Quais pontos de viabilidade devem ser analisados nos programas para redução de resíduos?

16/10/2017

Para um empreendimento funcionar, precisa de água, energia e diferentes materiais, gerando assim efluentes líquidos e resíduos sólidos, que precisam de destinação e tratamento adequado. A diminuição na geração de resíduos pode ser atingida a partir da ecoeficiência.

O que é ecoeficiência?

A ecoeficiência é uma atitude que leva ao desenvolvimento sustentável. Ela se refere as características dos produtos que produzem mais e melhor, com menos recursos e resíduos.

Neste sentido a união entre o fornecimento de bens e serviços sustentáveis a preços competitivos que satisfaçam as necessidades humanas, e assim, promova a redução dos impactos ambientais e de consumo de recursos naturais.

Para ser ecoeficiente, é necessário:

- Minimizar a intensidade de materiais dos bens e serviços;

- Minimizar a intensidade energética de bens e serviços;

- Reduzir a dispersão de tóxico;

- Fomentar a reciclabilidade dos materiais;

- Maximizar a utilização sustentável de recursos renováveis;

- Estender a durabilidade dos produto;

- Aumentar a intensidade de serviço dos bens e serviços;

- Promover a educação dos consumidores para um uso mais racional dos recursos naturais e energéticos.

Aspectos econômicos e financeiros dos projetos de redução de resíduos

A preocupação com o gerenciamento adequado dos resíduos gerados nas indústrias e empresas vem aumentando nos últimos anos. Por essa razão várias tecnologias e projetos relacionados à sua destinação ou seu tratamento estão sendo criados para aperfeiçoar cada vez mais a questão da eliminação  e geração correta dos resíduos.

Um projeto de redução dos resíduos sólidos apenas para cumprimento das exigências legais não resolve todo o problema da geração dos resíduos sólidos.

Quanto menor for a quantidade desses resíduos, menor será o custo para o seu tratamento/disposição e os problemas a eles associados; contudo, alternativas que buscam a redução da sua geração ainda são escassas.

Sabe-se que todos os resíduos gerados em um processo industrial são originados das matérias-primas ou insumos. Portanto, a geração de resíduos significam perdas do processo; tanto perdas físicas quanto econômicas, pois matérias-primas e insumos tem preços e custos.

As empresas costumam definir o custo de um resíduo considerando apenas o custo de sua destinação (por exemplo, o envio para um aterro industrial). Todavia, pelo Princípio da Conservação da Massa esse resíduo é formado por matérias-primas que não foram transformadas em produto final. Portanto, o Custo Real do Resíduo é o custo da destinação final mais o custo das matérias-primas que formaram o resíduo.

Vejamos o exemplo do papel:

O preço pago às empresas é aproximadamente R$ 0,40/kg. O preço de um papel novo é aproximadamente R$ 8,00/kg. Conclui-se com isso com não há lucro com a reciclagem, mas há lucro com a redução da impressão de papel.

Principais pontos de viabilidade dos projetos de redução de resíduos

São várias vantagens para implantar projetos de redução de resíduos:

- minimização dos danos ambientais;

- redução dos riscos e responsabilidades;

- promoção de condições melhores de segurança e saúde ocupacional;

- melhoria da eficiência e competitividade;

- favorecimento da inovação;

-  melhoria da imagem e do relacionamento com os órgãos ambientais e com a comunidades;

A questão dos aspectos técnicos, para se ter viabilidade econômico financeira, deve-se ter:

- alteração da matéria-prima: estudar a possibilidade de reutilização de insumos, reinserção de matérias-primas (ao invés de descartar, serem reutilizados);

- processos geradores: modificar o processo e ter maquinários mais eficientes, para reutilizar matérias-primas e diminuir os resíduos sólidos.

Além disso, empresas que investem nesses programas, tem redução significativa de gastos com matérias primas, água e energia. Para o meio ambiente, são inúmeros benefícios, com a diminuição dos impactos diretos.

Também iniciativas de reciclagem e logística reversa tornam possível o aproveitamento de toneladas de resíduos diversos.

Objetivos dos programas de redução de resíduos sólidos

  • Registrar os volumes de cada tipo de resíduo destinados aos fornecedores credenciados, destinado ao programa de redução;
  • Definir metas de redução e destinação com intuito de apontar os possíveis pontos fracos na implantação do programa;
  • Conscientizar os colaboradores da importância de seguirem e contribuírem com o gerenciamento de resíduos;
  • Identificar as fraquezas encontradas e propor ações para sua correção completa ou amenização de desvio;
  • Comparar o volume destinado diretamente em caçambas antes e depois da implantação do programa;
  • Analisar a eficiência na implantação e articular melhorias se necessário for para aumenta-la;
  • Provar aos empreendedores a viabilidade financeira de seguirem projetos mais sustentáveis com a implantação do programa de resíduos sólidos em seus empreendimentos.

Pontos de viabilidade a serem analisados

A análise de viabilidade se faz importante devido ao fato de ela medir se um investimento trará retorno ou não para o investidor. Assim o empresário poderá comparar os retornos que poderão ser obtidos com investimentos demandados, para decidir se vale a pena ou não investir.

Para isso, deve-se seguir algumas etapas:

- projeção de receitas que o projeto terá;

- projeção de custos;

- despesas;

- investimentos necessários;

- análise de indicadores calculados em cima de dados projetos de receitas, despesas, custos e investimentos.

Para realizar análise de viabilidade de um projeto de redução de resíduos sólidos, pode-se seguir os seguintes itens:

- custo da coleta seletiva por ano;

- valor estimado do benefício que o projeto representa;

Daí a relação custo-benefício. Se o projeto for viável deverá ter um resultado positivo no cálculo, que deverá ser realizado por um profissional qualificado para analisar a viabilidade. Sendo um resultado positivo, poderá sim ter um lucro considerável sobre o projeto de redução de resíduos sólidos.

Mas também deve-se considerar um resultado a médio e longo prazo, podendo ter variações nas características dos resíduos, como também nos seus valores de mercado.

A ISO 14001 e o gerenciamento de resíduos

É importante destacar o valor da implantação da ISO 14001, norma focada no Sistema de Gestão Ambiental. Essa certificação irá ajudar muito na questão dos estudos da viabilidade dos projetos ambientais da sua empresa, no acompanhamento e melhorias nos projetos e na empresa de modo geral.

A nova versão da ISO 14001 saiu no final de 2015. A Verde Ghaia já está preparada para te dar todo suporte e assistência para a implantação e atualização da Certificação ISO 14001 2015.

A ISO 14001, focada na gestão ambiental, traz soluções para manter empresa dentro das legislações referentes ao campo de atuação da empresa, oferecendo um eficiente Sistema de Gestão Ambiental, e consequentemente a Gestão dos Resíduos Sólidos.

Entre em contato com os consultores da Verde Ghaia e inicie sua certificação já! Conheça também a plataforma para Gerenciamento de resíduos.

Caso sua empresa precise gerenciar os resíduos sólidos que ela produz, mas você ainda não sabe a maneira correta de iniciar o processo, entre em contato com a VG Resíduos, empresa do Grupo Verde Ghaia, pelo telefone (31) 3656-5538.

Gerenciamento de resíduos

Compartilhe!