×

Conheça o SEED: programa de aceleração no qual a VG Resíduos foi selecionada

Conheça o SEED: programa de aceleração no qual a VG Resíduos foi selecionada
5 (100%) 1 voto

SEED

A mais nova conquista da VG Resíduos foi ter sido incluída no SEED (Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development). Trata-se de uma iniciativa do governo de Minas Gerais, com o objetivo de apoiar empreendedores na aceleração de suas startups.

O programa de aceleração apoia até 40 startups e tem seis meses de duração. As  empresas selecionadas recebem um capital semente que varia entre R$68 e R$80 mil, montante que visa potencializar sua atuação.

Participar do SEED significa receber benefícios que dão um novo impulso a startups como a VG Resíduos. Para a empresa, do grupo Verde Ghaia, é uma oportunidade de aprimorar os serviços prestados a geradores e tratadores de resíduos.

A seguir, você entenderá o programa, as vantagens de ser selecionado e cases de sucesso de startups que passaram pelo programa. Acompanhe!

Leia também: Como a Indústria 4.0 pode impactar na gestão de resíduos da sua empresa?

Entenda como funciona o SEED

SEED

O SEED é um programa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SEDECTES) de Minas Gerais. Está em sua quinta edição e, desde 2013, 142 startups já foram apoiadas pela iniciativa.

Faz parte do Minas Digital, iniciativa da SEDECTES que tem como objetivo difundir o espírito empreendedor em Minas Gerais. A intenção é fazer do estado mineiro o maior celeiro de startups e inovação da América Latina. É financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

A cada edição é lançado um edital e 40 startups são selecionadas para receberem, durante seis meses, uma série de benefícios. Além de suporte para alavancarem suas startups existe um incentivo financeiro de até R$ 80 mil.

Os projetos são escolhidos por uma equipe externa, que considera critérios como:

  • inovação;
  • escalabilidade;
  • capacidade técnica e complementar da equipe;
  • atitude empreendedora;
  • potencial de mercado.

Veja os benefícios concedidos pelo SEED

SEEDProgramas de aceleração como o SEED são excelentes oportunidade para startups que querem crescer e se destacar no mercado. O SEED oferece seis benefícios para potencializar as empresas:

  • incentivo financeiro: as startups terão um capital semente de até R$ 80mil para incentivar a abertura ou o desenvolvimento do projeto;
  • mentoria personalizada:  as startups recebem acompanhamento e aconselhamento técnico, gerencial e estratégico;
  • perks: as empresas recebem dos parceiros do SEED benefícios que dispensam a aquisição de serviços básicos para o desenvolvimento das plataformas e aplicativos;
  • coworking: o SEED disponibiliza para as startups um escritório compartilhado e um espaço adequado para a realização de reuniões e eventos do empreendimento;
  • formação empreendedora: as empresas recebem treinamento para empreendedorismo e aceleração de negócios;
  • networking: o SEED potencializa as interações, formação de redes e transferência de conhecimentos.

Saiba mais: 7 Dicas para ampliar o seu negócio reciclando lixo orgânico

Conheça startups impulsionadas pelo SEED

SEED

Ao longo dos anos, o SEED vem se consolidando como um dos maiores programas de fomento de empreendedorismo e inovação do Brasil. Somente em 2017 foram mais de mil horas de atividades e 520 conexões que impactaram 31.750 pessoas em Minas Gerais.

O resultado é que muitas startups acabam se transformando em cases de sucesso, como a Cuboz, de Santa Catarina. Participante do SEED em 2017, a startup é uma rede social de educação que cresceu enormemente depois de programas de aceleração. Saltou de 1.500 para 15 mil usuários e o faturamento de R$ 20 mil em 2017 pode chegar a R$ 300 mil este ano.  Paola Cicarelli, uma das fundadoras da Cuboz, afirma que os programas de fomento foram fundamentais: “Nós sequer sabíamos que a nossa empresa era uma startup. Percebemos que faltava profissionalização nos nossos processos. Foi aí que as mentorias entraram”.

Outro case de sucesso é da startup Aceita, contemplada na primeira edição do SEED. Fundada em 2013 em São Paulo, a startup oferece soluções em emissão e gestão de boletos para o mercado. Como a Cuboz, a Aceita colheu bons frutos da aceleração pelo SEED.  Em 2016, recebeu investimentos de R$ 500 mil da fintech VINDI. A partir daí, a empresa tinha a previsão de alcançar R$ 70 milhões em transações por mês, em um ano.

Saiba o que o SEED agrega para a VG Resíduos

SEED

Estar entre as 40 startups contempladas na quinta edição do SEED é uma oportunidade de aprimoramento para a VG Resíduos. A startup mineira vem se tornando referência na gestão inteligente de resíduos sólidos, conquistando prêmios importantes, como o 100 Open Startups. Mesmo estando entre as três startups mais promissoras do Brasil, o SEED pode resultar em novas parcerias e aprimoramento dos negócios.

A VG Resíduos apresenta soluções para organizações que não sabem ou precisam aperfeiçoar a gestão de resíduos, um dos grandes problemas da atualidade. Manejar corretamente os resíduos não é mais uma benevolência das empresas, mas uma exigência da legislação ambiental. Como o volume de resíduos não pára de crescer é urgente uma nova postura das organizações em relação às sobras.

Atenta a essa necessidade, a VG Resíduos desenvolve estratégias e presta consultoria tanto para geradores quanto tratadores de resíduos. As soluções da startup envolvem todo o gerenciamento das sobras geradas nas indústrias, nos estabelecimentos comerciais e em outros setores. As orientações vão desde processos para evitar a geração excessiva de resíduos até como dar uma destinação correta às sobras. Todo o suporte é feito de maneira ecologicamente correta, seguindo as leis ambientais.

Confira: Qual a relação entre coleta seletiva de resíduos e a reciclagem?

Além disso, a startup é desenvolvedora do site Mercado de Resíduos, que permite às empresas transformarem resíduos em receita. Trata-se de uma plataforma online de oferta e busca de resíduos e serviços. Por meio digital, geradores e tratadores de resíduos podem realizar parcerias. Os geradores cadastrados na plataforma informam qual resíduo produzem, já os tratadores podem fazer ofertas para manejo ou compra dessas sobras.

Contar com os benefícios do SEED pode agregar e muito a todas essas soluções já desenvolvidas pela VG Resíduos. Com o suporte do programa, a startup tem a chance de aprimorar ainda mais os serviços prestados. Com certeza, novas parcerias e novas soluções surgirão a partir dessa experiência, contribuindo para uma gestão ainda mais responsável dos resíduos.

Gostou desse tema ou achou o assunto relevante? Deixe seu comentário abaixo ou compartilhe o conteúdo nas redes sociais.

Se quiser aprofundar mais sobre o assunto leia este outro artigo do blog: 100 Open Startups: qual importância para uma startup como a VG Resíduos?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2018