação de asfalto.

Entenda como funciona a logística reversa pós-consumo de lâmpadas fluorescentes.

Logística reversa pós-venda

tipos de logística reversa mais praticados no Brasil

A logística reversa pós-venda está relacionado à devolução de produtos que não atenderam as expectativas dos clientes (como defeitos, pedido incorreto, arrependimento da compra, entre outros).

Para o canal reverso de pós-venda a empresa recupera o produto fazendo o seu recolhimento. O produto recolhido é reaproveitado em uma nova venda, por exemplo.

Reuso

Há um novo tipo de canal de logística reversa muito praticado no Brasil, no qual a empresa consegue lucrar com a venda do resíduo. Esse canal utiliza-se de leilões de resíduos.

Materiais descartados como livros, móveis, equipamentos eletrônicos, até mesmo carros são leiloados pelos fabricantes, evitando assim o descarte incorreto dos resíduos.

geradores de resíduos mais próximos

A logística reversa é obrigatória?

tipos de logística reversa mais praticados no Brasil

Devem possuir um sistema de logística reversa os fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de:

Saiba sete bons motivos para incluir a logística reversa de resíduos.

Como implantar a logística reversa

A logística reversa cria obrigações e responsabilidades para que fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes e consumidores reaproveitem, coletem e deem a destinação final adequada dos resíduos.

O sistema funciona da seguinte forma:

1) Consumidores levam os resíduos ao posto de coleta indicado pelo comerciante do produto;

2) O material coletado e encaminhado pelos comerciantes aos distribuidores ou importadores;

3) Os resíduos são entregues aos fabricantes;

4) Após serem entregues aos fabricantes, os resíduos são encaminhados a destinação mais apropriada. Podem ser enviados para reutilização, reciclagem, tratamento e descarte final.

A decisão de qual a melhor maneira de dar a destinação aos resíduos é definida de acordo com o tipo de resíduo e tecnologias disponíveis para o seu tratamento. Observando sempre o ciclo de vida do produto.

Leia: Soluções de logística reversa: qual a melhor para a minha empresa

Facilite a logística reversa com a VG Resíduos

tipos de logística reversa mais praticados no Brasil

A operação do sistema de logística reversa pode ser realizada por meio de um software de gestão de resíduo ou mesmo por uma empresa especializada neste tipo de serviço.

No software de gestão de resíduos da VG Resíduos a empresa pode implementar o sistema de forma individual. A plataforma traz funcionalidades específicas para o controle das áreas geradoras, dos processos, dos prestadores de serviços e dos documentos, tudo com metodologia baseada na Política Nacional de Resíduos e demais legislações pertinentes ao assunto.

Já na plataforma Mercado de Resíduos o gerador encontrar empresas especializadas neste tipo de serviço. A plataforma serve para integrar interessados em resíduos e, sobretudo, estruturar uma rede de contatos que garanta o oferecimento de soluções para compra, venda, tratamento e transporte de resíduos em escala nacional.

A logística reversa é importantíssima para a conservação ambiental. Trata-se de um instrumento que estimula a reflexão de distribuidores, importadores e fabricantes da importância da destinação correta de certos produtos. Os tipos de logística reversa mais praticados no Brasil tem a finalidade de reduzir o consumo de recursos naturais, diminuir a geração de resíduos e incentivar o consumo sustentável.  Além disso, tem impacto positivo aos negócios da empresa, tornando a marca conhecida como uma organização ambientalmente responsável.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Quais os principais tipos de logística reversa no Brasil?

geradores de resíduos mais próximos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2019