Reutilização de embalagens: o que sua empresa ganha com isso?

30/04/2018

VG Resíduos: reutilização das embalagens

Para não se tornar um problema ambiental, muitas empresas estão investindo na reutilização das embalagens. Além de existirem alternativas para resolver esse impasse, a empresa pode gerar lucros e ganhar em reputação.

Ninguém tem dúvidas da praticidade das embalagens. São elas que protegem os produtos da distribuição ao consumo, informam ao consumidor sobre a mercadoria, dão identidade a uma marca e muitas vezes impulsionam a compra por seu design atraente.  A seguir, veremos como fazer uma adequada reutilização de embalagens. Acompanhe!

Por que reutilizar as embalagens?

VG Resíduos: reutilização das embalagens

A preocupação das empresas com a reutilização de embalagens tem fundamento. A destinação ambientalmente correta dos resíduos sólidos urbanos, uma das expertises do Grupo Verde Ghaia, é um dos grandes desafios do mundo corporativo. E, segundo este estudo de Ana Cláudia Neves e Luiz Castro, as embalagens representam cerca de um terço de todos os resíduos gerados nas cidades.

Se há tanta embalagem descartada, as empresas precisam investir em maneiras de reutilizar ou reciclar esses recipientes. Do contrário, estarão na contramão do desenvolvimento sustentável, que assinala que as organizações devem buscar lucros, mas com responsabilidade socioambiental.

E de onde vem o grande volume de embalagens descartadas? É uma consequência do aumento da população e dos hábitos de consumo.  Outro fator é que há uma grande oferta de produtos industrializados que precisam ser acondicionados em embalagens e com um tempo de vida útil cada vez menor. Como se vê, o problema vai virando uma bola de neve.

Embalagens podem degradar o meio ambiente

VG Resíduos: reutilização das embalagens

O grande volume de embalagens, descartadas, segundo o Ministério do Meio Ambiente, após usadas apenas uma vez, torna-se um problema ambiental.  O não reaproveitamento pode causar riscos aos recursos naturais e até à saúde humana. No ramo da agropecuária, por exemplo, um grande perigo vem das embalagens de agrotóxicos.  Quando abandonados no meio ambiente, os recipientes com defensivos agrícolas podem poluir solos e rios e contaminar pessoas.

Outro impasse é que as embalagens superlotam os aterros sanitários e os lixões, exigindo a construção de novas áreas para os resíduos. Quando descartados irregularmente, não só as embalagens de agrotóxicos, mas qualquer tipo de recipiente dificulta a degradação de outros resíduos. Animais podem ingerir e até morrer, sem contar a poluição da paisagem e os problemas na rede elétrica, consequência de sacolas plásticas nos fios de alta tensão.

O sinal de alerta está ligado, as empresas precisam encontrar alternativas, especialmente ancoradas em uma consultoria especializada, e ela vem da reciclagem. E a boa notícia é que o Brasil vem se destacando nessa prática de reaproveitamento, como veremos a seguir.

pgrs

Reciclar é o melhor caminho

A preocupação em ser ecoeficiente tem levado as empresas a buscarem soluções para o impasse das embalagens. Atentas à importância da sustentabilidade corporativa, algumas delas têm investido em reciclagem. E, de acordo com estudo de Marcelo Pedrozo e Ronaldo Zwicker, as organizações brasileiras têm se destacado no reaproveitamento de alguns tipos de embalagem, como as latas de alumínio para bebidas e as embalagens de papelão ondulado.

Conforme aponta esta matéria da Folha de São Paulo, nosso país ostenta o título de maior reciclador das latas de alumínio. O índice brasileiro é de 98,4%, já em nível mundial aproximadamente 75% das embalagens são reutilizadas. As latas são campeãs de reciclagem porque o alumínio tem uma capacidade infinita de se transformar e manter a mesma qualidade do material primário. Isso não acontece, por exemplo, com o papel e plástico que , quando reciclados, na maior parte das vezes, não mantêm a qualidade dos produtos de origem.

Outro caso de sucesso no reaproveitamento de embalagens vem de uma fábrica da Votoratim, em Sorocaba, São Paulo. Esta reportagem do Portal G1 mostra que a empresa é bem-sucedida no reaproveitamento de resíduos plásticos, entre eles, embalagens de salgadinho. Com a reciclagem, a fábrica produz papel sintético, evitando o corte de árvores e o descarte de um tipo de embalagem que pode demorar até 500 anos para desaparecer.

Não se pode falar em reaproveitamento de embalagens sem citar também as embalagens Tetra Pak-®. Conhecidas como embalagens longa vida, elas são formadas por várias camadas de diferentes materiais como o papel, o polietileno de baixa densidade e o alumínio. Talvez você não saiba, mas esses recipientes tão populares no Brasil têm sido reaproveitados com sucesso. Embalagens como as caixinhas de leite têm sido recicladas para a fabricação de telhas.

Embalagens reaproveitadas rendem lucros

VG Resíduos: reutilização das embalagens

A opção pela reciclagem de embalagens pode resultar em um enorme ganho de imagem para empresa, afinal, sinaliza que ela tem engajamento socioambiental. Na hora de comprar um produto, o consumidor vai considerar aquela organização que se preocupa com a destinação correta das embalagens, prática que é mais assertiva quando há uma consultoria indicando as melhores soluções.

Além disso, a empresa pode gerar renda com a reciclagem de embalagens, especialmente se contar com a parceria de seu público. Uma saída é instalar os Pontos de Entrega Voluntária (PEVs), onde o consumidor pode entregar a embalagem depois de usada, para que ela tenha como destino a reciclagem. Isso faz com que a empresa economize na busca aos recipientes usados e ainda deixa uma imagem positiva junto a seus compradores.

Os lucros vêm também da economia que é gerada quando há a reutilização de embalagens. Os custos de produção com o novo recipiente diminuem e a reputação da empresa aumenta, potencializando a venda de marcas que têm preocupação com a sustentabilidade.

Como se vê, há muitos caminhos para resolver o impasse dos recipientes descartados após o uso. As empresas não devem fugir ao desafio do reaproveitamento de embalagens, procurando apoio em profissionais especializados. No fim das contas, todos saem ganhando: o meio ambiente é poupado, as organizações ganham ao praticar a sustentabilidade e o reaproveitamento de embalagens pode significar rendimentos. Vale a pena investir nessa alternativa!

Gostou desse conteúdo desse artigo foi relevante? Comente abaixo ou compartilhe nas redes sociais.

Se interessa mais pelo assunto, leia também: Qual deve ser a ordem de prioridade no gerenciamento de resíduos?

Gerenciamento de resíduos

Compartilhe!