×

Como as empresas estão lucrando com a reutilização de sucata de cobre?

sucata de cobre

A sucata de cobre, metal que compõe esses materiais, pode ser reciclada, trazendo rendimento às empresas tratadoras. Resíduos de fios de telefone e de computadores, chicotes de motos e carros, e outros, estão se transformando em lucro. Embora pareça que sucatas não têm serventia, resíduos como os de cobre valem dinheiro.

Política de Resíduos Sólidos  determina que deva haver uma diminuição dos resíduos gerados e inserção de práticas de reciclagem de resíduos. Logo, além do valor comercial, reciclar a sucata de cobre é uma boa prática alinhada a lei ambiental. E esses metais, quando descartados na natureza, têm sua decomposição até 450 anos.

A seguir, você entenderá em que consiste a reutilização da sucata de cobre, como reciclá-la e obter renda através dela. Acompanhe!

Leia mais: Como sua empresa pode lucrar com a reciclagem de sucata de joias?

Veja por que a sucata pode ser rentável

sucata de cobre

A sucata é todo resíduo, produto defeituoso ou material com não conformidades que tornam seu uso inviável.  Sua utilização na forma original ou seu reparo não compensam economicamente, porém, sucatas podem ser recicladas, gerando outro produto.

Diariamente, as indústrias produzem um montante de sucatas, por falhas ou sobras no processo de fabricação de suas mercadorias. Esses resíduos, quando destinados às tratadoras, podem ser lucrativos, pois há determinadas sucatas com grande potencial de reaproveitamento.

Alguns tipos de metais, especialmente os não ferrosos, produzem sucatas com grande potencial de reciclagem, devido à suas características físico-químicas. São bastante valorizados os não ferrosos como alumínio e cobre (e suas ligas que são latão e bronze).

Saiba mais: Que compromissos determinam a obtenção da licença ambiental?

Entenda por que reutilizar a sucata de cobre

sucata de cobre

A sucata de cobre tem se tornado um resíduo valorizado porque é oriundo de um metal largamente empregado na indústria. O cobre é o terceiro metal mais utilizado mundialmente, só perdendo para os aços e o alumínio e suas ligas. Possui excelente condutividade elétrica sendo largamente empregado na fabricação de materiais elétricos, puro ou em liga com outros metais.

Além do diferencial da condutividade térmica, outras características tornam o cobre valorizado, como:

  • maciez;
  • maleabilidade;
  • ductibilidade;
  • resistência à corrosão;
  • alta resistência mecânica;
  • alto poder de condutividade térmica;
  • alta resistência à fadiga;
  • cor natural como o ouro, e não cinza ou branco como outros metais.

E o poder do cobre não se restringe ao uso industrial. O metal é essencial para a saúde dos indivíduos, dos animais e das plantas, e faz parte da dieta humana. Alimentos ricos em cobre incluem feijões secos, amêndoas, brócolis, chocolate, alho, soja, ervilhas, produtos de trigo integral e mariscos.

Confira: Como obter lucro utilizando restos de alimentos para fazer adubo?

Saiba como reciclar a sucata de cobre

sucata de cobre

Um dos grandes benefícios para tratadoras que lidam com os resíduos de cobre é que o metal é 100% reciclável.  O cobre é dos poucos materiais que podem ser reciclados diversas vezes sem qualquer perda de desempenho ou de qualidade. Segundo o PROCOBE, não há diferença entre o cobre reciclado e aquele oriundo da mineração primária. Sendo assim, das toneladas de cobre utilizadas globalmente, uma parcela significativa, cerca de 33%, vem da reciclagem.

Uma das possibilidades de reciclar as sucatas de cobre é seguir as seguintes etapas:

  • realizar a pré-moagem dos cabos de cobre;
  • passar o material por uma esteira, com separador magnético, retirando os materiais ferrosos;
  • transportar o material da esteira para um silo de armazenamento;
  • passar o material armazenado por um segundo processo de moagem;
  • passar os resíduos por um granulador, chegando ao tamanho final;
  • separar os resíduos dos plásticos, por fluxo de ar e vibração;
  • passar o material por uma peneira vibratória, que já distribui os resíduos por granulometria.

este estudo do Ministério das Minas e Energia afirma que se pode reciclar o cobre com fusão e fundição. Entretanto, esse processo só é válido para sucatas obtidas em ambientes de manuseio exclusivo de cobre.

Saiba também: Como sua empresa pode gerar renda reciclando lâmpadas?

Por que reutilizar a sucata de cobre?

sucata de cobre

A sucata de cobre, além do valor comercial, é rentável, também, porque as tratadoras não terão grandes custos para reciclagem. O gasto energético na reciclagem é 85% menor do que na produção original do metal. Isso é muito representativo em termos de redução de impactos ambientais.  Significa mundialmente uma economia anual de 100 milhões de MWh de energia elétrica e 40 milhões de toneladas de CO2.

É possível fazer renda com o resíduo de cobre, poupar recursos naturais e tratar a sucata de maneira sustentável. Uma maneira interessante de potencializar o negócio é contar com uma consultoria especializada em tratamento de resíduos. A experiência do grupo Verde Ghaia pode ser essencial nesse processo.

Além disso, por meio de uma plataforma online, é possível conectar tratadores e fornecedores. A exemplo, podemos citar a VG Resíduos e o Mercado de Resíduos, que permite conectar interessados na compra ou venda de resíduos como os de cobre.

Como se vê, resíduos de cobre encontrados em materiais como fios de telefone e de computadores podem virar lucro. A sucata de cobre tem grande potencial de reciclagem, trazendo rendimento às empresas tratadoras e, ao mesmo tempo, evitando impactos ambientais.

O manejo correto da sucata de cobre, seguindo os preceitos das leis ambientais, é uma prática ecologicamente correta. Evita a geração excessiva de resíduos e a exploração de recursos naturais, poupando o planeta. As organizações que reciclam a sucata de cobre podem colocar no mercado uma substância com a mesma qualidade e desempenho. O reaproveitamento da sucata de cobre gera renda, economiza energia, evita a emissão de CO2 e a degradação da natureza.

Gostou desse tema ou achou o assunto relevante? Deixe seu comentário abaixo ou compartilhe o conteúdo nas redes sociais.

Se quiser aprofundar mais sobre o assunto leia este outro artigo do blog: Crie oportunidades com o mercado de resíduos e saia da crise

Como sua empresa pode lucrar com a reciclagem de sucata de joias?

reciclagem de sucata de joias

Levando em consideração estes altos teores de metais preciosos, a reciclagem de sucata de joias é uma boa alternativa para que a empresa lucre com a aquisição de matéria prima in natura.

Na fabricação de joias são desperdiçados muitos metais preciosos e valiosos, como o ouro (Au), a prata (Ag) e outros. No entanto, a falta de conhecimento técnico para a reciclagem de sucata de joias dificulta a recuperação desses metais preciosos.

Na fabricação são gerados resíduos na forma de recortes e limalhas, resíduos de casting, joias defeituosas, sedimentos dos procedimentos de eletrorrecuperação ou eletrorrefino. Uma grande parte destes resíduos contêm altos teores de metais preciosos, especialmente de ouro. Essas sucatas de joias são fáceis de reciclar, já que são formados praticamente só por metais.

Então, vamos saber mais sobre a reciclagem de sucata de joias.

Saiba o que são sucatas de joias

reciclagem de sucata de joias

A sucata de joias são sobras da fabricação de brincos, colares, anéis, pulseiras e etc. A sucata mais reciclada são as que apresentam teor de ouro maior ou igual a 20%, justamente pelo alto valor econômico.

A sucata é gerada na fabricação das joias e são:

  • recortes;
  • limalhas;
  • joias defeituosas – que podem ser as com defeitos da elaboração ou joias velhas que ficaram defeituosas pelo uso;
  • ouro aluvionar – em pó ou pepitas.

A sucata provenientes do recorte, a limalha e as joias defeituosas podem estar perfeitamente limpas ou contaminadas. O ouro aluvionar tem que ser refinado antes de ser comercializado para eliminar as impurezas.

A reciclagem de sucata de joias é possível devido à facilidade do tratamento, já que é praticamente formada somente por metais. Alguns metais são desejáveis, como os que formam parte da liga inicial. Já outros são considerados impuros e são provenientes da manipulação.

Leia também: 6 dicas para o tratador de resíduos mostrar seus diferenciais no mercado 

Lucro com a reciclagem de sucata de joia

reciclagem de sucata de joias

A sucata de joias possuem vários metais que comercializado geram uma boa receita para empresa. O teor de ouro são os seus maiores atrativos para o comércio de sucatas.

Abaixo listamos o teor de ouro que os resíduos da fabricação de joias possuem:

Resíduos Teor
Joias defeituosas 39 – 73%
Resíduos dos bancos dos joalheiros 19 – 52%
Sedimentado no lavabo dos joalheiros Aproximadamente 6 – 8%
Tapetes e chão de madeira 0,1 – 9%
Cadinhos velhos de fundição 0,8 – 5%
Pó que fica nas máquinas polidoras e depois de varrer 0,5 – 5%
Pulseiras de relógio e outros 0,25 – 5%
Estrutura de óculos (selecionados) 2 – 4%
Papel esmerilado, sujeira do chão, escovas e outros 0,1 – 4%
Metal eletrônico selecionado, pinos conectores, etc. 1%
Dispositivos eletrônicos e similares 0,007 – 0,03 %

A reciclagem de sucata de joias é uma ótima oportunidade para uma empresa lucrar, uma vez que são recuperados os metais preciosos presente neles. Na reciclagem não é só recuperado o ouro, mas também prata e platina.

Por serem metais escassos na natureza possuem um alto valor econômico. Contudo, muitas organizações sentem dificuldade em comprar ou vender seus resíduos. Para isso existem plataformas que conectam o gerador, o tratador, o comprador e vendedor dessas sucatas.

Confira: Qual a influência da ISO 14001 no tratamento de resíduos?

Como realizar a reciclagem de sucata de joias

reciclagem de sucata de joias

Para reciclagem de sucata de joias são empregados alguns métodos para recuperar os metais preciosos presente neles. No entanto, nem todas são apropriadas, pois geram residuais que agridem o meio ambiente.

Ao escolher a melhor técnica de recuperação é importante considerar quais os métodos que contribuem para preservação ambiental. A Política Nacional de Resíduos Sólidos determina que tanto o gerador, quanto o tratador são responsáveis pela destinação ambientalmente correta dos resíduos. A lei trás um conjunto de instrumentos para propiciar o aumento da reciclagem e da reutilização dos resíduos e a destinação ambientalmente adequada dos rejeitos.

As técnicas de reciclagem de sucata de joias para recuperação do ouro, por exemplo, são:

  • cupelação;
  • quarteamento e divisão;
  • método de cloração de Miller;
  • método eletrolítico de Wohlwill;
  • célula de Fizzer;
  • extração por Solventes;
  • método com Água Régia;
  • processo Pirometalúrgico.

Os materiais recuperados na reciclagem podem ser usados pelos próprios joalheiros na confecção de outras joias. Também, podem ser utilizados como matéria prima por outras empresas utilizam componentes metálicos em suas fabricações: exemplos, indústria de eletrônicos.

Saiba mais: diferença entre reciclagem primária, secundária e terciária.

Escolha do melhor método de reciclagem

reciclagem de sucata de joias

Para a reciclagem de sucata de joias em pequena e média escala é indicado à reciclagem através da cupelação, quarteamento, célula de Fizzer, método com Água Régia e processo Pirometalúrgico.

O método pirometalúrgico é uma boa opção para quantidades significativas de sucata, principalmente, em termos de velocidade de processo e rentabilidade.

A célula de Fizzer é a única recomendada para reciclagem em escalas muito pequenas.

A cupelação não é muito recomendado devido a emissão de gases tóxicos de óxido de chumbo.

A reciclagem de sucata de joias é uma alquimia, uma transformação grandiosa, possibilitando que o resíduo vire matéria-prima para diversos setores da economia gerando lucro para as empresas.

Concluímos que o setor de fabricação de joias gera em diversas etapas do processo uma quantidade expressiva de sucatas. Essas sucatas, recebendo o tratamento correto, fornecem vários outros subprodutos valiosos, como o ouro. As empresas especializadas no tratamento desses resíduos devem sempre buscar alternativas seguras de atender seus clientes.

Gostou desse conteúdo ou achou o artigo relevante? Comente abaixo ou compartilhe nas redes sociais.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Como se destacar sendo um especialista no tratamento de resíduos

Como ganhar dinheiro com compra e venda de sucata?

São impressionantes as diversas possibilidades de reaproveitamento de resíduos, principalmente àqueles classificados como sucatas. A compra e venda de sucata é um segmento que tem potencial muito grande para recuperação devido à suas características físico-química.

A sucata permite a constante reutilização e transformação, sem perder as propriedades e qualidades. Por essas vantagens, a compra e venda destes resíduos representa lucro em potencial. Empresas, inclusive as pequenas e médias, descobriram que é possível lucrar com elas ao invés de somente gastar para descartá-la adequadamente.

Fora o potencial econômico, investir em compra e venda diminui o impacto ambiental não sobrecarregando os aterros sanitários e industriais pelo país. E ainda evita a disposição inadequada em lixões, reduzindo o custo ambiental e social em realizar a logística da coleta e disposição dos resíduos em municípios distantes. Vamos saber mais a respeito?

Leia: Crie Oportunidades com o Mercado de Resíduos e saia da crise, venda resíduos industriais

Compra e venda de sucata e as PNRS

compra e venda de sucata

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) conta com diretrizes para os resíduos gerados pelas empresas e prevê que estes escolham entre a redução, reutilização ou reciclagem de seus resíduos, reconhecendo o seu valor econômico.

A destinação dos resíduos de sucata pode se transformar em lucro quando ao invés de descartar, a empresa disponibiliza o material no mercado de compra e venda. Essa ação pode ser feita a partir da ferramenta conhecida como Mercado de Resíduos.

Mercado de Resíduos de Sucata

compra e venda de sucata

A grande dificuldade das empresas que desejam entrar no mercado de compra e venda de resíduos é estruturar a negociação e descobrir como vender o seu resíduo de sucata ou como comprar um resíduo que possa ser reaproveitado em seu processo.

O Mercado de Resíduos é a melhor forma de solucionar essa questão através de um ambiente virtual que oferece comodidade, praticidade e segurança às empresas que buscam uma forma lucrativa de implementar o cumprimento das legislações ambientais, sem perder de vista a obtenção de lucro.

Através desta plataforma compradores e vendedores terão a chance de negociar os resíduos obtendo vantagens financeiras com a compra/venda de resíduo de sucata.

 

Resíduos de sucatas mais comprados e vendidos

compra e venda de sucata

Sucata é todo tipo material, produto ou resíduos descartados que sejam passives de reciclagem. Os resíduos de sucata mais vendidos e comprados são:

Sucata de Ferro

A sucata de ferro consiste em todo tipo de sucata de ferro e aço carbono solta ou em fardos como sólidos fundidos e laminados, limalhas e cavacos, reutilizáveis como tubos, barras, bobinas e chapas, automóveis sucateados, navios, trens, vagões, rodas e trilhos ferroviários.

É amplamente empregado na construção mecânica podendo substituir o aço em diversas aplicações, muitas vezes com grande vantagem.

Podem ser usadas para construir máquinas, ferramentas, estruturas, bem como instalações que necessitam de materiais de grande resistência.

Confira: 6 dicas para sua empresa lucrar com a compostagem de resíduos

Sucata de Cobre

O cobre é um metal de transição que apresenta alta condutibilidade elétrica e térmica. Emprega-se cobre principalmente na transmissão elétrica e na telefonia.

Sucata de Alumínio

O Alumínio é um elemento metálico extraído de bauxita purificada por eletrólise. O alumínio puro é macio e dúctil, mas a sua dureza pode ser aumentada por endurecedores. O alumínio é manufaturado em um grande número de ligas. Os elementos usados nas ligas são o cobre, o zinco, o magnésio, o silício, e o manganês.

As propriedades de leveza, dureza, resistência à corrosão e condutividade elétrica das ligas as tornam apropriadas para uma variedade de usos, incluindo a construção de veículos e de aviões, de edifícios e cabos de potência aéreos.

Sucata de Aço Inox

Aços inoxidáveis são aqueles que contêm em sua composição 10,5% de Cromo como principal elemento de liga. Alguns aços inoxidáveis possuem mais de 30% de Cromo ou  menos de 50% de Ferro. Esses aços não oxidam em ambientes normais.

Suas características de resistência são obtidas graças à formação de um óxido protetor que impede o contato do metal base com a atmosfera agressiva. Alguns outros elementos como níquel, molibdênio, cobre, titânio, alumínio, silício, nióbio, nitrogênio e selênio podem ser adicionados para a obtenção de características mecânicas particulares.

Saiba mais: Como lucrar com a logística reversa de embalagens?

Sucata de Metal (latão)

O Latão é um nome genérico das ligas cujos principais constituintes são cobre e zinco, com uma menor proporção de zinco. Sua resistência e ductilidade tornam-o fáceis de ser trabalhado, tendo aplicação na fabricação de alfinetes, arames e parafusos. Quando usado na forma de banho eletrolítico para recobrir o ferro, torna-o menos suscetível à corrosão.

Sucata de Ferro Cavaco

Sucata de alto carbono, gerada na usinagem de peças de ferro fundido, principalmente na indústria automobilística, com baixo teor de óleo e isento de impurezas.

Saiba mais: Quatro dicas para empreender com reciclagem de óleo de cozinha

Gerenciamento de resíduoscompra e venda de sucata

Dispor de forma adequada os resíduos visando minimizar os custos e maximizar a segurança é um dos principais objetivos de empresas que desejam cumprir as exigências ambientais, e principalmente empresas certificadas no Sistema de Gestão Ambiental.

Investir na compra e venda de sucata, além auxiliar o seu empreendimento a cumprir quesitos que assegurem a saúde e a preservação do meio ambiente, diminui o impacto ambiental, não sobrecarregando os aterros sanitários e industriais pelo país.

Sendo assim, compra e venda de sucata é um segmento que,  pelas suas propicias características físico-química — permite a sua constante reutilização e transformação sem perder as propriedades e qualidades —  representa grande potencial econômico.  Por isso, muitas empresas perceberam que, ao invés de somente gastar para descartá-la adequadamente, é possível lucrar com elas.

Gostou desse assunto ou acha relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Como ganhar dinheiro com vendas de resíduos?

Algumas matérias que podem te interessar

© VG Residuos Ltda, 2018