×

7 Dicas Para Você Montar Uma Empresa de Reciclagem de Sucatas

7 Dicas Para Você Montar Uma Empresa de Reciclagem de Sucatas
5 (100%) 2 votos

Montar uma empresa de reciclagem de sucatas

Montar uma empresa de reciclagem de sucatas pode ser um negócio bem lucrativo. As sucatas metálicas foram um dos primeiros produtos a terem um mercado de reciclagem economicamente viável.

Ainda hoje, muitos empreendedores pensam em montar uma empresa de reciclagem de sucatas, o que indica que este mercado ainda não está nem perto de saturar.

Algumas delas são específicas para empresas da área de resíduos e outras são mais ligadas à gestão de um negócio qualquer, mas que também fazem toda a diferença nas empresas de reciclagem.

Neste artigo, vamos dar 7 dicas para você que pensa em abrir uma empresa no ramo de reciclagem de sucatas.

1 – Foque em algum mercado específico para começar

Há duas maneiras de se entrar no negócio de reciclagem de sucatas. A primeira é atuando como sucateiro comerciante, este é o tipo de empresa que compra o resíduo dos geradores e o vende às indústrias de reciclagem em volumes maiores.

A segunda maneira é como reciclador de sucatas, nesta categoria, a nova empresa transforma a sucata em outro produto, agregando valor a ele.

Não é interessante que se comece atuando em mercados diversos, pois isso irá requerer muitos recursos e exigir conhecimentos dos quais a empresa ainda não dispõe.

A melhor maneira de começar uma empresa de reciclagem de sucatas é focando em algum mercado específico, pelo menos no início. Os maiores mercados sãos os de metais, plásticos, borrachas, papéis e madeira.

2 – Feche ao menos um contrato de fornecimento

Montar uma empresa de reciclagem de sucatas

Esta dica não vale apenas para as empresas do ramo de reciclagem, mas para qualquer todos os negócios que trabalham com fluxos contínuos de aquisição/fornecimento de mercadorias.

Ter ao menos um contrato de venda ou uma habilitação de venda, antes de abrir as portas é o ideal para tais empresas.

Uma vez que a empresa de reciclagem de sucatas foi aberta, haverá custos com funcionários, aluguéis, taxas, energia, financiamentos, etc. É fundamental que, ao menos uma das fontes contínuas de receitas da empresa estejam ativas.

Por isso, pesquise as indústrias que compram o tipo de sucata pretendido e veja quais são suas exigências para aceitar o fornecimento do material.

3 – Verifique as questões legais antes de começar a operar

Especialmente no Brasil, as questões regulatórias são grandes entraves para as empresas. Há um emaranhado de burocracias nos níveis federal, estadual e municipal, além das regulações específicas dentro de um determinado setor.

Por isso, antes de começar a operar, veja quais são as exigências legais feitas ao tipo de atividade que se pretende executar.

Em geral, as exigências podem ser consultadas na internet através do CNAE (classificação nacional de atividades econômicas). Para verificar em qual código de atividades a sua empresa se enquadrará, acesse o portal do CNAE.

4 – Veja se há alguma licença ambiental para seu negócio

Montar uma empresa de reciclagem de sucatas

Uma vez definidas as questões legais, é hora de partir para as licenças ambientais específicas. A PNRS (política nacional de resíduos sólidos) determina que as licenças ambientais devem ser concedidas pelos órgãos estaduais de meio ambiente.

Contudo, nos casos de resíduos com relevância maior (perigosos ou contaminantes), há a exigência de licença federal (IBAMA).

As licenças federais são emitidas na forma de CTF (cadastro técnico federal), o qual prescreve todas as possibilidades de atuação da nova empresa habilitada.

As licenças ambientais são pré-requisitos para se operar no mercado de sucatas, isto porque de acordo com a PNRS, os geradores precisarão comprovar que enviaram seus resíduos para empresas devidamente habilitadas ao tratamento.

5 – Utilize ferramentas de gestão específicas

Um dos itens que a PNRS instaurou foi a rastreabilidade dos resíduos, de forma que se possa saber seu caminho desde a geração até a disposição final.

Hoje, grande parte dos clientes exigem este tipo de recurso. Por isso, utilizar ferramentas específicas da área de resíduos é fundamental para se adequar ao mercado.

Uma das ferramentas que vem ganhando força é o VG Resíduos. O software trabalha em nuvem e fornece todo o aparato de gestão necessário ao funcionamento de uma empresa de reciclagem.

Além dos documentos de rotina como fichas de emergência, manifestos de transporte e comprovantes de destinação, a ferramenta gera relatórios administrativos, e rastreia 100% dos resíduos trabalhados.

Outro diferencial da plataforma é auxiliar na adequação legal, uma vez que todo o ambiente já é construído para trabalhar em consonância com a legislação vigente no Brasil.

6 – Utilize ferramentas para fechar novos negócios

Outra ferramenta que é indispensável para quem quer abrir uma empresa de reciclagem de sucatas é um software de captação e venda de mercadorias. É bastante difícil expandir o número de coletas e destinações utilizando os sites tradicionais da internet e uma rede de contados pessoal. Por isso, existem softwares feitos apenas para este fim.

Uma das ferramentas que vêm se destacando é o Mercado de Resíduos. Ela permite a integração entre empresas geradoras e tratadoras de resíduos. No caso, a empresa de reciclagem de sucatas entraria na parte tratadora.

Através da ferramenta será possível ver as ofertas de compra e venda de resíduos, bem como dar lances de compra ou venda em materiais diversos.

Uma vez que a plataforma funciona na forma de leilão, leva a mercadoria quem oferecer a melhor condição.

Ali é possível também encontrar fretes específicos (caso a mercadoria precise de transporte especial), além de serviços de destinação final.

Montar uma empresa de reciclagem de sucatas

7 – Verifique a viabilidade econômica 

Montar uma empresa de reciclagem de sucatas

Por último, mas não menos importante, vem a questão da viabilidade financeira. Veja se todas estas dicas dadas se encaixam no seu projeto e como elas se interligam financeiramente.

Avalie se haverá dinheiro suficiente para os investimentos e para o giro da operação. Em caso negativo, repense e remodele seu projeto. Em caso positivo, vá em frente e seja um sucesso no mercado de reciclagem de sucatas.

Abrir uma empresa reciclagem de sucatas pode ser um ótimo negócio, especialmente em regiões que ainda não possuem muitas empresas atuando neste ramo.

Para isso, o empresário deverá verificar as questões técnicas, burocráticas, ambientais e econômicas ligadas ao empreendimento.

Em todo caso, ferramentas de gestão e operação específicas para o setor o ajudarão a tomar as melhores decisões e a ter acesso às melhores oportunidades.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Tudo que você precisa saber sobre reciclagem de plásticos

Montar uma empresa de reciclagem de sucatas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2018