Sete potenciais riscos pela destinação irregular de resíduos

Os potencias riscos pela destinação irregular de resíduos na maioria dos casos são agressões ambientais ou uma questão sanitária que coloca em risco à saúde pública. A destinação irregular pode comprometer a qualidade do solo, água e ar, expor a população a substâncias tóxicas e patogênicas.

A destinação adequada dos resíduos é uma importante estratégia de preservação do meio ambiente, assim como de promoção e proteção da saúde. Saiba os sete potencias riscos pela destinação irregular de resíduos!

Risco de uma destinação irregular de resíduos

O resíduo destinado de maneira irregular tem a capacidade de degradar o meio ambiente e prejudicar a saúde humana. Entendemos destinação irregular de resíduos como todo aquele resíduo que não é dado um tratamento adequado ou disposição em locais legalizados e que tenha controle sobre eles.

Abaixo listamos sete potencias riscos pela destinação irregular de resíduos. Confira!

Poluição hídrica

A poluição ambiental é um das principais consequências da destinação irregular de resíduos.  Um potencial risco pela destinação irregular de resíduos é a poluição hídrica.

A poluição hídrica, por sua vez, é caracterizada pela introdução de qualquer resíduo que altere as propriedades físico-químicas de um determinado corpo de água.

Os principais causadores desse tipo de poluição são os efluentes industriais (produtos químicos, metais pesados), agrícolas (fertilizantes outros tipos de agrotóxico), o esgoto doméstico e o chorume oriundo da decomposição de resíduos.

O contato ou ingestão de uma água contaminada pode provar sérios danos à saúde tanto humana como da fauna próxima a esses corpos d’água. Sem contar que o odor torna o ambiente bem desagradável e a proliferação de microorganismo na água reduz ou até impede qualquer ser a sobreviver nesse ambiente.

Poluição visual

Outro potencial risco é a poluição visual. Os resíduos descartados em locais inadequados, como lixões a céu aberto, vias publicas, matagais ou em encostas formam um cenário desagradável. Esses resíduos são responsáveis pela degradação das cidades.

Contaminação do solo

A poluição do solo é outro potencial risco quando o resíduo é destinado de forma irregular. Consiste em qualquer mudança na natureza ou na composição da terra decorrente do seu contato com produtos químicos e resíduos. Esse tipo de contaminação é perigoso porque pode tornar a solo inútil e infértil, além de gerar riscos à saúde dos humanos, dos animais e das plantas.

A contaminação se dá principalmente pelo acúmulo de resíduos em áreas irregulares de descarte.

Alagamentos e inundações em períodos de chuva

Nos últimos dias enfrentamos várias inundações com as chuvas, principalmente as provados por obstruções das bocas de lobo e das galerias de escoamento das águas pluviais.

O resíduo destinado irregular pode ser descartado incorretamente e provoca o entupimento das galerias de águas pluviais, que servem para escoar a água da chuva até córregos e riachos. Uma vez obstruídas por acúmulo do resíduo descartado nas ruas, elas impedem a passagem da água que retorna e provoca alagamentos e inundações.

Diminuição da vida útil do aterro sanitário

Quando resíduos que poderiam ser reciclados ou reutilizados em outros processos são destinados a aterros sanitários, esses encurtam a sua vida útil, já que muito resíduo é enviado para lá.

Proliferação de endemias

O acúmulo de resíduo descartado de forma irregular podem gerar a proliferação de pragas e vetores de endemias e colocar em risco a saúde pública.

Multas, embargos e paralisação das atividades

Outro risco que a destinação irregular de resíduos pode causar são as multas, embargos e paralisação das atividades de uma empresa.

A empresa que não destinar os resíduos gerados em seus processos pode sofrer varias sanções ambientais. A legislação brasileira determina penalidades para quem descumprir a lei.

Os geradores que não realizarem a destinação poderão pagar multas e até penas de reclusão de até 3 anos. Além disso, mancha a imagem da empresa afastando os clientes. Uma vez, que o mercado exige das empresas uma produção limpa e sustentável.

Destinação regular de resíduos

A instituição da Política Nacional de Resíduos Sólidos, através da lei nº 12.305/2010, foi o marco para a legislação brasileira referente ao gerenciamento dos resíduos. A lei institui a responsabilidade das empresas pela destinação dos seus resíduos.

Para uma destinação de resíduos adequada são necessárias algumas etapas, como: avaliação do inventário dos resíduos, informações sobre as principais fontes geradoras, classificação dos resíduos, definição do acondicionamento, da coleta, do transporte e do tratamento final.

Na PNRS, em seu artigo 3°, a definição de destinação é a descrita abaixo:

“a destinação de resíduos que inclui a reutilização, a reciclagem, a compostagem, a recuperação e o aproveitamento energético ou outras destinações admitidas pelos órgãos competentes do Sisnama, do SNVS e do Suasa, entre elas a disposição final, observando normas operacionais específicas de modo a evitar danos ou riscos à saúde pública e à segurança e a minimizar os impactos ambientais adversos.”

Ou seja, após a classificação dos resíduos os mesmos são enviados para reutilização, reciclagem, compostagem, recuperação ou reaproveitamento energético. E por ultimo, e quando não houver tecnologia para o seu reaproveitamento, a disposição em aterros.

A empresa pode aproveitar vários instrumentos para essa destinação ambientalmente correta. Entre elas a implantação de um sistema de logística reversa.

Gestão de resíduos elimina os riscos

Os potenciais riscos pela destinação irregular de resíduos citados acima não são os únicos problemas. Há também as perdas econômicas, já que uma destinação incorreta pode levar a empresa a perder dinheiro em situações que ela poderia estar lucrando.

A gestão inadequada de resíduos deve ser atacada e extinta. Não só porque traz sérias consequências à saúde pública e ao meio ambiente, mas também por estar associado aos custos elevados com a destinação de resíduos.

Portanto, desenvolver uma gestão de resíduos eficiente pode parecer complicado, burocrático e até cansativo. Mas é fundamental para garantir o máximo reaproveitamento de todos os rejeitos, ainda aqueles com pouca viabilidade técnica ou econômica para a reciclagem (como o resíduos hospitalar, por exemplo).

Para as organizações, a gestão é essencial para evitar prejuízos financeiros, preservar a imagem e principalmente minimizar os impactos ambientais, sociais e econômicos que suas atividades podem causar.

As empresas têm aderido ao VG RESÍDUOS como uma ferramenta capaz de fazer a gestão eficiente de resíduos. O software centraliza as informações e possibilita uma gestão mais estratégica do processo.

A plataforma propicia o controle total da gestão de resíduos, com todas as informações em um ambiente único e confiável. Além disso, gera documentos automaticamente (MTR, FDSR, Ficha de Emergência etc.), ajuda a promover destinações limpas e melhora a eficiência das empresas na gestão dos seus resíduos.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Guilherme Arruda

Posts recentes

Conheça sete ações simples para sua empresa ser mais sustentável

Ações simples em seus processos fazem a sua empresa ser mais sustentável. Adotar, no seu dia a dia, ações como…

% dias atrás

Como garantir a gestão de resíduos eficiente em momentos de crise?

Uma boa alternativa para garantir à gestão de resíduos eficiente em momentos de crise é utilizar a automatização do processo…

% dias atrás

Quais possíveis efeitos do coronavírus sobre o meio ambiente?

Com a pandemia, os efeitos do coronavírus sobre o meio ambiente tem se mostrado positivo em relação à redução dos…

% dias atrás

Como controlar os tipos de resíduos gerados pela empresa de maneira eficaz?

Uma das ações aconselhadas para controlar os tipos de resíduos gerados pela empresa de maneira eficaz é que haja o…

% dias atrás

COVID-19: quais cuidados com armazenamento e descarte dos resíduos

Com a pandemia causada pelo COVI-19 é necessário que as empresas tomem algumas precauções com o armazenamento e descarte dos…

% dias atrás

Crise do coronavírus e resíduos: como reduzir impactos ambientais

Qual a relação entre a crise do coronavírus e resíduos? Essa é uma análise que se deve fazer a fim…

% dias atrás