Quais documentos de gestão de resíduos podem ser gerados com o nosso software?

O software da VG Resíduos gera automaticamente todos os documentos de gestão de resíduos obrigatórios, como o MTR, CADRI, CDF e CONAMA 313.

O software pode funcionar online, desktop e móbile. O usuário informa a quantidade de resíduos gerados e a data. Também informa quem realizará o transporte e qual o tipo de tratamento será dado. Além de outras informações importantes sobre os resíduos, como sua classificação. Dessa forma, automaticamente são gerados os documentos obrigatórios para os órgãos ambientais.

Saiba quais documentos de gestão de resíduos podem ser gerados com o software da VG Resíduos.

Documentos de gestão de resíduos necessários

Sabemos a importância da gestão de resíduos, não só por cumprir os requisitos legais, mas também por trazer diversos benefícios à empresa.

Para conseguir realizar adequadamente a gestão muitas geradoras procuram os serviços de empresas especializadas na coleta, transporte e tratamento de resíduos. Essas tratadoras garante que o trabalho seja feito de forma adequada. Além do mais, representa uma redução nos custos para os geradores de resíduos.

No entanto, como a organização deve ter conhecimento de todos os documentos de gestão de resíduos obrigatórios, a tratadora também deve ter esse conhecimento.

Abaixo listamos os documentos obrigatórios que devem ser controlados.

CADRI

CADRI é um certificado de movimentação de resíduos de interesse ambiental. É uma ferramenta que demonstra que o resíduo está sendo transportado para um local de reprocessamento, armazenamento, tratamento ou disposição final.

É um documento emitido pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). Trata-se de um instrumento de fiscalização exclusivo do estado de São Paulo.

Os tipos de resíduos que exigem o CADRI encontram-se divididos em duas classes:

  • resíduos Classe I – Perigosos
  • resíduos Classe II A – Não Inertes

Abaixo seguem exemplos de Resíduos de Interesse Ambiental:

  • resíduos industriais perigosos;
  • resíduo sólido domiciliar;
  • lodo de sistema de tratamento de efluentes líquidos industriais ou de sanitários;
  • EPI contaminado e embalagens contendo PCB;
  • resíduos de curtume não caracterizados como Classe I;
  • resíduos de indústria de fundição não caracterizados como Classe I;
  • resíduos de portos e aeroportos;
  • resíduos de serviços de saúde, dos Grupos A, B e E;
  • resíduos de agrotóxicos e suas embalagens.

O software da VG Resíduos coleta automaticamente todas as informações e registros de destinação do resíduo, bem como os dados dos transportadores e tratadores dos resíduos.

Após coletar as informações é gerado um documento em arquivo PDF que pode ser enviado ao órgão fiscalizador. O documento também fica disponível para impressão. O gerador de relatórios do sistema é sincronizado ao banco de dados. Esse banco de dados possui todas as informações referentes à geração de resíduos ao longo do ano. Bem como as informações pertinentes de quem tratou, qual a destinação dada ao resíduos, quanto custou e etc.

Saiba como controlar a validade de licenças e CADRI`s por um software online.

MTR – Manifesto de Transporte de Resíduos

A emissão do MTR é obrigatória para conhecer e monitorar a destinação do resíduo gerado e tratado. Além disso, através dele é possível controlar a forma adequada do transporte entre gerador e receptor e o encaminhamento para locais licenciados.

Com o MTR é possível diminuir os riscos do manejo e transporte inadequado e ilegal dos resíduos por parte dos transportadores e receptores de resíduos.

Esse documento tem quatro vias, sendo que:

  • uma via vai para o gerador do resíduo;
  • a segunda via vai para o transportador;
  • a terceira para o receptor/destinador do resíduo;
  • a quarta via retorna ao gerador com todas as assinaturas de transporte e recebimento. A quarta via deverá ser apresentada posteriormente ao órgão ambiental.

O documento deve ser guardado por cinco anos pelo gerador e receptor, e por três anos pela empresa transportadora.

Com a VG Resíduos a empresa consegue emitir o MTR online através de uma plataforma desenvolvida exclusivamente para emissão do documento. O documento é gerado de forma fácil e automatizado.

Certificado de Destinação Final de Resíduos

O certificado de destinação final – CDF é um documento emitido pela empresa receptora dos resíduos, e que comprova o seu recebimento. Com ele a empresa geradora comprova que tiveram o devido cuidado com a destinação final dos resíduos.

No software da VG Resíduos, o CDF não precisa ser alimentado pela empresa geradora, pois o sistema coleta automaticamente todos os dados dos materiais que estão sendo enviados. Além disso, atualiza em tempo real as informações dos transportadores e tratadores de resíduos.

Assim, basta um clique para que o certificado fique pronto, além do mais, o tratador recebe o documento para que possa de imediato providenciar a assinatura e devolução à empresa geradora do resíduo. Tudo muito simples e rápido.

Saiba como elaborar o certificado de destinação final.

Relatório CONAMA 313

O Relatório CONAMA 313 ou inventário é uma listagem de todos os resíduos gerados pela empresa em um determinado período, sendo assim uma importante ferramenta de gestão de resíduos. Ele deve contemplar os tipos de resíduos produzidos, a origem, a quantidade e a destinação de cada tipo de resíduo gerado.

O inventário serve como um instrumento que quantifica e diagnostica as informações de uma empresa sobre a geração, características, armazenamento, transporte, tratamento, reutilização, reciclagem, recuperação e disposição final dos resíduos gerados. Assim, as notas fiscais de transporte e comprovantes de destinação deverão ser mantidas na empresa.

Para elaborar o CONAMA 313 é necessário conhecer o resíduo gerado, sua quantidade e origem. Neste sentido as normas regulamentadoras NBR 10.004, NBR 10.005, NBR 10.006 e NBR 10.007 constituem como significativas ferramentas para classificar os resíduos gerados.

O software da VG Resíduos permite a geração do Relatório Conama 313 já nos moldes exigidos pela legislação e com toda a informação atualizada. Além disso, o sistema avisa sobre os prazos de envio do documento.

Sendo assim, o software da VG Resíduos permite controlar e elaborar os documentos de gestão de resíduos obrigatórios. Na plataforma são gerados documentos como CADRI, MTR, CONAMA 313 E CDF.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

 

Como integrar sua equipe de meio ambiente na gestão de resíduos da sua empresa?

Integrar sua equipe de meio ambiente na gestão de resíduos

Há várias soluções que podem ser usadas para integrar sua equipe de meio ambiente na gestão de resíduos da sua empresa. Além de sincronizar os setores que desenvolvem trabalhos de forma conjunta, pode-se utilizar da tecnologia como recurso facilitador, o que é uma alternativa excelente.

O gerenciamento de resíduos eficiente em uma empresa inicia com o desenvolvimento de uma equipe integrada e engajada. A utilização de softwares de gestão de resíduos, facilita o acesso e compartilhamento das informações, a comunicação entre departamentos e, ainda, proporciona agilidade na execução de todos os processos referente ao gerenciamento de resíduos. Confira!

Confira sete dicas para engajar os colaboradores na coleta seletiva.

Integrar sua equipe de meio ambiente: desafios e soluções

Integrar sua equipe de meio ambiente na gestão de resíduos

A gestão de resíduos eficaz deve basear-se em ações preventivas, uma vez que sua premissa é a proteção ambiental e da saúde humana, ganhos econômicos para a empresa e do cumprimento das leis ambientais. Mas antes é necessário planejar, padronizar os processos e integrar a equipe de meio ambiente.

Para integrar a equipe devem ser desenvolvidas certas ações na organização. Como garantir as condições de trabalho adequadas. É muito importante que haja um investimento em ferramentas de trabalho que torne o processo mais ágil, prático e eficiente.

Integrar sua equipe de meio ambiente na gestão de resíduos

Atualmente, o uso de software tem se mostrado como um bom investimento. Além disso, é cada vez mais determinante na gestão de resíduos. Bem como no gerenciamento das informações e na padronização da qualidade dos serviços oferecidos no tratamento, transporte e destinação final ambientalmente correta dos resíduos.

Eliminar as planilhas da gestão de resíduos, substituindo-as por software de gestão, simplifica e otimiza o processo. Além disso, é uma oportunidade de reduzir custos, ter maior eficiência na coleta, gerenciamento, interpretação de dados e no atendimento as legislações ambientais reduzindo o risco de multas.

O uso dos softwares integra a equipe, já que elimina problemas como a limitação da gestão a um só responsável. Através da tecnologia é possível delegar responsabilidades a toda equipe e diminuir o tempo necessário para os processos.

Saiba qual importância da Compliance ambiental para a gestão de resíduos.

Acesso a informações e arquivos facilitados

Integrar sua equipe de meio ambiente na gestão de resíduos

Quando a equipe compartilha dados tendem a se integrar melhor. Portanto, a sua empresa precisa garantir que todos tenham o mesmo acesso a informações e arquivos da gestão de resíduos.

A melhor maneira de facilitar o acesso a informações e arquivos é através da tecnologia. Através dos softwares de gestão todas as informações e arquivos da gestão de resíduos ficaram armazenados e a equipe terá mais facilidade para acessar a qualquer hora e lugar.

Todos os envolvidos no gerenciamento podem trabalhar de forma sistematizada e organizada, aumentando eficácia da gestão. Os acompanhamentos podem ser feitos em um ambiente totalmente virtual. Possibilitando assim, a agilidade dos processos e a segurança das informações.

Não há dúvidas no quanto uma solução tecnológica pode ajudar a empresa a melhorar a integração da equipe. No entanto, ao escolher por um sistema especializado em gestão de resíduos, é preciso estar atento a alguns fatores importantes, como o controle de documentos.

Para evitar sanções ambientais é importante que a empresa esteja sempre em dia com a documentação referente a licenças e autorizações de transporte e descarte adequado de resíduos.

controle da informação documentada é um ponto crucial para manter a gestão ativa e funcionando corretamente. É por meio desse controle que informações sobre a gestão de resíduos das empresas são registradas e mantidas seguras.

Para qualquer empresa, ter arquivos organizados é fundamental para garantir a segurança das operações e conseguir bons resultados nos negócios.

Na gestão de resíduos, o controle de documentos é muito importante por causa da imensa gama de obrigações ambientais e das normas estabelecidas pela legislação ambiental.

Manter tudo atualizado e acessível é importante uma vez que a organização deve comprovar o transporte e destinação final dos resíduos.

Leia também: Software online de gestão de resíduos, eficácia aplicada ao seu negócio

Vantagens dos softwares da VG Resíduos

Integrar sua equipe de meio ambiente na gestão de resíduos

As empresas têm aderido ao VG RESÍDUOS como uma ferramenta capaz de centralizar as informações e possibilitar uma gestão mais estratégica do processo e ainda integrar a equipe de meio ambiente.

Os benefícios em ter o software da VG Resíduos são inúmeros, entre eles:

  • auxilia no cumprimento da Política Nacional de Resíduos;
  • facilita a gestão de informações e evita perdas e falhas no processo;
  • padroniza a comunicação com clientes e fornecedores;
  • minimiza a possibilidade de passivos ambientaise prejuízos para a empresa;
  • permite o controle completo de documentação e licenças;
  • otimiza a elaboração de relatórios e inventários;
  • auxilia no cumprimento de prazo, com lembretes e alertas de vencimento;
  • sistematiza as informações em gráficos para orientar a tomada de decisões estratégicas.

Leia mais: Guia completo da gestão de resíduos sólidos

Com o software é possível:

Integrar sua equipe de meio ambiente na gestão de resíduos

  • realizar a gestão de resíduos;
  • monitorar a quantidade de resíduos armazenados;
  • controlar licenças e demais documentos necessários, gerando automaticamente documentos como: manifesto de transporte do resíduo; ficha de emergência; ficha de segurança do resíduo químico de acordo com a legislação vigente; relatórios com gráficos; inventários; e indicadores gerenciais.

Sendo assim, integrar sua equipe de meio ambiente na gestão de resíduos por meio de softwares de gestão é essencial para a produtividade. Se as pessoas da equipe trabalham de maneira distante e não se coordenam adequadamente, é perdido muito tempo na execução das tarefas. Em um mercado competitivo como o atual, você não pode deixar que isso aconteça.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Sistema MTR online: o que é exigências legais e como emitir?

Integrar sua equipe de meio ambiente na gestão de resíduos

Como evitar problemas na gestão de licenças e fornecedores?

gestão de licenças e fornecedores

Uma excelente opção para evitar problemas na gestão de licenças e fornecedores é por meio da tecnologia de informação, ou seja, adotando os softwares de gestão. Através desses softwares a empresa terá uma gestão de qualidade implementada de forma prática, continuada e altamente eficiente.

Com o uso da tecnologia na gestão de licenças e fornecedores a organização terá mais controle dos contratos com fornecedores, dos certificados de destinação e transporte de resíduos, além das licenças ambientais e dos atestados de tratamento adequado dos resíduos. Confira!

Conheça os sete erros que devem ser evitados na qualificação de fornecedores.

O que é gestão de licenças e fornecedores?

gestão de licenças e fornecedores

Com o aumento da preocupação com questões ambientais houve um maior enrijecimento das leis e da fiscalização, principalmente com relação ao transporte, tratamento e descarte de resíduos.

Para prevenir às multas e penalizações por não cumprimento das leis ambientais as empresas têm a cada dia pensando em formas de gerenciar os resíduos e ter controle sobre os seus fornecedores de serviços de tratamento e destinação final de resíduos.

A gestão de licenças e fornecedores nada mais é que:

  • qualificar e avaliar um fornecedor que esteja devidamente cadastrado junto aos órgãos competentes, com credenciamento em dia e contratos adequados para as atividades relacionadas aos resíduos;
  • controlar e emitir dentro do prazo os certificados para destinação de resíduos com possível impacto ambiental. Garantindo, assim, a autorização para realizar o transporte para tratamento dos resíduos;
  • controlar as licenças e condicionantes referente ao gerenciamento de resíduos.

Saiba como controlar a validade de licenças e CADRI`s por um software online.

A gestão de fornecedores de resíduos

gestão de licenças e fornecedores

Sabemos que fornecedores que prestam serviço de coleta, armazenamento, transporte, tratamento e disposição final de resíduos podem gerar diversos impactos na empresa, sejam negativos ou positivos.

A qualificação destes fornecedores são pontos importantes para as organizações que desejam ser reconhecidas pelo seu nível de excelência. Além disso, evita que os impactos negativos de uma má gestão de resíduos denigram sua imagem perante os clientes. Haja vista que o mercado exige mais das empresas um pensamento voltado para gestão ambiental.

É importante que os fornecedores estejam alinhados com as normas e leis relacionadas à gestão de resíduos, principalmente com a política voltada para preservação ambiental.

A gestão de fornecedores é a melhor forma de manter sobre controle possíveis riscos de que terceiros possam afetar a qualidade do seu produto ou serviço, promover passivos ambientais e comprometer a reputação da sua marca.

A VG Resíduos torna a gestão de fornecedores da empresa um processo mais fácil. Com o auxilio da VG Resíduos o seu negócio passa a contar com ferramentas de contagem de prazos para controle de condicionantes e licenças; a automatização dos processos de comunicação; a emissão de alertas para coleta; registro e conferência de comprovantes e todos os tradicionais documentos referentes ao tratamento e disposição/destinação final de resíduos.

Evitar o impacto ambiental

Automatizar o processo de gestão de fornecedores de resíduos por meio da tecnologia traz diversos benefícios para a empresa. Um deles são a padronização e reunião das informações em uma base única de dados, a integração com outros sistemas. Também, a emissão de relatórios gerenciais e redução do tempo investido na contração e gestão do fornecedor.

Tudo que você precisa saber sobre auditoria de fornecedores.

Quais as exigências legais a empresa deve controlar

gestão de licenças e fornecedores

Para qualquer empresa, ter arquivos organizados é fundamental para garantir a segurança das operações e conseguir bons resultados nos negócios.

Na gestão de resíduos, o controle de documentos é muito importante por causa da imensa gama de obrigações ambientais e das normas estabelecidas pela legislação ambiental.

Manter tudo atualizado e acessível é importante uma vez que a organização deve comprovar o transporte e destinação final dos resíduos. Como também ela precisa emitir documentos importantes, como a FDSR, CADRI, CDF, etc..

A melhor maneira de gerir todos os documentos necessários é com o uso de ferramentas que auxiliem no arquivamento de documentos.

Abaixo listamos os documentos obrigatórios que devem ser controlados:

1 – MTR – Manifesto de Transporte de Resíduo Perigoso: documento obrigatório que deve acompanhar a carga com informações sobre resíduos, o transportador, a fonte geradora e a destinação final;

2 – Declaração de Transporte – nota que deve ser emitida para acompanhamento do resíduo até a destinação final.;

3 – Ficha de Emergência: documento que contem informações importantes sobre o tipo de resíduo. A ficha deve mantida junta ao condutor do veículo desde o seu acondicionamento da carga até o destinatário do produto;

4 – CADRI: certificado de movimentação de resíduos de interesse ambiental. É uma ferramenta que demonstra que o resíduo está sendo transportado para um local de reprocessamento, armazenamento, tratamento ou disposição final;

5 – certificado de destinação final – CDF: documento emitido pela empresa receptora dos resíduos, e que comprova o seu recebimento. Com ele a empresa geradora comprova que tiveram o devido cuidado com a destinação final dos resíduos;

6 – FDSR é a sigla de Ficha com Dados de Segurança de Resíduos Químicos. É um documento normalizado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), conforme NBR 16725:2014.

Como melhorar sua gestão de licenças e fornecedores?

gestão de licenças e fornecedores

A falta de gestão de licenças e fornecedores gera confusão nos dados e prazos de entrega de formulários e relatórios, além de ter o risco de contratar fornecedores desqualificados para a destinação final de resíduos. Esses erros podem acarretar graves consequências para a empresa, inclusive, a cassação da licença e, consequentemente, a interrupção das atividades licenciadas.

A gestão de licenças e fornecedores, realizados com base na implementação do VG Resíduos, colabora para que a empresa não venha a ser multada ou mesmo perca suas licenças ambientais.

O uso do software controla os cronogramas, calendário e planos de ação para gerenciar o controle das conformidades ambientais. Esse controle pode ser feito de maneira eficiente, integrada e sem necessidade de contratação de pessoal específico para essa atividade.

Utilizando o VG Resíduos a organização poderá manter atualizados os dados dos fornecedores, receber lembretes de forma automática de todos os prazos relacionados às licenças a serem cumpridas.

Assim, conclui que com o uso da tecnologia na gestão de licenças e fornecedores a organização terá mais controle dos contratos com fornecedores, dos certificados de destinação e transporte de resíduos, além das licenças ambientais e dos atestados de tratamento adequado dos resíduos.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Tudo sobre avaliação e qualificação de fornecedores na gestão de resíduos

auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos

 

O que é o compliance na gestão de fornecedores de resíduos?

Compliance na gestão de fornecedores de resíduos

Compliance na gestão de fornecedores de resíduos assegura que os parceiros sigam uma série de regras para a integridade do processo de gestão de resíduos.

Com o aumento dos índices de corrupção nos últimos anos, as organizações buscam cada vez mais transparência em relação aos seus processos e nos de seus fornecedores. Pense como ficaria a reputação da organização caso o seu fornecedor descumprisse a legislação ambiental? É aí que entra a compliance na gestão de fornecedores de resíduos, garantindo que o parceiro cumpre as regras e normas ambientais.

Os fornecedores (sejam eles transportadores, tratadores, entre outros) devem seguir várias leis ambientais. O descumprimento de qualquer uma das leis pode levar a multas e outras sanções legais para a empresa contratante, uma vez que ela é corresponsável pelos resíduos. Por isso, a importância da compliance. Saiba mais!

Mas antes… o que é compliance?

Compliance na gestão de fornecedores de resíduos

Para começarmos a entender a importância da compliance para a gestão de fornecedores de resíduos temos que compreender o seu significado.

Compliance é um substantivo em inglês, originado do verbo to comply with, que significa agir de acordo com, ou seja, agir de acordo com as regras, normas e procedimentos existentes.

A compliance busca o cumprimento de todas as normas, regras e regulamentações as quais uma empresa está sujeita em sua atividade. Do ponto de vista mais amplo, adotar a compliance na gestão de fornecedores de resíduos envolve garantir o cumprimento das várias regras, normas e resoluções ambientais, com o objetivo de alcançar melhores resultados e garantir a segurança em inúmeros aspectos relacionados ao manejo, transporte, tratamento ou disposição final dos resíduos.

A gestão de fornecedores de resíduos

Compliance na gestão de fornecedores de resíduos

Sabemos que fornecedores que prestam serviço de coleta, armazenamento, transporte, tratamento e disposição final de resíduos podem gerar diversos impactos na empresa, sejam negativos ou positivos.

A qualificação destes fornecedores são pontos importantes para as organizações que desejam ser reconhecidas pelo seu nível de excelência. Além disso, evita que os impactos negativos de uma má gestão de resíduos denigram sua imagem perante os clientes. Haja vista que o mercado exige mais das empresas um pensamento voltado para gestão ambiental.

É importante que os fornecedores estejam alinhados com as normas e leis relacionadas à gestão de resíduos, principalmente com a política voltada para preservação ambiental.

A gestão de fornecedores é a melhor forma de manter sob controle possíveis riscos de que terceiros possam afetar a qualidade do seu produto ou serviço, promover passivos ambientais e comprometer a reputação da sua marca.

A VG Resíduos torna a gestão de fornecedores da empresa um processo mais fácil. Com o auxilio da VG Resíduos o seu negócio passa a contar com ferramentas de contagem de prazos para controle de condicionantes e licenças; a automatização dos processos de comunicação; a emissão de alertas para coleta; registro e conferência de comprovantes e todos os tradicionais documentos referentes ao tratamento e disposição/destinação final de resíduos.

Automatizar o processo de gestão de fornecedores de resíduos por meio da tecnologia traz diversos benefícios para a empresa. Um deles são a padronização e reunião das informações em uma base única de dados, a integração com outros sistemas. Também, a emissão de relatórios gerenciais e redução do tempo investido na contração e gestão do fornecedor.

A importância da compliance na gestão de fornecedores

Compliance na gestão de fornecedores de resíduos

A premissa para a empresa ter uma reputação positiva, além de manter um compromisso de ética e respeito às normas e leis, e se relacionar apenas com outras instituições íntegras.

Sendo assim o grande desafio das organizações é garantir se o seu fornecedor é íntegro. Porém, como demonstrar isso? São necessárias evidências comprovando a atitude prática do fornecedor na prevenção a atitudes ilícitas, comprometimento de seus funcionários com os princípios éticos e mais uma série de outros indicativos.

Para auxiliar isso o uso da compliance na gestão de fornecedores de resíduos é a forma adequada de prevenção, detecção e correção de eventuais irregularidades.

Prêmio Compliance Brasil 2019

Compliance na gestão de fornecedores de resíduos

Para incentivar as boas práticas e o controle legal adotados pelas organizações em todo o Brasil a Verde Ghaia criou o Prêmio Compliance Brasil. E neste ano chega a sua 4ª edição.

O premio é destinados às empresas que estão em busca da excelência em sua gestão através de certificações internacionais, do cumprimento da legislação aplicável ao seu negócio e da implementação de ações para a melhoria contínua de seus processos, produtos e serviços.

O premio Compliance Brasil é um incentivo para que as empresas adotem práticas sustentáveis em seus processos.

A premiação ocorrerá no dia 27 de junho de 2019, das 16h00min às 22h30min, na Sicepot – MG.

No total, oito categorias são destacadas em cada edição: meio ambiente; saúde e segurança; segurança de alimentos; energia; qualidade; responsabilidade social e gestão integrada.

O IV Prêmio Compliance Brasil neste ano terá a presença de grandes nomes da gestão, inovação, risco e compliance. Esta confirmada a presença de José Claudio Securatto, da San Paul, trazendo conteúdo sobre inovação e gestão. Também, será ministrada pela Daniela Pedroza da Verde Ghaia e por Carlos Pitanga da BSI uma palestra sobre riscos. Além disso, teremos o CEO do Grupo Verde Ghaia, Deivison Pedroza, Paulo Mancio da Accor hotéis e Alexandre Biagi, CEO da Uberlândia Refrescos.

Conheça as Finalistas do Prêmio Compliance Brasil 2019 da Verde Ghaia.

Para resumir, na gestão de fornecedores de resíduos é vital para ter controle dos riscos que os parceiros podem causar a empresa. Isso significa que uma gestão de fornecedores eficiente é fundamental para o sucesso da organização.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Qual importância da Compliance ambiental para a gestão de resíduos?

Compliance na gestão de fornecedores de resíduos

 

 

Qual importância da Compliance ambiental para a gestão de resíduos?

compliance ambiental

A importância da compliance ambiental para a gestão de resíduos se dá em razão das várias leis ambientais nas quais as as empresas devem seguir. Inclusive, o descumprimento de qualquer uma das leis pode levar a multas e sanções legais.

Assim, a compliance ambiental para a gestão de resíduos visa adequar às práticas do gerenciamento para que a empresa não seja responsabilizada por eventuais danos causados ao meio ambiente. Saiba mais!

O que é compliance ambiental?

compliance ambiental

No atual momento, pela busca do desenvolvimento sustentável, não se admite mais processos produtivos desconectadas das exigências legais relacionadas ao gerenciamento de resíduos. E, nesse sentido, a compliance ambiental se torna de suma importância.

Mas afinal, o que é compliance ambiental? Para começarmos a entender a importância da compliance ambiental para a gestão de resíduos temos que compreender o seu significado.

Compliance é um substantivo em inglês, originado do verbo to comply with, que significa agir de acordo com, ou seja, agir de acordo com as regras, normas e procedimentos existentes.

As empresas que estão alinhadas com a ideia da compliance ambiental são aquelas que se preocupam, em seguir de forma pontual a legislação ambiental que lhe é aplicável, principalmente as que se referem à gestão de resíduos.  Além disso, essas organizações se preocupam em utilizar princípios éticos para a tomada de suas decisões e para o desenvolvimento de suas atividades.

Assim, a compliance ambiental cabe à adoção de ações sustentáveis, visando à destinação ambientalmente correta de resíduos cumprindo com a legislação específica. Além disso, tem como fim específico prevenir multas ambientais, infrações e processos administrativos.

Compliance ambiental para a gestão de resíduos

compliance ambiental

Ao adotar a compliance ambiental para a gestão de resíduos, a empresa fica por dentro de todos os requisitos legais para o correto manejo e disposição dos resíduos. Além disso, ela centraliza as informações e define prioridades com mais facilidade. Com essa centralização a organização obtém auxílio na tomada de decisões essenciais para a correta gestão de resíduos.

Uma excelente maneira de centralizar as informações pertinentes à gestão de resíduos de forma segura é através do software de gestão. A VG Resíduos possui um software totalmente seguro para as empresas. Através dele a organização mantém todas as suas licenças, bem como documentos que comprovam a destinação ambiental dos resíduos.

A compliance ambiental pode representar uma alternativa viável na prevenção de delitos ambientais relacionados ao não cumprimento dos requisitos para uma gestão adequada de resíduos.

Nos últimos anos há uma crescente onda de escândalos de corrupção envolvendo grandes corporações. As consequências dessas corrupções são gravíssimas e leva às empresas a perderem mercados, tendo sua reputação questionada e podendo chegar até a falência ou recuperação judicial.

Por não compreenderem a importância da adequada gestão de resíduos, principalmente na destinação final ambientalmente adequada, muitas empresas têm a sua reputação questionada. Dessa forma, empresas que investem na compliance ambiental, reafirmam ao mercado competitivo que tem diferencial, que é de confiança e que tem credibilidade para fazer o que faz. Ou seja, essa empresa segue a legislação ambiental destinando corretamente os seus resíduos gerados.

A organização afirma que seus processos são monitorados e que ela possui um sistema de gestão de resíduos bem estruturados. Bem como o cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Quais os benefícios da compliance ambiental?

compliance ambiental

A compliance ambiental traz benefícios para empresas que desejam manter a competitividade e diferenciais no mercado com suas obrigações em dia. Veja outros benefícios associados:

  • maior credibilidade por parte de clientes, fornecedores e Steakholders – uma vez que confiam que a empresa cumpre todos os requisitos legais e não cometem fraudes;
  • mitigação de riscos de operação – eliminando assim perdas, reduzindo a geração de resíduos e destinando corretamente;
  • evita-se a ocorrência de fraudes – não permite que processos legais do gerenciamento de resíduos sejam fraudulentos ;
  • redução de custos;
  • ajuda no cumprimento das obrigações legais;
  • gerenciar os controles internos;
  • analisa e previne fraudes;
  • desenvolve programas de melhoria contínua através de ações sustentáveis;
  • estabelece normas técnicas;
  • realiza auditorias periódicas;
  • monitora as medidas adotadas na segurança da informação;
  • dissemina a cultura organizacional entre os colaboradores.

compliance ambiental

Prêmio Compliance Brasil 2019

compliance ambiental

A VG Resíduos, em parceria com a Verde Ghaia, está lançando o Prêmio VG Resíduos de Sustentabilidade. O prêmio tem como objetivo valorizar as empresas que buscam uma maior sustentabilidade através de formas de destinação mais limpas.

Os vencedores serão conhecidos e premiados no IV Prêmio Compliance Brasil, evento que será realizado no dia 27/06/19.

O premio é destinados às empresas que estão em busca da excelência em sua gestão através de certificações internacionais, do cumprimento da legislação aplicável ao seu negócio e da implementação de ações para a melhoria contínua de seus processos, produtos e serviços.

O premio Compliance Brasil é um incentivo para que as empresas adotem práticas sustentáveis em seus processos.

No total, oito categorias são destacadas em cada edição: meio ambiente; saúde e segurança; segurança de alimentos; energia; qualidade; responsabilidade social e gestão integrada.

O IV Prêmio Compliance Brasil neste ano terá a presença de grandes nomes da gestão, inovação, risco e compliance. Esta confirmada a presença de José Claudio Securatto, da San Paul, trazendo conteúdo sobre inovação e gestão. Também, será ministrada pela Daniela Pedroza da Verde Ghaia e por Carlos Pitanga da BSI uma palestra sobre riscos. Além disso, teremos o CEO do Grupo Verde Ghaia, Deivison Pedroza, Paulo Mancio da Accor hotéis e Alexandre Biagi, CEO da Uberlândia Refrescos.

Sendo assim, a importância da compliance para a gestão de resíduos é vista como um meio da empresa evidenciar e avaliar os riscos. Haja vista que antecipará eventuais irregularidades que a destinação de resíduos poderá acarretar.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Qual importância da auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos?

compliance ambiental

 

 

 

Como evitar os erros mais comuns no tratamento de resíduos cosméticos?

tratamento de resíduos cosméticos

Para evitar os erros mais comuns no tratamento de resíduos cosméticos as empresas especializadas em soluções ambientais dispõem de algumas formas de tratamento diferentes. Cada tratamento é adequado para cada tipo de resíduo. Dentre os modos mais comuns temos a incineração, o coprocessamento ou a trituração.

É muito importante que ao tratar resíduos cosméticos seja avaliado antes o tipo de produto. Além disso, analisar qual a forma menos agressiva ao meio ambiente. Uma vez que os resíduos cosméticos contem em sua formulação vários produtos químicos. Confira!

tratamento de resíduos cosméticos

Resíduos Cosméticos: destino correto

tratamento de resíduos cosméticos

Para evitar erros no tratamento de resíduos cosméticos é importante avaliar o tipo de produto e qual a forma menos agressiva para o meio.

Os resíduos cosméticos são formados com componentes químicos variados. Em sua formulação contem substâncias naturais e sintéticas (substâncias químicas) ou suas misturas. Quando descartado de forma incorreta causam problemas gravíssimos ao meio ambiente, como a contaminação das águas e solo.

O Brasil é o quarto maior consumidor de cosméticos no planeta, perdendo para Estados Unidos, China e Japão. Esse alto consumo gera uma dúvida em relação à destinação final ambientalmente correta: como tratar resíduos cosméticos adequadamente?

Os resíduos cosméticos como são considerados resíduos químicos necessitam de um tratamento para neutralizar as substâncias nocivas à saúde humana e impedir impactos negativos ao meio ambiente. Além disso, as embalagens devem receber algum tipo de tratamento antes de serem descartados. Após o uso ou fim da data de validade o produto e a embalagem devem ser destinados de forma ambientalmente correta.

Ultimamente, várias empresas que fabricam os cosméticos estão realizando o recolhimento das embalagens de cosméticos. Exemplos têm a Avon, que criou um programa para coletar embalagens e resíduos de maquiagem e esmaltes de qualquer marca. Com essa atitude a organização se preocupa com a sustentabilidade e a logística reversa, que deve ser implementada nas indústrias, como determina a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Saiba como sua empresa pode lucrar ao reciclar resíduos cosméticos.

Tipos de tratamento de resíduos cosméticos

tratamento de resíduos cosméticos

A escolha do melhor tratamento de resíduos cosméticos dependerá do tipo de produto químico presente. Conheça os principais tratamentos!

Incineração

A incineração de resíduos cosméticos é a alternativa correta para dar o destino adequado aos resíduos que não podem ser reaproveitados.

Esse tratamento tem o intuito de evitar problemas ambientais que os produtos químicos presente nos cosméticos causam quando em contato direto com o ambiente.

A incineração é um processo que realiza a decomposição através da queima. O resíduo é exposto a uma alta temperatura que pode ir além dos 950º C. Desta forma, a fração orgânica do resíduo é destruída através da incineração. Esse tratamento reduz consideravelmente o volume do resíduo. E as cinzas resultantes podem ser comercializadas para serem aplicadas como insumos em outros processos.

Para a realização desse tratamento de resíduos cosméticos é necessário seguir as orientações das normas regulamentadoras e realizar a incineração em ambiente controlado

Coprocessamento

tratamento de resíduos cosméticos

O coprocessamento de resíduos cosméticos é uma técnica que consiste em destruir o resíduo por meio de incineração. Geralmente, esta queima é feita nos fornos de indústrias de fabricação de cimento.

Os resíduos cosméticos são usados como combustíveis para os fornos de clinquerização.

Esse tipo de tratamento de resíduos cosméticos beneficia a indústria cimenteira, uma vez que os resíduos, após passarem pelo processo de queima, transformam-se em matéria-prima para o próprio cimento.

Trituração

Outra opção de tratamento de resíduos cosméticos é a trituração.

A trituração dos resíduos cosméticos ajuda na redução da granulometria do resíduo. Sendo assim são reduzidos gastos com o transporte do resíduo até os centros de destinação final.

Esse tratamento complementa a reciclagem e torna o resíduo mais eficiente para ser reaproveitado.

Como localizar geradores de resíduos cosméticos?

tratamento de resíduos cosméticos

O mercado de tratamento de resíduos cresceu muito nos últimos anos com a instituição da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Com a lei os geradores começaram a se preocupar com as formas de destinar seus resíduos de forma ambientalmente correta.

A lei determina que o gerador busque alternativas para destinar o resíduo protegendo o meio ambiente. A PNRS através dessas determinações trouxe várias vantagens para que os tratadores aumentassem seus lucros negociando os resíduos de outras organizações. Porém, onde localizar esses geradores?

Atualmente, a popularização da internet para compra e venda de qualquer produto se tornou a melhor opção para a empresa localizar geradores de resíduos mais próximos ao seu negócio.

As vantagens em utilizar a internet são o ganho de tempo e poder maior de negociação, pois é possível realizar uma pesquisa rápida e identificar vários geradores de resíduos.  A internet trouxe um processo de compra e venda rápido acabando com a perda de tempo.

Hoje é possível localizar geradores de resíduos a partir de paginas da internet que reúnem não apenas uma ou duas, mas várias empresas que precisam de alguma forma destinar seus resíduos de forma ambientalmente correta.

Mercado de Resíduos é um desses ambientes onde empresas compradoras encontram geradores de resíduos. Tudo isso através de um portal unificado de fornecedores e compradores.

A plataforma de compra e venda aumenta a chances de qualquer empresa especializada no tratamento de resíduos cosméticos aumentar seu lucro.

Utilizar o Mercado de Resíduos da VG Resíduos é fácil e rápido:

– 1º o gerador cria uma oferta do resíduo que deseja vender, sem custo;

– 2º a plataforma dispara a oferta para os tratadores cadastrados e regulares;

– 3º os tratadores de resíduos dão lances nas ofertas;

– 4º é selecionado o melhor comprador para o resíduo com base em alguns critérios: como preço, localização, rating do comprador etc.

O sistema é 100% online, com acesso 24 horas por dia. A plataforma é bem simples e didática.

Assim sendo, para evitar os erros mais comuns no tratamento de resíduos cosméticos as tratadoras devem avaliar antes o tipo de produto que será tratado. Assim, após essa avaliação escolher o tratamento mais adequado para cada tipo de resíduo. Dentre os modos mais comuns temos a incineração, o coprocessamento ou a trituração.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Sistema MTR online: o que é, exigências legais e como emitir?

tratamento de resíduos cosméticos

 

Qual importância da auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos?

A auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos é uma importante ferramenta para à verificação e avaliação da situação do gerenciamento dos resíduos gerados na empresa. Além disso, confronta se a organização segue as normas e legislações pertinentes à gestão de resíduos.

A auditoria ambiental consiste em um conjunto de atividades organizadas, que tem o intuito verificar e avaliar a relação entre os processos de produção e os aspectos ambientais. Incluindo avaliar se a instituição desenvolve práticas ambientalmente adequadas referentes ao gerenciamento dos resíduos, tais como: a compostagem, a reutilização, a reciclagem e a logística reversa. Confira!

Evitar o impacto ambiental

Auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos

A auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos é responsável por avaliar o grau de conformidade de uma empresa com a legislação ambiental e com a sua política na gestão de resíduos.

Necessariamente, a auditoria é um instrumento que possibilita fazer uma avaliação sistemática, periódica, documentada e objetiva da gestão de resíduos. É uma ferramenta muito utilizada para identificar falhas e problemas ambientais no gerenciamento de resíduos para, então, buscar a adequação.

Com a auditoria a empresa consegue identificar as fontes de geração de resíduos, sua quantidade e composição. Também, estima à redução na geração, o seu reuso, reciclagem ou compostagem. Bem como, estimar o local de disposição e meios de minimizar os custos que a organização tem com os resíduos.

As normas da série ISO 14000 – Sistema de Gestão Ambiental – SGA, é que rege a auditoria ambiental. A premissa do SGA é a minimização dos efeitos nocivos ao ambiente proveniente das atividades da empresa. Além disso, a norma avalia as consequências ambientais das atividades, produtos e serviços da organização.

Em relação ao gerenciamento de resíduos, a aplicação das normas da séria ISO 14000, especialmente a ISO 14001:2015, é de fundamental importância para identificar e avaliar os procedimentos adotados tanto em relação ao acondicionamento, quanto a destinação final ambientalmente correta dos resíduos gerados.

Já em relação às normas e legislações pertinentes a gestão de resíduos, a auditoria diagnostica e avalia se a organização as cumpre. São verificados os cumprimentos da: Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei n° 12.305, de 02 de Agosto de 2010); NBR 10.004: Resíduos Sólidos – Classificação; a implantação da logística reversa; dentre outras.

Vantagens da auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos

auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos

Destacam-se como vantagens da auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos para as empresas as seguintes:

  • identificação e registro das conformidades e não conformidades com as normas e legislação pertinentes;
  • prevenção de acidentes ambientais e dos consequentes custos e prejuízos para a imagem da organização caso não seja realizado a destinação correta dos resíduos;
  • fornecimento de informações importantes à administração para a implementação da qualidade ambiental e para a alocação de recursos (financeiros, tecnológicos e humanos) para a minimização da geração de resíduos, destinação e disposição final;
  • avaliação, controle e redução do impacto ambiental da atividade;
  • minimização dos resíduos gerados e dos recursos utilizados pela empresa na sua destinação e disposição;
  • informações ambientais consistentes e atualizadas sobre o desempenho ambiental da empresa. Essas informações podem ser utilizadas para a organização captar investidores. Além disso, podem ser utilizadas para informar órgãos de fiscalização sobre a gestão de resíduos.

Como é feita a Auditoria Ambiental?

auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos

 A auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos pode ser realizada em três fases. São elas:

Auditoria ambiental de pré-avaliação:

Nesta fase engloba-se a preparação da auditoria. São obtidas informações sobre o processo. Essas informações são importantes para identificar cada etapa do processo e quais os resíduos gerados. Após isso, é elaborado o fluxograma das áreas que serão auditadas.

Auditoria ambiental de inspeção:

Depois de identificado cada etapa dos processos da empresa e com o fluxograma em mãos é realizado uma verificação visual, de amostragem e classificação dos resíduos. Além disso, é avaliado o balanço de massa (ou seja, as verificações de entradas e saídas).

Durante a auditoria ambiental de inspeção é verificado se a empresa cumpre os requisitos exigidos pelas leis de gestão de resíduos, tais como: possibilidade de não geração, redução, reciclagem, tratamento e disposição final.

Também, são avaliadas forma de acondicionamento, armazenamento, tratamento e transporte dos resíduos. Se são cumpridos as normas pertinentes a cada uma delas de acordo com o tipo de resíduo gerado. Bem com se os fornecedores contratados cumprem com a legislação e possuem licenças.

A organização deve comprovar se possuem um sistema de logística reversa bem implementado, caso a lei exija dela o sistema.

Síntese:

Na terceira fase do processo de auditoria ambiental é realizado o relatório final com as informações obtidas.

Todos os processos de Auditoria Interna Ambiental devem ser realizados cerca de um mês antes da Auditoria Externa. Essa auditoria interna deve ser feita por um órgão regulador. Em conformidade, a organização recebe o certificado de conformidade legal.

A auditoria ambiental pode ser realizada por consultores da Verde Ghaia. Todos os auditores são capacitados para tal, pois passam por vários tipos de treinamentos e cursos de capacitação, como Curso de Auditoria Interno e Curso de Auditor Líder.

Os auditores da Verde Ghaia conferem as documentações referentes ao gerenciamento de resíduo. Após a auditoria, os auditores geram um relatório informando à empresa como está sua conformidade em relação à gestão de resíduos. Em caso de necessidade apontam observações de melhorias e não conformidades que precisam ser tratadas.

Como está em conformidade para auditoria ambiental?

auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos

A partir de um gerenciamento de resíduos efetivo, ou seja, se cada etapa do gerenciamento estiver em conformidade com as normas e legislações pertinentes é possível alcançar a prevenção e minimização dos resíduos.

Mas como gerenciar os resíduos gerados?  Para isso, contar com um software de gestão de resíduos que monitora, diagnostica e controla as licenças é a melhor estratégia para a organização se manter em conformidade.

Com o software de gestão de resíduos da VG Resíduos a empresa estará em dia com os prazos de licenças e a documentação dos prestadores de serviço.

O software auxilia a monitorar o volume de geração e qual a destinação dada a cada tipo de resíduo. Além disso, a plataforma possui diversas funcionalidades inteligentes para empresa, como:

  • auxilio através de big data e inteligência artificial que ajuda a otimizar processos e reduzir custos;
  • controle de prestadores de serviços, documentos e licenças ambientais exigidas. Afastando assim, os impactos ambientais e preservando a imagem da empresa;
  • geração de relatórios anuais automaticamente.

Sendo assim, a auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos busca verificar e avaliar a situação do gerenciamento dos resíduos gerados na empresa. Confrontando se a organização segue as normas e legislações pertinentes à gestão de resíduos.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Como a gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável?

auditoria ambiental no gerenciamento de resíduos

 

7 dicas para sua empresa evitar o impacto ambiental de resíduos

Evitar o impacto ambiental

Para a empresa evitar o impacto ambiental de resíduos é necessário adotar medidas e planos de gerenciamento. Essas medidas visam minimizar a geração dos resíduos, orientando seu correto acondicionamento, coleta, armazenamento, transporte e disposição final.

Evitar o impacto ambiental ao destinar resíduos é uma preocupação de muitas empresas. Haja vista que elas são responsáveis pela destinação ambientalmente correta, como determina a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

A seguir, acompanharemos sete dicas para evitar o impacto negativo dos resíduos ao meio ambiente. Confira!

Dica 1: mapear a geração de resíduos por fonte geradora

As empresas devem considerar que mapear a geração de resíduos por fonte geradora não resulta só em gastos e trabalho inútil. O mapeamento é uma ferramenta importantíssima na gestão de resíduos e contribui para evitar os seus impactos ambientais.

Com o mapeamento é possível avaliar quais as fontes que desperdiçam matéria prima, qual a melhor forma de dispor os resíduos gerados e quais alternativas para a sua redução na geração. Isso contribui diretamente no controle e redução dos impactos ambientais gerados pelos resíduos.

Alguns dos impactos associados aos resíduos são: proliferação de vetores, contaminação das águas superficiais e subterrâneas, este último principalmente pelo chorume, poluição atmosférica, contaminação do solo, entre outros.

Descubra as vantagens ao mapear a geração de resíduos por fonte geradora.

Dica 2: entender o tipo de resíduo que é gerado

Evitar o impacto ambiental

A caracterização e classificação do resíduo adequada é o primeiro passo para as empresas evitar o impacto ambiental de resíduos.

A organização precisa conhecer o tipo de resíduo gerado para dar a destinação final adequada.

De acordo com a NBR 10.004:2004, da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) os resíduos têm a seguinte classificação:

  • classe I – resíduos perigosos: São aqueles que apresentam periculosidade e características como inflamabilidade, corrosividade, reatividade, toxicidade e patogenicidade.
  • classe II A – resíduos não inertes: são aqueles que não se enquadram nas classificações de resíduos classe I – Perigosos ou de resíduos classe II B – Inertes. Os resíduos classe II A – Não inertes podem ter propriedades, tais como: biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água.
  • classe II B – resíduos inertes: São quaisquer resíduos que, quando amostrados de uma forma representativa e submetidos a um contato dinâmico e estático com água destilada ou deionizada, à temperatura ambiente não tiverem nenhum de seus constituintes solubilizados a concentrações superiores aos padrões de potabilidade de água, excetuando-se aspecto, cor, turbidez, dureza e sabor.

Além da NBR 10.004 temos outras normas de classificação de resíduos como a resolução CONAMA 307/2002 que considerou a necessidade de implementação de diretrizes para a redução dos impactos ambientais gerados pelos resíduos da construção civil. E a norma NBR 12808, que classifica os resíduos de saúde.

Saiba quais resíduos de impacto ambiental são atingidos pela lei de Logística reversa.

Dica 3: Reciclar os resíduos

Evitar o impacto ambiental

Reciclagem é o processo de reaproveitamento do resíduo que não serve mais para o processo. A técnica de reciclagem consiste na mudança do estado físico, físico-químico ou biológico do resíduo, de modo a atribuir características para que se torne novamente matéria-prima ou produto.

Aplicando um conjunto de técnicas esses resíduos dão origem a um novo produto ou a uma nova matéria-prima. Com isso diminui a produção de rejeitos e o seu acúmulo na natureza, reduzindo o impacto ambiental.

 A reciclagem de resíduos é um ótimo negócio para empresas. A tecnologia tem permitido que vários materiais possam ser agora reciclados e assim gerarem receitas adicionais para as empresas.

Dica 4: destinar a um aterro sanitário legalizado

Quando não é possível reciclar ou reutilizar o resíduo gerado dentro da empresa a opção ambientalmente correta é destiná-lo a um aterro sanitário legalizado.

Para evitar os impactos ambientais de resíduos é importante que o aterro cumpra os requisitos legais de funcionamento para abrigá-los.

O aterro deve seguir princípios da engenharia para confinar os resíduos em uma menor área possível e reduzir o volume ao máximo possível. Depois devem se colocado uma camada de terra por cima na conclusão de cada trabalho.

Ao destinar os resíduos ao aterro, a geradora deve checar se o local cumpre todas as leis, já que a negligência em relação a isso pode causar, inclusive, a interdição do aterro.

Evitar o impacto ambiental

Dica 5: reduzir a geração de resíduos

Evitar o impacto ambiental

A política dos 5R´s para reduzir a geração de resíduos foca na mudança de comportamento de cada indivíduo e prioriza a redução do consumo e o reaproveitamento dos resíduos.

A política dos 5 R’s consiste em cinco ações que visam reduzir a geração de resíduos. O principio fundamental para alcançar esse objetivo é reduzir o consumo. No entanto, em algumas situações não é possível reduzi-lo. Por isso a empresa deve levar em consideração o impacto do resíduo gerado e qual a melhor forma de reutilizá-los.

Para atingir a sustentabilidade ambiental e garantir um futuro ecologicamente correto, é necessário por em prática os 5 Rs.

O 5 R’s da política, conforme Ministério do Meio Ambiente, são: repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar. Cada uma destas ações irá definir o sucesso das iniciativas ambientais no local de trabalho.

Leia mais: Porque aplicar a política dos 5R´s para reduzir a geração de resíduos?

Dica 6: contratar uma consultoria em gestão de resíduo

Evitar o impacto ambiental

Para fazer a gestão correta dos resíduos evitando, assim os impactos ambientais causados por eles, a contratação de uma consultoria pode ser fundamental.

O grupo Verde Ghaia possui profissionais com expertise em gestão de resíduos. Especialistas da empresa têm gabarito para orientar as geradoras sobre a melhor forma de manejar os resíduos, evitando impactos ambientais.

Além disso, o software da VG Resíduos, auxilia a empresa na otimização de suas atividades contribuindo para evitar o impacto ambiental de resíduos. Outras funcionalidades da VG Resíduos são: o controle de licenças e CADRI`s, o monitoramento do volume de resíduos gerados, a gestão de fornecedores. Além disso, elabora relatórios automaticamente sobre o gerenciamento de resíduos.

Dica 7: Comercializar evita o impacto ambiental de resíduos

A empresa também pode comercializar tanto os resíduos quanto os produtos originados a partir da reciclagem deles. Para isso, uma boa dica é aderir ao Mercado de Resíduos.  Trata-se de uma plataforma da VG Resíduos de negociação de resíduos.

De forma simplificada, as geradoras fazem cadastro no software, informando quais resíduos podem negociar. Da mesma maneira, as tratadoras podem aderir à plataforma, interessando-se pelos materiais das geradoras.  As duas partes podem fazer contato, fechando negócio.

Sendo assim, há muitas medidas e planos para evitar o impacto ambiental de resíduos dando uma destinação correta a eles. As empresas devem, especialmente, investir na redução e reciclagem para evitar danos ambientais.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Como a gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável?

Evitar o impacto ambiental

 

Quais são os indicadores de sustentabilidade para gestão de resíduos?

indicadores de sustentabilidade

Os indicadores de sustentabilidade são instrumentos para monitorar e medir a eficiência e eficácia da gestão de resíduos dentro da empresa.

O processo de elaboração dos indicadores para a gestão de resíduos contribui para melhorar a compreensão do que é realmente sustentabilidade. E, como a adoção de práticas sustentáveis auxilia no gerenciamento eficaz de resíduos.

A busca da sustentabilidade na gestão de resíduos vai além da disposição adequada dos resíduos em aterros ou qualquer outro modo de destinação ambientalmente correta. Confira!

Você sabe o que sustentabilidade empresarial?

Indicadores de sustentabilidade

indicadores de sustentabilidade

Indicadores são parâmetros ou um valor que fornece informações sobre o estado de um fenômeno em estudo. Podem ser expressos de maneira quantitativa ou qualitativa.

Os indicadores de sustentabilidade podem comunicar ou informar sobre o progresso em direção a uma determinada meta na gestão de resíduos.

O objetivo dos indicadores de sustentabilidade é diagnosticar e avaliar o grau de sustentabilidade na gestão de resíduos, com enfoque nas dimensões sociais, ambientais e econômicas. Auxiliando, assim, nas definições de objetivos e metas para melhoria contínua.

Os indicadores de sustentabilidade surgiram com a necessidade de medir a eficiência do sistema de gestão ambiental. Haja vista que com a promulgação da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS ficou estabelecido que a empresas devem buscar práticas de consumo sustentável. Além disso, implantar instrumentos para incentivar a minimização, a reutilização, a reciclagem e a disposição ambientalmente adequada dos resíduos.

As funções dos indicadores de sustentabilidade para a gestão de resíduos são:

  • avaliar as condições do sistema de gestão de resíduos em busca da sustentabilidade – se são seguidos práticas sustentáveis;
  • efetuar a comparação entre as situações anteriores e posteriores das metas estabelecidas – o objetivo é ter percepção se as ações adotadas na gestão de resíduos busca o desenvolvimento sustentável;
  • avaliar condições do sistema em relação às metas e objetivos – verificar se as metas e os objetivos são alcançados. Se não devem ser desenvolvidos ações para o seu alcance;
  • prover informações de advertência, ou seja, identificar os riscos ou falhas do sistema ineficiente;
  • antecipar futuras condições do sistema de gestão de resíduos.

Sustentabilidade e Tecnologia: Como alcançar melhorias para a sua gestão?

Construção dos indicadores de sustentabilidade

indicadores de sustentabilidade

Para construir os indicadores de sustentabilidade para a gestão de resíduos a empresa deve considerar:

1) uma base cientifica para que se possa ter resultados mensuráveis;

2) o modelo adequado de indicador para que o objetivo seja alcançado;

3) o tema prioritário ao qual se deseja monitorar;

4) as fontes de informação para a tomada de dados;

5) a periodicidade adequada para coleta de dados dos indicadores;

6) facilidade de monitoramento – não é recomendável a escolha de um indicador onde é impossível a coleta de dados.

O ODS ONU influencia na gestão de resíduos da minha empresa?

Indicadores de sustentabilidade aplicados à gestão de resíduos

indicadores de sustentabilidade

O desenvolvimento dos indicadores de sustentabilidade para a gestão de resíduos tem o intuito de dar um panorama da situação dos resíduos na organização. Além disso, contribui para uma melhor compreensão do conceito de sustentabilidade.

A sustentabilidade na gestão de resíduos não diz somente a respeito da disposição ambientalmente adequada dos resíduos. Ela engloba a redução na geração, reutilização, reciclagem, aproveitamento energético. Além disso, envolve a questão social relacionada aos trabalhadores que atuam na cadeia dos resíduos.

Abaixo listamos sugestões de indicadores de sustentabilidade para serem implementados dentro da empresa. São eles:

1º: Existência de um plano de gerenciamento de resíduos – esse indicador foi criado com o objetivo de evidenciar o cumprimento de um dos instrumentos propostos na PNRS.

2º: Existência de situações de risco à saúde em atividades vinculadas à gestão de resíduos – o indicador considera a segurança dos trabalhadores que realizam o manejo dos resíduos.

3º: Existência de canais de participação dos colaboradores no processo decisório da gestão de resíduos – verifica a implantação do sistema de logística reversa.

4º: Realização de parcerias para destinação de resíduos, ou seja, um resíduo que não serve para ser reutilizado em um processo pode ser reutilizado em outro. Este indicador pode ser alcançado com a aderência do Mercado de Resíduos da VG Resíduos. Na plataforma a empresa tem um ambiente segura para negociar os resíduos gerados.

5º: Existência de canais de divulgação das informações relativas à gestão de resíduos – como relatórios de sustentabilidade.

6º: Existência de coleta seletiva – verifica se dentro da empresa há um programa bem estabelecido de coleta seletiva.

7º: Custos com a gestão de resíduos – verifica se o custo com a gestão de resíduos esta dentro do orçamento da organização. Esse é um importante indicador, pois através dele são estabelecidos outros de redução de resíduos para reduzir custo.

8º: Redução na geração: esse indicador monitorar a redução na geração de resíduos.

indicadores de sustentabilidade

Como monitorar os indicadores?

indicadores de sustentabilidade

Um excelente indicador deve apresentar informações adequadas para auxiliar no processo de tomada de decisão e no estabelecimento de prioridades na direção do desenvolvimento sustentável.

Para isso, os dados relevantes a gestão de resíduos devem ser monitorados. Uma excelente maneira de monitorar todas as informações pertinentes a gestão de resíduos é através de software de gerenciamento de resíduos.

O software da VG Resíduos otimiza a gestão, auxilia no cumprimento de prazos,
com alertas de vencimento, gera relatórios, etc.

Através dele, todo o seu programa de gerenciamento será otimizado.

Sendo assim, os indicadores de sustentabilidade para a gestão de resíduos são necessários devido à implementação da Política Nacional dos Resíduos Sólidos. Os indicadores fornece um diagnostico do sistema de gestão implantado dentro da empresa. E se as práticas adotadas são sustentáveis.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Como a gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável?

indicadores de sustentabilidade

 

Como a gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável?

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

A gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável aumentando a vida útil de aterros sanitários, reduzindo a geração dos resíduos e os destinando de forma ambientalmente correta. Além disso,  a gestão viabiliza as ações de triagem dos resíduos recicláveis e reutilizáveis, contribuindo assim para a redução dos níveis de poluição ambiental. Comumente reduz a utilização dos recursos naturais através da economia de energia e matérias-primas – ações que contribuem bastante para o desenvolvimento sustentável. 

O gerenciamento de resíduos, não é a única solução para a problemática ambiental, contudo não pode ser descartada no cenário atual. Haja vista, que se verifica uma crescente escassez de matérias-primas e uma necessidade para a disposição dos resíduos ambientalmente corretos. Saiba mais!

Saiba como se tornar uma empresa sustentável.

Afinal, o que desenvolvimento sustentável?

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

Antes de entendermos como a gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável temos que entender o seu significado e quais seus objetivos?

A WWF, uma organização que trabalha para mudar a atual situação ambiental, reduzir a degradação do meio ambiente, e promover uma interação harmoniosa entre o homem e o meio ambiente, define desenvolvimento sustentável como sendo:

“o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.”

O conceito surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. Essa comissão foi criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de desenvolver a economia ao mesmo tempo em que conserva o meio ambiente.

Para alcançar o desenvolvimento sustentável foram definidos 17 objetivos – ODS ONU. Até 2030 todos os países do mundo devem implementar os 17 objetivos e 169 metas.

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

Os objetivos do desenvolvimento sustentável

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

Os ODS ONU tem um imenso impacto para as empresas, pois a conservação dos recursos naturais passa a integrar os objetivos sociais e econômicos, aliando ecologia e economia.

Os objetivos mudaram a noção de progresso e desenvolvimento. Hoje já não é mais razoável que se destine os resíduos a aterros, por exemplo.  As empresas devem pensar em soluções que reduzam a geração ou reaproveite os resíduos conservando a natureza.

Para muitas empresas está claro que somos todos dependentes de boas condições ambientais, seja para a qualidade de vida de seus colaboradores, para a oferta de insumos produtivos ou para a redução de resíduos.

A implementação dos ODS ONU nas empresas é fundamental, já que é notória a limitação dos governos em conseguirem, sozinhos, resolver todas as questões.

São eles os ODS ONU:

1) erradicar a pobreza;

2) acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável;

3) assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos;

4) assegurar a educação e promover oportunidades de aprendizagem;

5) alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas;

6) assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos;

7) assegurar o acesso à energia para todos;

8) promover o crescimento econômico e trabalho decente para todos;

9) construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização e fomentar a inovação;

10) reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles;

11) tornar as cidades seguras, resilientes e sustentáveis;

12) assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis;

13) tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos;

14) conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos

15) proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres;

16) promover sociedades pacíficas;

17) fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Leia mais em: O ODS ONU influencia na gestão de resíduos da minha empresa?

Gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

A gestão de resíduos demonstra ser uma aliada das organizações para eliminar os impactos negativos que os resíduos causam principalmente os associados à destinação final. Além disso, contribui para alcançar os objetivos do desenvolvimento sustentável. Haja vista, que através da gestão serão adotadas práticas que contribuem para a preservação ambiental.

Fazer gestão de resíduos significa adotar um conjunto de ações adequadas nas etapas de coleta, armazenamento, transporte, tratamento, destinação final e disposição final ambientalmente adequada. Objetivando a minimização da produção de resíduos, visando à preservação da saúde pública e a qualidade do meio ambiente.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010), a gestão de resíduos deve garantir o máximo de reaproveitamento e reciclagem e a minimização dos rejeitos. Praticas essas que reduz o consumo de recursos naturais.

Além disso, identifica deficiências do processo produtivo, reduzindo desperdícios e custos, aumentando a lucratividade dos negócios e contribuindo para o desenvolvimento sustentável.

Uma organização que não realiza a gestão dos seus resíduos sólidos perde muitas oportunidades, principalmente de realizar negócio com novos clientes.

Como a VG Resíduos pode ajudar sua empresa?

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

A gestão de resíduos a principio pode parecer ser complicada, burocrática ou cansativa, principalmente na etapa de classificação e caracterização do resíduo. No entanto, é essencial para minimizar impactos ambientais e passivos, evitar prejuízos financeiros e preservar a imagem da empresa.

A VG Resíduos é a solução para o negócio e permite realizar a gestão completa do processo, monitorar históricos e tomar decisões estratégicas baseadas em gráficos e relatórios.

Com muitos anos de atuação, a VG Resíduos conta com profissionais  habilitados e experientes em fornecer orientações para o adequado gerenciamento de resíduos, com o melhor custo benefício.

Com objetivo de gerar resultados positivos para seus clientes e atender a legislação ambiental, prestando serviços de elaboração e implantação de planos de gerenciamento de resíduos, além de desenvolver treinamentos e monitoramentos para acompanhar a eficiência das ações.

Mediante isso, conclui-se que a gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável através de ações de triagem e destinação ambientalmente correta dos resíduos. Sendo assim contribui para a redução dos níveis de poluição ambiental, da utilização dos recursos naturais através da economia de energia e matérias-primas.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Sistema MTR online: o que é, exigências legais e como emitir?

gestão de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável

Algumas matérias que podem te interessar

© VG Residuos Ltda, 2019