Greenwashing: o que é e por que sua empresa deve evitar?

Greenwashing: o que é e por que sua empresa deve evitar?
Avalie este post

Você já ouviu falar em greenwashing? Esse é um termo em inglês, que na tradução para o português significa lavagem verde. A definição do termo é bem literal e corresponde a uma propaganda enganosa feita por organizações que divulga informações sobre defesa do meio ambiente. Mas na realidade essas empresas não praticam nenhuma ação que colabora com a minimização dos impactos ambientais. Na verdade muitas vezes essas organizações fazem o contrário do que divulgam.

O greenwashing pode ser praticado por empresas públicas ou privadas, organizações não governamentais (ONGs), governos ou políticos. E deve ser evitado para não manchar a reputação da empresa. Confira mais sobre esse assunto!

Greenwashing

Greenwashing é um termo inglês que na tradução para o português significa lavagem verde.

É um termo muito utilizado pelas empresas que querem criar uma falsa aparência de sustentabilidade, sem necessariamente aplicá-la na prática.

Essas organizações, através de rótulos, certificados ou propagandas utilizam termos que o levam o consumidor a acreditar que ao comprar um produto está contribuindo para a sustentabilidade ambiental. Mas na verdade essa empresa não adota nenhuma prática sustentável em seus processos. Ou aquele determinado produto não trás nenhuma proteção ambiental, pelo contrário, gera sérios impactos negativos ao meio ambiente.

Essa má pratica de marketing sustentável surgiu juntamente com o aumento de consumidores preocupados com o meio ambiente, que só compram de empresas sustentáveis.

Para conquistar esse mercado consumidor e de grande expressão na economia diversas organizações passaram a utilizar uma comunicação com apelo ecológico em seus rótulos.

Para ser considerado um greenwashing a empresa deve:

  • utilizar informações falsas que dão a entender que praticam ações sustentáveis;
  • ocultar características nocivas de seus produtos e/ou serviços;
  • expor referências de quantidades que não são verdadeiras;
  • utilizar dados incorretos, ambíguos, contraditórios e que não possuam referência ou prova de sua veracidade;
  • usar selos ou certificados ambientais

Sete sinais para identificar Greenwashing

Os sete sinais do Greenwashing foram definidos pela agência canadense TerraChoice. São eles:

  • sem provas: são apelos ambientais no qual não pode ser comprovado por informações facilmente acessíveis ou por uma certificação de terceiros confiável. Exemplos comuns são empresas que dizem utilizar recicláveis na composição de seus produtos ou reciclam suas embalagens sem fornecimento de evidências;
  • troca oculta: empresas que fazem apelo de que um produto é ecológico porque trocou algo nocivo de sua composição, mas que não levam em consideração os impactos negativos de produção;
  • vagueza e imprecisão: é quando utilizam expressões vagas e mal definidas sem fornecer qualquer detalhe ou explicação de atitudes ambientalmente concretas referentes ao produto, deixando o consumidor em dúvida sobre seu real significado;
  • irrelevância: é um apelo verdadeiro, mas não ajuda os consumidores que procuram produtos ecológico. É muito utilizado para referir que tal produto não possui uma determinada substância nociva, mas o uso dessas já é proibido por lei;
  • menor dos males: é um apelo verdadeiro, mas que diz que certo produto contém uma quantidade menor de um substância que gera diversos impactos ao meio ambiente. Contudo, mesmo contendo menos esse produto gera impacto negativo. É um apelo que serve para distrair o consumidor de um impacto bem maior. Acontece muito em embalagens de plástico que reduzem o seu peso, mas os impactos gerados são os mesmos;
  • lorota: apelo que a empresa reivindica que pratica ações sustentáveis, mas são reivindicações falsas;
  • adorando falsos rótulos: o uso de rótulos falsos.

Gestão de resíduos em busca da sustentabilidade

A gestão de resíduos demonstra ser uma aliada das organizações para evitar greenwashing, pois a gestão além de eliminar os impactos negativos que os resíduos causam principalmente os associados à destinação final, contribui no desenvolvimento de processos ecoeficientes. Haja vista, que através da gestão serão adotadas práticas que contribuem para a preservação ambiental.

Fazer gestão de resíduos significa adotar um conjunto de ações adequadas nas etapas de coleta, armazenamento, transporte, tratamento, destinação final e disposição final ambientalmente adequada. Objetivando a minimização da produção de resíduos, visando à preservação da saúde pública e a qualidade do meio ambiente.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010), a gestão de resíduos deve garantir o máximo de reaproveitamento e reciclagem e a minimização dos rejeitos. Praticas essas que reduz o consumo de recursos naturais.

Além disso, identifica deficiências do processo produtivo, reduzindo desperdícios e custos, aumentando a lucratividade dos negócios e contribuindo para o desenvolvimento sustentável.

Uma organização que não realiza a gestão dos seus resíduos sólidos perde muitas oportunidades, principalmente de realizar negócio com novos clientes.

Como a VG Resíduos pode auxiliar a evitar o greenwashing?

Como dito nos tópicos anteriores, para ser considerado um greenwashing a empresa utiliza informações falsas, oculta características nocivas de seus resíduos e expõe quantidades não verdadeiras, não conseguem provar a veracidade de seus dados e usa selos e certificados falsos.

Contudo, ao adotar o software de gestão da VG Resíduos a sua empresa terá todo o controle sobre os processos de gerenciamento de resíduos evitando o greenwashing.

Com o software a empresa terá o controle da informação documentada, que é um ponto crucial para manter a gestão ativa e funcionando corretamente, além de gerar informações corretas. É por meio desse controle que informações sobre a geração de resíduos das empresas são registradas e mantidas seguras, assim é possível provar a veracidade de suas informações.

Na gestão de resíduos, o controle de documentos é muito importante por causa da imensa gama de obrigações ambientais e das normas estabelecidas pela legislação ambiental. Manter tudo atualizado e acessível é importante uma vez que a organização deve comprovar o transporte e destinação final dos resíduos.

As empresas têm aderido ao VG RESÍDUOS como uma ferramenta capaz de centralizar as informações e possibilitar uma gestão mais estratégica do processo.

Assim sendo, conclui-se que o greenwashing é uma prática enganosa feita por organizações que divulga informações sobre defesa do meio ambiente. Mas na realidade essas empresas não praticam nenhuma ação que colabora com a minimização dos impactos ambientais. As empresas devem evitar o greenwashing e procurar praticar processos sustentáveis.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

ecologia industrial contribui para gestão de resíduos

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2019