Medidas simples para diminuir resíduos na sua empresa

As medidas para diminuir resíduos na sua empresa contribuem para redução de custos e, consequentemente, o aumento do lucro. Entre essas medidas simples temos as práticas sustentáveis de otimização, redução de desperdício e melhoria dos processos.

Sabemos que os resíduos podem gerar diversos impactos ambientais, por isso as empresas devem gerenciar, controlar e monitorá-los de forma eficiente. Faz-se mais que necessário adotar medidas simples para diminuir resíduos dentro das empresas. Vamos lá!

Medidas para reduzir resíduos

As políticas de preservação e conservação ambiental são pré-requisitos para as organizações que desejam serem reconhecidas como uma empresa sustentável. Além disso, as leis ambientais, principalmente as referentes à gestão de resíduos, provocaram a redefinição de atitudes, produtos, processos, práticas produtivas e gerenciais.

A gestão de resíduos viabiliza as ações de triagem dos resíduos recicláveis e reutilizáveis, contribuindo assim para a redução dos níveis de poluição ambiental. Comumente reduz a utilização dos recursos naturais através da economia de energia e matérias-primas – ações que contribuem bastante para o desenvolvimento sustentável.

Pensando em como podemos ajudar a sua empresa a desenvolver uma política sustentável, separamos cinco medidas simples para diminuir resíduos. Essas medidas contribuem para tornar sua empresa mais ecologicamente correta.

As medidas mais adotadas são:

  • redução de resíduos na fonte;
  • reutilização de insumos;
  • reciclagem;
  • melhoria nos processos;

Redução de resíduos na fonte

diminuir resíduos na sua empresa

O funcionamento de uma empresa gera resíduos, e esses precisam de destinação e tratamento adequado. Diminuir resíduos reduz os custos com sua destinação e cumpre com a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS. Quanto menor for à quantidade desses resíduos, menor será o custo para o seu tratamento e disposição e os problemas a eles associados.

A diminuição de resíduos na fonte geradora pode ser atingida a partir de processos ecoeficientes.

Um projeto de redução de resíduos na fonte geradora deve ter:

  • alteração da matéria-prima: para isso deve-se fazer um estudo sobre a possibilidade de reutilização de insumos e reinserção de matérias-primas recicláveis no processo. Por exemplo, as indústrias de embalagem plástica retornam as sobras no próprio processo;
  • alteração dos processos geradores: modificar o processo e ter maquinários mais eficientes, para reutilizar matérias-primas e diminuir os resíduos.

Reutilização de insumos

A reutilização de insumos evita que o resíduo que poderia voltar ao processo seja descartado. Esse processo contribui para reduzir a exploração de recursos naturais utilizadas para a produção de novos produtos e a quantidade de resíduos descartados.

A reutilização é o uso de um produto por mais de uma vez, independentemente de ser na mesma função ou não. E tem se demonstrado uma oportunidade de bons negócios. Os resíduos passiveis de reutilização podem ser comercializados através do Mercado de Resíduos,

A reutilização de um insumo dispensa o reprocessamento como acontece na reciclagem.

Reciclagem

diminuir resíduos na sua empresa

A reciclagem é o processo de reaproveitamento do resíduo que não serve mais para o processo. A técnica de reciclagem consiste na mudança do estado físico, físico-químico ou biológico do resíduo, de modo a atribuir características para que se torne novamente matéria-prima ou produto.

Aplicando um conjunto de técnicas esses resíduos dão origem a um novo produto ou a uma nova matéria-prima. Com isso diminui a geração de resíduos e o seu acúmulo na natureza, reduzindo o impacto ambiental.

Esses conjuntos de técnicas vão desde a separação dos resíduos por material (plástico, papel, metal e vidro são alguns exemplos) até a sua transformação final em outro produto.

Através da reciclagem reduzimos o consumo de recursos naturais, poupamos energia e água, diminuímos o volume de resíduos e damos emprego a milhares de pessoas.

Melhorias no processo

O aperfeiçoamento dos processos é uma maneira para diminuir resíduos da sua empresa.

Para melhorar processo é necessário adotar ideias inovadoras que busquem propor alternativas aos métodos já existentes. Exemplos têm: a troca de maquinários mais eficientes, para reutilizar matérias-primas e diminuir os resíduos; a substituição de matéria-prima com um grau de pureza mais elevado.

5S –  Programa de redução de resíduos

diminuir resíduos na sua empresa

O 5S é uma metodologia japonesa utilizada também nas organizações para diminuir o desperdício e reduzir a geração de resíduos. A metodologia foca 5 sensos, cada um deles iniciados com a letra S:

  • Seiri – Senso de Utilização: separar o que é útil do que não é e melhorar o uso do que é útil.
  • Seiton – Senso de Ordenação: um lugar para cada coisa, cada coisa no seu lugar.
  • Seisou – Senso de Limpeza: limpar e evitar sujar.
  • Seiketsu – Senso de Saúde: padronizar as práticas saudáveis.
  • Shitsuke – Senso de Autodisciplina: assumir a responsabilidade de seguir os padrões saudáveis.

Gestão buscando a redução de resíduos

A redução na geração de resíduos é a segunda prioridade na gestão e gerenciamento de resíduos conforme a Lei 12.305/2010.

O controle dos resíduos em uma empresa é algo fundamental no processo produtivo. O seu gerenciamento é um excelente método que cria oportunidades de redução dos resíduos. Isto pode ser viabilizado através do reaproveitamento e venda de resíduos e aumento de possibilidades de reciclagem, ou por meio da descoberta de novos componentes ou de novas matérias-primas que resultem em produtos mais confiáveis e tecnologicamente mais limpos.

Um dos grandes desafios das empresas é assegurar que todos os resíduos sejam gerenciados de forma apropriada e segura, desde a geração até a disposição final (do berço ao túmulo), envolvendo as etapas de geração, caracterização, manuseio, acondicionamento, armazenamento, coleta, transporte, reutilização, reciclagem, tratamento e disposição final.

Através da plataforma VG Resíduos é apresentado para sua empresa uma solução prática e funcional que permite à sua empresa realizar a gestão completa do processo, monitorar históricos e tomar decisões estratégicas baseadas em gráficos e relatórios.

Conclui-se que as medidas para diminuir resíduos permite a reinserção das sobras nos processos, uma melhora nos processos e a reciclagem. Além disso, permite a redução de custos co a destinação e o ganho financeiro.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

ecologia industrial contribui para gestão de resíduos

 

 

 

 

 

Sustentabilidade financeira: como ela envolve sua gestão de resíduos

A sustentabilidade financeira consiste no uso dos recursos disponíveis de forma equilibrada. A empresa precisa gerir suas finanças evitando despesas desnecessárias e investindo parte dos seus recursos financeiros em seus projetos, principalmente na gestão de resíduos.

Para alcançar a sustentabilidade financeira na sua gestão de resíduos é preciso assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis, reduzir a geração de resíduos por meio da prevenção, redução, reciclagem e reuso. Para isso, deve ser observada a ordem de prioridade determinada na Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Sustentabilidade financeira – conceito

Sustentabilidade financeira resumidamente é saber utilizar os recursos disponíveis de forma racional, atendendo as necessidades presente, porém seguindo uma lógica de se importar com as necessidades futuras.

A empresa que aplica a sustentabilidade financeira cria meios de gerir seus recursos econômicos evitando despesas desnecessárias. Uma empresa sustentável usa esses recursos de forma segura, aplicando em investimentos e planejamento.

A sustentabilidade financeira assegura que o seu negócio está indo na direção correta. Através da sua aplicação é possível identificar a necessidade de ajustes na gestão para garantir tranquilidade à organização.

Sustentabilidade financeira na gestão de resíduos

A sustentabilidade financeira na gestão de resíduos aborda a necessidade de o sistema dispor de fontes para o seu financiamento. Ou seja, para fazer à gestão dos resíduos a organização dispõe de recursos financeiros? A gestão de resíduos praticada contribui para reduzir os custos com a destinação dos mesmos? A empresa consegue algum lucro com os resíduos gerados?

Para alcançar a sustentabilidade financeira na gestão de resíduos é necessário definir estratégias de redução da geração de resíduos, no reuso e reciclagem. Bem como nos meios de descarte, manejo e transporte. Além da avaliação e gestão dos fornecedores, buscando preços melhores.

Para alcançar a sustentabilidade financeira na gestão de resíduos a empresa é persuadida a reduzir o descarte em aterros sanitários e aumentar a recuperação de materiais para otimizar o uso de recursos naturais.

A busca pela sustentabilidade financeira, também, é uma ferramenta eficiente para trazer o incentivo necessário ao cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Aplicando a sustentabilidade financeira

Para aplicar a sustentabilidade financeira no dia a dia da empresa listamos algumas dicas abaixo. Confira:

Reduza o consumo descontrolado de recursos financeiros

O primeiro passo para alcançar a sustentabilidade financeira é saber quais os seus rendimentos mensais. Posteriormente é necessário avaliar os custos com a gestão de resíduos, assim será possível ter compreensão dos seus gastos. Desta forma, será possível estabelecer um limite a ser gasto ao longo do mês e quanto poderá ser economizado.

Conhecendo seu orçamento você cria uma lista de itens que realmente precisa de investimento e quais não. Assim, evita o consumo descontrolado e prejudicial ao seu orçamento.

Um exemplo é com o custo de transporte de resíduos. Se você não sabe a quantidade de resíduos gerados pode estar tendo um gasto extra com o transporte até o local de destinação. Esse gasto pode ser economizado na coleta em intervalos maiores.

Para ter controle dos resíduos gerados você pode utilizar a tecnologia a seu favor. O software de gestão de resíduos da VG Resíduos controla todo o fluxo de resíduos por fonte geradora. Através da plataforma é possível identificar a quantidade gerada.

Mantenha uma planilha financeira atualizada

É importante desenvolver um controle de suas despesas. A segunda ação a ser feita para aplicar a sustentabilidade financeira é a identificação dos gastos com resíduos.

Muitas empresas não possuem registros que as permitem identificar o quanto está sendo gasto com cada resíduo. Dessa maneira, metas de redução são simplesmente impossíveis de serem propostas.

No artigo ‘Como obter controle de despesas na Gestão de Resíduos?’ você encontra informações importantes para ter controle sobre seus gastos.

O texto ressalta que o controle inicia com a identificação dos gastos com resíduos através da separação dos resíduos que serão destinados a locais diferentes. Também pela quantificação de cada resíduo e também dos valores gastos com cada destinação. Assim a empresa ficará ciente de qual área e qual tipo de resíduo é mais gerado e mais custoso para a organização.

Para isso, investir em tecnologia na sua gestão de resíduos otimiza todo processo, além de reduzir significativamente o desperdício e custos dentro da empresa. A tecnologia auxilia no controle total do gerenciamento, a gerar automaticamente os documentos e relatórios exigidos por lei, a encontrar o melhor preço para destinação, a realizar a gestão de seus fornecedores, entre outros benefícios.

Foque em investimentos

Uma ótima maneira de alcançar a sustentabilidade financeira é buscar investimentos. Seja para reduzir a geração de resíduos ou buscar meios de destinação com custos menores. Esses investimentos, quando bem planejados, podem ser boas fontes de lucro e renda para a empresa.

Outra maneira é disponibilizar os resíduos em bancos de compra e venda. A utilização do Mercado de Resíduos facilita as negociações entre o gerador e o tratador. Desta forma, a empresa consegue destinar seus resíduos de forma segura e com o melhor preço.

A plataforma Mercado de Resíduos aumenta a chances de qualquer empresa reduzir seu custo com destinação.

Para encontrar o melhor preço para destinação de resíduos o gerador faz um filtro direto no mapa e encontra os fornecedores mais próximos da sua empresa. Para isso é necessário dizer qual o resíduo e a quantidade produzida.

Desta forma, a plataforma irá direcionar você para o melhor fornecedor, já com uma análise prévia de critérios como licença ambiental, preço e pontuação em relação à concorrência.

Também, pelo Mercado de Resíduos é possível encontrar transportadores de resíduos que podem realizar o transporte até o local de destinação.

A plataforma tem a função de servir como um guia para promoção de oportunidades de negócios, a fim de evitar o desperdício e permitir melhor qualidade, menor custo e menor impacto ambiental.

Desta forma, a sustentabilidade financeira na gestão de resíduos busca o equilíbrio entre o custo com a gestão e a produção e consumo sustentáveis. Para isso é preciso reduzir a geração de resíduos por meio da prevenção, redução, reciclagem e reuso. A VG Resíduos pode auxiliar na conquista da sustentabilidade financeira, uma vez que a plataforma incentiva destinações limpas e melhora a eficiência das empresas na gestão dos seus resíduos.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

ecologia industrial contribui para gestão de resíduos

 

 

Sete fatores que confirmam que sua gestão de resíduos é eficiente

A sua gestão de resíduos é eficiente quando ela reduz os impactos ambientais produzidos pelos resíduos, considera sua relação com a saúde humana e o meio ambiente e garante maior e melhor aproveitamento deles.

A gestão de resíduos é uma forma estruturada de garantir que seus resíduos sejam identificados, quantificados e monitorados. Desta forma será mais fácil e assertivo propor uma solução na destinação final.

Confira se sua empresa segue esses sete fatores que confirmam que sua gestão de resíduos é eficiente!

Por que fazer gestão de resíduos?

Após a instituição da Lei 12.305/2010 a gestão de resíduos tornou-se obrigatória tanto para o poder público, como para iniciativa privada e o consumidor, ou seja, a responsabilidade pelo ciclo de vida dos resíduos é compartilhada por todos.

A gestão de resíduos consiste em um conjunto de ações voltadas para a busca de soluções para os resíduos. Entre as ações estão o controle desde a geração, o acondicionamento, a coleta, o tratamento e a disposição final.

Todo gerador de resíduos deve gerenciar corretamente os resíduos gerados, devendo promover meios de minimizar a geração, maximizar o reaproveitamento e a reciclagem e dar a destinação final ambientalmente correta a eles.

A organização que não realizar o gerenciamento estará cometendo crime ambiental, com pena de reclusão de um a cinco anos.

A geradora pode terceirizar algumas etapas do processo de gestão, como o transporte e o tratamento. Contudo, cabe a ela realizar uma gestão eficaz sobre seus fornecedores.

Fatores que confirmam que sua gestão de resíduos é eficiente

Confira esses sete fatores que confirmam que sua gestão de resíduos é eficiente:

1º: Ter diagnóstico do resíduo gerado

Conhecer os tipos de resíduos gerados é fundamental em uma gestão de resíduos eficiente.

O diagnóstico dos resíduos deve ser realizado na fase de planejamento do sistema de gestão de resíduos. Se você não conhecer os tipos de resíduos não será possível definir as estratégias de destinação dos mesmos.

Esse levantamento deve conter a classificação quanto á origem: se é de origem doméstica, serviço de saúde, indústria, construção e demolição, poda e capina, especial, radioativos, agrícola ou de portos e aeroportos. E a classificação quanto a sua periculosidade.

Na NBR 1004/04 os resíduos são classificados como:

Resíduos Classe I – Perigosos: são aqueles que apresentam periculosidade e características como inflamabilidade, corrosividade, reatividade, toxicidade e patogenicidade;

Resíduos Classe II A – Não Inertes: são aqueles que podem ter propriedades, tais como: biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água;

Resíduos Classe II B – Inertes: são quaisquer resíduos que em contanto com água destilada ou deionizada, à temperatura ambiente, não tiverem nenhum de seus constituintes solubilizados a concentrações superiores aos padrões de potabilidade de água, excetuando-se aspecto, cor, turbidez, dureza e sabor.

2ª: Ter equipe envolvida na gestão de resíduos

Para uma gestão de resíduos eficiente é necessário ter o apoio dos colaboradores da empresa.

Há várias soluções que podem ser usadas para integrar sua equipe na gestão de resíduos. Além de sincronizar os setores que desenvolvem trabalhos de forma conjunta, pode-se utilizar da tecnologia como recurso facilitador, o que é uma alternativa excelente.

Quando a equipe compartilha dados referentes a gestão de resíduos tendem a se integrar melhor, e consequentemente, a sua gestão de resíduos é eficiente. Portanto, a sua empresa precisa garantir que todos tenham o mesmo acesso a informações e arquivos da gestão de resíduos.

A melhor maneira de facilitar o acesso a informações e arquivos é através da tecnologia. Através dos softwares de gestão todas as informações e arquivos da gestão de resíduos ficaram armazenados e a equipe terá mais facilidade para acessar a qualquer hora e lugar.

Todos os envolvidos no gerenciamento podem trabalhar de forma sistematizada e organizada, aumentando eficácia da gestão. Os acompanhamentos podem ser feitos em um ambiente totalmente virtual. Possibilitando assim, a agilidade dos processos e a segurança das informações.

3ª: Ter fornecedor qualificado para destinar resíduos

Para uma gestão de resíduos eficiente é necessário identificar e monitorar os fornecedores qualificados de soluções de destinação.

Pesquise quem fornece o serviço que sua empresa precisa, sempre observando o menor preço. Contudo é importante também que sejam verificados quais fornecedores oferece o serviço com maior qualidade. É imprescindível contratar um fornecedor experiente e confiável para o tratamento, transporte e destinação final do seu resíduo.

Exija licenças, alvarás e certificados de destinação dos resíduos como comprovante de destinação.

Mercado de Resíduos, uma plataforma da VG Resíduos, é um local onde geradores encontram fornecedores qualificados. Tudo isso através de um portal unificado de fornecedores e geradores.

4ª: Ter um sistema de logística reversa

A logística reversa já é lei, exigida pela Política Nacional de Resíduos Sólidos. Mediante isso, as empresas devem cumprir  medidas para aplicar o sistema no gerenciamento de resíduos e livrar de sanções.

Na maioria dos casos a logística reversa tem sido realizada por meio de acordos setoriais. Esses acordos são firmados entre o poder público e fabricantes, importadores, distribuidores ou comerciantes.

Uma empresa que possui uma gestão de resíduos eficiente verifica se os resíduos gerados já têm acordo setorial e alinha seu gerenciamento com ele.

5º: Ter boas práticas sustentáveis

Adotar práticas sustentáveis é uma tendência cada vez maior entre as empresas que deseja crescer. Fomentar essas práticas é importante para sua própria existência e influencia no lucro e longevidade do negócio.

Aos longos dos anos as empresas estão se tornando mais conscientes da importância da preservação do meio ambiente e têm adotado práticas sustentáveis, como reduzir o consumo, inovar, realizar uma gestão de resíduos eficiente e compartilhar ideias para alcançar o crescimento econômico sem agredir o meio ambiente.

6º: Ter um software de gestão de resíduos

Para melhorar seu controle da gestão de resíduos dentro das organizações, o uso de softwares pode ser o ideal. Com eles é possível o controle total de todos os processos de gerenciamento de resíduos, eliminando as antigas planilhas de Excel, licenças em PDF, documentos em Word. Com o software a organização realiza a gestão completa em uma única plataforma, totalmente online.

O uso da tecnologia digital pelas empresas para melhorar a sua gestão de resíduos surge como uma grande aliada.

As empresas têm aderido ao VG RESÍDUOS como uma ferramenta capaz de centralizar as informações e possibilitar uma gestão mais estratégica do processo.

A plataforma propicia o controle total da gestão de resíduos, com todas as informações em um ambiente único e confiável. Além disso, gera documentos automaticamente (MTR, FDSR, Ficha de Emergência etc.), ajuda a promover destinações limpas e melhora a eficiência das empresas na gestão dos seus resíduos.

7º: Ter monitoramento da gestão de resíduos

Para saber se os resultados pretendidos com a gestão de resíduos estão sendo alcançados é necessário fazer o monitoramento. A sua empresa realiza esse monitoramento?

O monitoramento e a análise dos dados do gerenciamento faz com que a empresa enxergue o resíduo não como um problema, mas como uma solução estratégica para seu negócio.

Os dados analisados podem ser a quantidade de resíduo gerado em determinado período de tempo e se após a implantação do sistema se houve redução na sua geração.

Se houve aumento na destinação de resíduo recicláveis o que contribuiu para aumento dos lucros da organização através da sua venda.

Sendo assim, a sua empresa possui todos esses fatores que comprovam que sua gestão de resíduos é eficiente? Se a resposta for não é mais que necessário que a empresa siga esses fatores. Um gestão de resíduos eficiente monitora a geração até a disposição final ambientalmente correta dos mesmos. Além disso, considera os impactos ambientais produzidos pelos resíduos, sua relação com a saúde humana, os meios de sua geração e a quantidade produzida.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

ecologia industrial contribui para gestão de resíduos

 

 

 

 

Economia verde: qual relação e influência na gestão de resíduos?

A economia verde é uma alternativa de modelo econômico mais sustentável que reorienta os padrões de consumo e produção atuais. Esse modelo busca processo de desenvolvimento e instrumento econômico que faça uso sustentável dos recursos naturais e a gestão correta de resíduos.

A economia verde possibilita o desenvolvimento econômico compatibilizando-o com a proteção ambiental, a igualdade social, a erradicação da pobreza e a melhoria do bem-estar dos seres humanos. Através dela são reduzidos os impactos ambientais de uma má gestão de resíduo. Confira!

Economia verde: no que consiste?

Segundo o PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), a economia verde é definida como sendo  “Uma economia que resulta em melhoria do bem-estar da humanidade e igualdade social, ao mesmo tempo em que reduz, significativamente, riscos ambientais e escassez ecológica”.

A economia verde emprega tecnologia sustentável no sistema de produção. Desta forma, as etapas produtivas seguem processos justos, economicamente viáveis e ambientalmente adequados.

O objetivo da economia verde nas empresas é o combate à perda da biodiversidade, através de modelos que buscam ampliar a eficiência energética, a geração de empregos e o máximo aproveitamento e reaproveitamento dos bens naturais e matérias-primas, comumente reduzindo a geração de resíduos.

A economia verde busca aliar desenvolvimento socioeconômico com sustentabilidade. Desta forma, o conceito demonstra que o desenvolvimento sustentável e o desenvolvimento econômico não são perspectivas distintas, mas que podem tornar-se complementares.

O conceito surgiu no contexto da RIO-92, foi elaborado e divulgado mundo afora em um relatório do PNUMA (2011). A economia verde deve estimular a geração de empregos e a produção de renda para toda a população. Contudo, ao mesmo tempo devem ser tomadas medidas para a redução dos gases-estufa, a ampliação da eficiência energética (com o uso de fontes de energia alternativas e limpas) e o uso sustentável dos recursos naturais.

A economia verde é também chamada de ecodesenvolvimento.

Economia verde na gestão de resíduos

Existem bons exemplos de modelos de economia verde que influencia a gestão de resíduos, como:

Logística Reversa

A logística reversa, desde a instituição da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS se destaca como um dos instrumentos mais determinantes para garantir o descarte correto e a reciclagem de resíduos.

A logística reversa é um processo que planeja, opera e controla o fluxo e as informações logísticas referentes ao retorno dos materiais após o consumo para as empresas fabricantes de tal produto.

Instituir a logística reversa colabora para que o meio ambiente seja poupado, diminuindo a poluição e os problemas causados pelo descarte incorreto dos resíduos. Além de ser uma obrigação legal, conforme a lei 12.305/2010, demonstra ser um importante diferencial competitivo para a empresa.

É um instrumento que auxilia a aplicação da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos. Empresas que possuem práticas sustentáveis em seus processos a considera como um instrumento de caráter econômico e social que permite a coleta de determinados resíduos para o setor empresarial.

Reciclagem

A possibilidade de utilização de resíduo como matéria prima tem sido umas das principais fontes economicamente viáveis e ecologicamente corretas para algumas empresas que adotam a reciclagem ou a utilização de material reciclado no seu processo produtivo.

Há inúmeros negócios de sucesso atualmente que tem como principal fonte de matéria prima o resíduo industrial que outras empresas dispõem.

O mercado de resíduo tem se tornado uma oportunidade lucrativa para várias empresas, que encontram no seu resíduo uma fonte extra de lucro.

Os benefícios da reciclagem são muitos, tanto para o meio ambiente, quanto para a área socioeconômica.

Para o meio ambiente: redução da acumulação dos resíduos, evitando a produção de novos materiais, como: papel, que exige o corte de árvores, com emissão de gases como metano e gás carbônico, consumo de energia, agressões ao solo, ar e água.

Na questão socioeconômica, a reciclagem contribui para o uso racional dos recursos naturais e da reposição dos recursos que podem ser reaproveitados.

A reciclagem também proporciona uma melhora na qualidade de vida das pessoas, com a preservação das condições ambientais, e também gera renda para aquelas pessoas que encontra nessa atividade uma oportunidade de negócio.

Como a VG Resíduos pode ajudar sua empresa?

A VG Resíduos auxilia a empresa implantar a economia verde, uma vez que a plataforma incentiva destinações limpas e melhora a eficiência das empresas na gestão dos seus resíduos.

A gestão de resíduos a principio pode parecer ser complicada, burocrática ou cansativa, principalmente na etapa de classificação e caracterização do resíduo. No entanto, é essencial para minimizar impactos ambientais e passivos, evitar prejuízos financeiros e preservar a imagem da empresa.

A VG Resíduos é a solução para o negócio e permite realizar a gestão completa do processo, monitorar históricos e tomar decisões estratégicas baseadas em gráficos e relatórios.

Com muitos anos de atuação, a VG Resíduos conta com profissionais  habilitados e experientes em fornecer orientações para o adequado gerenciamento de resíduos, com o melhor custo benefício.

Com objetivo de gerar resultados positivos para seus clientes e atender a legislação ambiental, prestando serviços de elaboração e implantação de planos de gerenciamento de resíduos, além de desenvolver treinamentos e monitoramentos para acompanhar a eficiência das ações.

Sendo assim, conclui-se que a economia verde é um conceito que busca aliar o crescimento econômico com justiça social e preservação do meio ambiente. Ela busca o crescimento econômico da empresa, desde que a mesma proteja os recursos naturais. É possível alcançar o conceito com aplicação de práticas sustentáveis, tais como a reciclagem e logística reversa.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

ecologia industrial contribui para gestão de resíduos

 

 

 

 

 

Sete vantagens de controlar destinações em ambiente único e confiável

Controlar destinações de resíduos em um ambiente único traz consigo uma série de vantagens como o controle na gestão de informações, de documentos e licenças, a padronização da comunicação com fornecedores, otimização na elaboração de relatórios e inventários, entre outros.

A gestão de resíduos ganhou um grande auxilio com a transformação digital e os avanços tecnológicos. Por isso, o uso de ferramentas inovadoras tornou-se uma questão estratégica para a empresa controlar destinações em ambiente único e confiável.

Confira neste post sete vantagens de controlar destinações em ambiente único e confiável!

1º – Auxílio na tomada de decisão

Uma importante tendência dos ambientes aonde é possível fazer a gestão de resíduos é promover o uso de dados para auxiliar os profissionais nas tomadas de decisão referente à destinação dos resíduos.

O uso de um sistema de gestão de resíduo permite coletar e processar dados de geração e destinação de forma sistematizada. Com isso, são geradas informações relevantes com base na análise de indicadores que dão ao gestor mais controle sobre suas decisões, como por exemplo, qual a destinação ideal para aquele tipo de resíduo. Ou planejar o tempo entre cada coleta de acordo com a quantidade gerada.

Com os dados disponíveis nesses ambientes que controla a destinação é possível se planejar com mais eficiência e reduzir custos com o mesmo.

2º – Controle de documentos

Um dos grandes desafios no controle de destinação de resíduos é o cumprimento de prazos, controle de licenças e dos documentos obrigatórios que comprovem a destinação ambientalmente correta dos resíduos.

O uso de um sistema de gestão, como o VG Resíduos, facilita esse controle, já que esses sistemas emitem alerta e lembretes sobre os prazos das licenças e entrega de relatórios. Além disso, geram automaticamente todos os documentos e relatórios necessários.

A emissão dos documentos só é possível graça a tramitação eletrônica de informações alimentadas pelo usuário sobre a geração de resíduos (quantidade, tipo de resíduo, coleta, transporte, local de destinação e etc.).

O software da VG Resíduos gera automaticamente todos os documentos de gestão de resíduos obrigatórios, como o MTR, CADRI, CDF e CONAMA 313.

3º – Controle total de todos os processos de gestão de resíduos

A vantagem em controlar destinação em um ambiente único e confiável é o fim das planilhas da gestão de resíduos. O controle por planilhas leva muito tempo e o risco de uma gestão de resíduos inadequada é bem maior.

Com um único ambiente é possível o controle total de todos os processos de gerenciamento de resíduos, eliminando as antigas planilhas de Excel, licenças em PDF, documentos em Word. O ideal é optar pelo software de gestão.

A gestão de resíduos é uma questão estratégica e de obrigação legal que as empresas devem realizar. Com o software é possível criar metas para prevenção, redução, reciclagem, reutilização e destinação adequada. Além de melhorar o controle da geração de resíduos.

Todos os envolvidos no gerenciamento podem trabalhar de forma sistematizada e organizada, aumentando eficácia da gestão. Os acompanhamentos podem ser feitos em um ambiente totalmente virtual. Possibilitando assim, a agilidade dos processos e a segurança das informações.

O software VG Resíduos realiza toda a gestão de resíduos de uma organização, substituindo as planilhas. O seu objetivo é gerar resultados positivos para seus clientes e atender a legislação ambiental. Além do mais, presta serviços de elaboração e implantação de planos de gerenciamento de resíduos e monitora a eficiência das ações.

4º – Agilidade na emissão dos documentos

Com um ambiente único e confiável ficam mais fácil e ágil a emissão e elaboração de documentos e relatórios exigidos pela legislação ambiental.

Os relatórios e inventários de gestão de resíduos são ferramentas importantes para as empresas estarem em concordância com as legalidades exigidas, já que a legislação ambiental determina que elas informem e comprove a destinação correta de seus resíduos. Além disso, estabelece um posicionamento sustentável da empresa, uma boa imagem perante o cliente e evita multas, sanções e punições.

Através desses documentos a organização quantifica e diagnostica informações sobre a geração, características, armazenamento, transporte, tratamento, reutilização, reciclagem, recuperação e disposição final dos resíduos gerados.

Em um ambiente único e confiável os dados necessários para gerar esses documentos não são perdidos e o preenchimento é feito automaticamente. Dessa forma as informações não precisam ser checadas em planilhas avulsas.

5º – Aumento da produtividade

Reduzir o tempo gasto pelos colaboradores nas tarefas de gestão de resíduos tem um impacto direto na sua produtividade.

O uso de um sistema que controla a destinação de resíduos em um ambiente único reduz o volume de trabalho, principalmente nas correções e checagem de dados, uma vez que o sistema está unificado e todos os processos conectados.

Registrar e consultar informações sobre destinação de resíduos em arquivos de papel deixa de ser uma tarefa. Em poucos cliques, a pessoa encontra o que procura.

O trabalho em geral se torna mais dinâmico, aumentando significativamente a produtividade.

6º – Redução de custos

A vantagem de um sistema que controla a destinação de resíduos em um ambiente único e confiável reduz significativamente o custo com a gestão de resíduos. Haja vista que o sistema gera aumento de produtividade, reduz o tempo de tramitação de informações e agiliza o trabalho como um todo, principalmente a emissão de documentos e elaboração de relatórios.

7º – Segurança dos dados

 Em uma ambiente único e confiável a segurança dos dados referente à destinação de resíduos aumenta. Haja vista, que o risco de perda ou extravio de um documento é eliminado. Na prática, os arquivos ficam salvos em um ambiente seguro e acessível, com o devido nível de controle.

Por meio de um sistema de gestão de resíduos, é possível controlar e monitorar o acesso às informações. Além disso, realizar o controle sobre os fornecedores.

Como pode ver, controlar destinação em ambiente único e confiável é possível através de sistemas de gestão de resíduos, como o software da VG Resíduos. O sistema mantém todos os dados relativos à destinação de resíduos armazenados na plataforma, permitindo a manutenção em um ambiente único e confiável, além de disponibilizar automaticamente os mais diversos documentos, de acordo com as exigências dos órgãos ambientais.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Deixe seu comentário abaixo!

 

Sete motivos para investir em tecnologia na sua gestão de resíduos

Investir em tecnologia na sua gestão de resíduos otimiza todo processo, além de reduzir significativamente o desperdício e custos dentro da empresa. A tecnologia auxilia no controle total do gerenciamento, a gerar automaticamente os documentos e relatórios exigidos por lei, a encontrar o melhor preço para destinação, a realizar a gestão de seus fornecedores, entre outros benefícios.

O gerenciamento de resíduos faz parte do cotidiano de vários negócios, seja em empresas de porte pequeno ou grande. Todavia, para muitas organizações o gerenciamento correto torna-se um grande problema, devido a vários requisitos legais que devem ser cumpridos e a falta de conhecimento técnico, podendo implicar em penalidades ambientais e multas.

Portanto, a tecnologia e a inovação automatizam e integram a gestão de resíduos facilitando para a organização. Confira os sete motivos para investir em tecnologia em sua gestão de resíduos!

Por que aplicar a tecnologia na sua gestão de resíduos?

Na gestão de resíduos são gerados um número grande de informações que a empresa deve registrar e uma serie de etapas que devem ser seguidas. Por isso é importante aplicar a tecnologia para uma gestão assertiva.

A tecnologia na sua gestão de resíduos busca alternativas para otimizar o trabalho do gestor, evitar erros que podem prejudicar a organização financeiramente e ambientalmente e, ter controle sobre cada etapa. Uma vez que ao realizar a gestão de resíduos a empresa esta adotando um conjunto de ações adequadas nas etapas de coleta, armazenamento, transporte, tratamento, destinação final e disposição final ambientalmente adequada. Tais atividades envolvem uma relação entre aspectos administrativos, financeiros, legais e de planejamento.

Sendo assim, a utilização da tecnologia auxilia a organização a promover a gestão de resíduos e a garantir que esteja sendo seguida à legislação referente ao gerenciamento (Lei 12.05/2010).

A seguir listamos sete motivos para investir em tecnologia na sua gestão de resíduos. Confira!

1º: Controle total da gestão de resíduos

Na gestão de resíduos é essencial ter controle total sobre todo o resíduo produzido dentro da empresa. Haja vista que somente assim serão tomadas decisões assertivas sobre a destinação ambientalmente correta de resíduos.

Contudo, pela grande quantidade de informações que é gerado o controle acaba ficando difícil. Imagine se esse controle fosse realizado manualmente? O risco de dados incertos ou perda de informações seria muito grande. Aumentando assim a chances de não ser compridos todos os requisitos legais.

Para facilitar esse controle surgiram no mercado softwares especializados em integrar essas informações, de forma que toda quantidade de resíduo gerado e em qual fonte geradora foram produzidos é armazenado, bem como o destino desses resíduos.

Esse controle facilita a gestão de resíduos permitindo localizar e identificar cada resíduo gerado nos processos da organização. Permite o acesso ao histórico do material até seu destino final, fornecendo, de modo estruturado e organizado, informações detalhadas referentes à coleta, ao transporte, ao recebimento, ao tratamento e o descarte final.

2º: Controle total dos documentos de gestão de resíduos

 

Não há dúvidas no quanto uma solução tecnológica pode ajudar a empresa a melhorar seu controle da geração de resíduos. No entanto, ao escolher por um sistema especializado em gestão de resíduos, é preciso estar atento a alguns fatores importantes, como o controle de documentos.

Para evitar sanções ambientais é importante que a empresa esteja sempre em dia com a documentação referente a licenças e autorizações de transporte e descarte adequado de resíduos.

controle da informação documentada é um ponto crucial para manter a gestão ativa e funcionando corretamente. É por meio desse controle que informações sobre a geração de resíduos das empresas são registradas e mantidas seguras.

Na gestão de resíduos, o controle de documentos é muito importante por causa da imensa gama de obrigações ambientais e das normas estabelecidas pela legislação ambiental. Manter tudo atualizado e acessível é importante uma vez que a organização deve comprovar o transporte e destinação final dos resíduos.

Através da tecnologia é possível armazenar esses documentos, garantindo que eles não serão perdidos. Além disso, o acesso é muito mais rápido e confiável.

3º: Geração automática de documentos e relatórios

Para gestão de resíduos é exigido que as empresas disponibilizem aos órgãos ambientais uma serie de documentos e relatórios, tais como: CADRI, CDF, MTR, Inventário de Resíduos, entre outros.

Coma tecnologia é possível gerar automaticamente esses documentos e relatórios. Através dela todas as informações e registros de destinação do resíduo, bem como os dados dos transportadores e tratadores dos resíduos são sincronizados gerando os documentos necessários exigidos pelos órgãos ambientais que comprovam o gerenciamento correto dos resíduos.

O uso da tecnologia facilita na elaboração desses documentos e relatórios.

4º: Facilidade na divulgação de informações aos órgãos ambientais

A disponibilização de informações para órgãos ambientais de documentos e relatórios que comprovam a destinação final de resíduos de forma segura e confiável serve para afastar sanções ambientais.

O primeiro passo para disponibilizar informações para órgão ambientais sobre a destinação de resíduos de maneira ordenada e confiável é eliminando as planilhas da gestão de resíduos, substituindo-as por software de gestão. Sendo assim o processo de gerenciamento será simplificado e otimizado.

Muito desses softwares são sincronizados com os sistemas dos órgãos ambientais. Basta apenas um clique é toda a informação pertinente é enviada diretamente para eles.

Além disso, essas tecnologias possuem um sistema de alerta no qual evita que os documentos e relatórios não sejam enviados nos prazos certos.

5º: Facilidade para encontrar fornecedores qualificados

Encontrar fornecedor qualificado para destinar resíduos é ponto importante na gestão de resíduos. É necessário que os fornecedores estejam alinhados com á estratégica da empresa, principalmente com a política voltada para preservação ambiental.

Utilizando a tecnologia, como paginas de pesquisa da internet ou plataformas especializadas em gestão de resíduos, a empresa encontra quem fornece o serviço que precisa. Sempre observando o menor preço e a qualidade na prestação do serviço.

A tecnologia trouxe um processo de contratação de fornecedores mais rápido acabando com a perda de tempo.

6º: Gestão de licenças e fornecedores

Uma excelente opção para evitar problemas na gestão de licenças e fornecedores é por meio da tecnologia de informação. Através da tecnologia a empresa terá uma gestão de qualidade implementada de forma prática, continuada e altamente eficiente.

Com o uso da tecnologia na gestão de licenças e fornecedores a organização terá mais controle dos contratos com fornecedores, dos certificados de destinação e transporte de resíduos, além das licenças ambientais e dos atestados de tratamento adequado dos resíduos.

7º: Facilidade para vender resíduos pelo melhor preço

As empresas podem vender seus resíduos e ganhar dinheiro com isso, você sabia? Atualmente, há alternativas rentáveis para os materiais que anteriormente só tinham como destino os aterros.

Para aumentar a sua lucratividade com resíduos a empresa pode utilizar a tecnologia a seu favor.  Basta aderir ao mercado de resíduos disponíveis em paginas da internet. Por meio dele as empresas geradoras podem comercializar resíduos, mas também trocar e comprar, além de contratar fornecedores para transporte e tratamento.

Sendo assim, percebe-se que investir em tecnologia na sua gestão de resíduos só facilita o processo. A tecnologia evita que erros sejam cometidos, como não cumprimento de requisitos legais, a contratação de fornecedores não qualificados, a perda de informações pertinentes. Além disso, com ela o gestor ganha mais tempo e consegue encontrar alternativas mais lucrativas para a destinação do resíduo. A VG Resíduos possui toda a tecnologia necessária para uma gestão de resíduos eficiente. Contamos com um software de gestão que controla e gera documentos e relatórios automaticamente. Além disso, a plataforma de compra e venda de resíduos contribui para o crescimento econômico da organização.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

Coleta e destinação de resíduos: que documentos são importantes?

Na gestão de resíduos é fundamental conhecer quais os documentos importantes na coleta e destinação de resíduos. Os documentos como MTR, CADRI, CDF e o Certificado de Coleta comprovam que a empresa adota um conjunto de ações adequadas no gerenciamento.

A melhor maneira de gerir esses documentos é com o uso de ferramentas que auxiliem no arquivamento deles. Com o software de gestão da VG Resíduos esses documentos são gerados automaticamente e armazenados.

Saiba quais documentos são importantes na coleta e destinação de resíduos!

Documentos importantes para coleta e destinação de resíduos

Após a publicação da PNRS (Política Nacional de Resíduos sólidos), as empresas se viram obrigadas a comprovar a coleta e destinação correta dos seus resíduos. Para isso, os órgãos ambientais exigem que sejam emitidos documentos que comprovam a gestão dos resíduos. Saiba quais são esses documentos.

Certificado de Destinação Final de Resíduos

O certificado de destinação final – CDF é um documento que comprova o recebimento do resíduo. E, também, comprova que a empresa geradora teve o devido cuidado com a destinação final dos resíduos. Uma vez, que ela é responsável pelo seu resíduo geradora e deve buscar fornecedores qualificados e licenciados para receberem o resíduo.

Em síntese, o CDF, consiste em uma declaração formal de que o resíduo foi tratado e destinado ao fim mais adequado – por exemplo, resíduos químicos: aterro industrial, coprocessamento ou incineração; resíduos biológico-infectantes: autoclavagem ou micro-ondas; resíduos comuns: aterros sanitários.

O certificado de destinação final deverá ter as seguintes informações:

– cabeçalho com dados cadastrais do tratador;

– informações do gerador;

– tabela com informações dos resíduos enviados ao tratador, bem como as quantidades individuais, a unidade de medida de cada um e a forma de destinação aplicada a cada resíduo (reciclagem, incineração, aterro, etc.);

– dados do licenciamento ambiental do destinador;

– declaração em texto indicando que os materiais foram entregues ao tratador e em qual data.

Uma nota importante! Caso a própria empresa geradora trate seus resíduos, o certificado também deve ser preenchido. No entanto, com os dados da própria empresa ou área de destinação.

No software da VG Resíduos, o CDF não precisa ser alimentado pela empresa geradora, pois o sistema coleta automaticamente todos os dados dos materiais que estão sendo enviados. Além disso, atualiza em tempo real as informações dos transportadores e tratadores de resíduos.

Assim, basta um clique para que o certificado fique pronto, além do mais, o tratador recebe o documento para que possa de imediato providenciar a assinatura e devolução à empresa geradora do resíduo. Tudo muito simples e rápido.

CADRI

O CADRI é um certificado de movimentação de resíduos de interesse ambiental. É uma ferramenta que demonstra que o resíduo está sendo transportado para um local de reprocessamento, armazenamento, tratamento ou disposição final.

É um documento emitido pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). Trata-se de um instrumento de fiscalização exclusivo do estado de São Paulo.

Os tipos de resíduos que exigem o CADRI encontram-se divididos em duas classes:

  • resíduos Classe I – Perigosos
  • resíduos Classe II A – Não Inertes

Abaixo seguem exemplos de Resíduos de Interesse Ambiental:

  • resíduos industriais perigosos;
  • resíduo sólido domiciliar;
  • lodo de sistema de tratamento de efluentes líquidos industriais ou de sanitários;
  • EPI contaminado e embalagens contendo PCB;
  • resíduos de curtume não caracterizados como Classe I;
  • resíduos de indústria de fundição não caracterizados como Classe I;
  • resíduos de portos e aeroportos;
  • resíduos de serviços de saúde, dos Grupos A, B e E;
  • resíduos de agrotóxicos e suas embalagens.

O software da VG Resíduos coleta automaticamente todas as informações e registros de destinação do resíduo, bem como os dados dos transportadores e tratadores dos resíduos.

Após coletar as informações é gerado um documento em arquivo PDF que pode ser enviado ao órgão fiscalizador. O documento também fica disponível para impressão. O gerador de relatórios do sistema é sincronizado ao banco de dados. Esse banco de dados possui todas as informações referentes à geração de resíduos ao longo do ano. Bem como as informações pertinentes de quem tratou, qual a destinação dada ao resíduos, quanto custou e etc.

MTR – Manifesto de Transporte de Resíduos

A emissão do MTR é obrigatória para conhecer e monitorar a destinação do resíduo gerado e tratado. Além disso, através dele é possível controlar a forma adequada do transporte entre gerador e receptor e o encaminhamento para locais licenciados.

Com o MTR é possível diminuir os riscos do manejo e transporte inadequado e ilegal dos resíduos por parte dos transportadores e receptores de resíduos.

Esse documento tem quatro vias, sendo que:

– uma via vai para o gerador do resíduo;

– a segunda via vai para o transportador;

– a terceira para o receptor/destinador do resíduo;

– a quarta via retorna ao gerador com todas as assinaturas de transporte e recebimento. A quarta via deverá ser apresentada posteriormente ao órgão ambiental.

O documento deve ser guardado por cinco anos pelo gerador e receptor, e por três anos pela empresa transportadora.

Com a VG Resíduos a empresa consegue emitir o MTR online através de uma plataforma desenvolvida exclusivamente para emissão do documento. O documento é gerado de forma fácil e automatizado.

Relatório CONAMA 313

O Relatório CONAMA 313 ou inventário é uma listagem de todos os resíduos gerados pela empresa em um determinado período, sendo assim uma importante ferramenta de gestão de resíduos. Ele deve contemplar os tipos de resíduos produzidos, a origem, a quantidade e a destinação de cada tipo de resíduo gerado.

O inventário serve como um instrumento que quantifica e diagnostica as informações de uma empresa sobre a geração, características, armazenamento, transporte, tratamento, reutilização, reciclagem, recuperação e disposição final dos resíduos gerados. Assim, as notas fiscais de transporte e comprovantes de destinação deverão ser mantidas na empresa.

Para elaborar o CONAMA 313 é necessário conhecer o resíduo gerado, sua quantidade e origem. Neste sentido as normas regulamentadoras NBR 10.004, NBR 10.005, NBR 10.006 e NBR 10.007 constituem como significativas ferramentas para classificar os resíduos gerados.

O software da VG Resíduos permite a geração do Relatório Conama 313 já nos moldes exigidos pela legislação e com toda a informação atualizada. Além disso, o sistema avisa sobre os prazos de envio do documento.

Sendo assim, os documentos importantes que comprovam a coleta e destinação de resíduos são o CADRI, MTR, CONAMA 313 e CDF.  Esses documentos podem ser emitidos pelo software da VG Resíduos.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

 

 

Gestão integrada de resíduos: no que consiste e como implementar?

O sistema de gestão integrada de resíduos consiste em um conjunto de ações voltadas para a busca de soluções para os resíduos, de forma a considerar as dimensões política, econômica, ambiental, cultural e social, sob a premissa do desenvolvimento sustentável. E, para implantar, o software da VG Resíduos pode auxiliar, uma vez que mantém todos os dados relativos à destinação de resíduos armazenados na plataforma.

Após a instituição da Lei 12.305/2010 a gestão de resíduos tornou-se obrigatória tanto para o poder público, como para iniciativa privada e o consumidor, ou seja, a responsabilidade pelo ciclo de vida dos resíduos é compartilhada por todos.

A gestão integrada de resíduos busca a redução na geração de resíduos na origem e no impacto ambiental, por meio da destinação correta dos resíduos. Saiba mais!

O que é sistema de gestão integrada de resíduos?

O sistema de gestão de resíduos integrado consiste em um conjunto de ações voltadas para a busca de soluções para os resíduos.  Essa gestão abrange a todos os tipos de resíduos (domésticos, industriais, saúde e etc.). Além disso, considera as dimensões política, econômica, ambiental, cultural e social, sob a premissa do desenvolvimento sustentável.

A implantação do sistema é de obrigação do setor publico e privado (inclui empresas, comércios, entre outros).

O sistema de gestão de resíduos integrado prevê fases que envolvem desde a sua geração até a disposição final. Sendo assim, o sistema deve ser elaborado levando em consideração os impactos ambientais produzidos pelos resíduos.

A gestão de resíduos exige um controle desde a geração, acondicionamento, coleta, tratamento e disposição final.

O sistema de gestão de resíduos integrado, em síntese, envolve os órgãos da administração pública e empresas com o propósito de realizar a coleta, o tratamento e a disposição final do resíduo. Para isso é levado em consideração às características das fontes de geração, do volume e dos tipos de resíduos. Bem como, o tratamento e disposição final ambientalmente correta.

Quem é responsável por implantar a gestão integrada de resíduos?

A responsabilidade por implantar um sistema de gestão de resíduos integrado é compartilhada entre o poder público e as empresas, além dos consumidores.

Todo gerador de resíduos deve gerenciar corretamente os resíduos gerados, devendo promover meios de minimizar a geração, maximizar o reaproveitamento e a reciclagem e dar a destinação final ambientalmente correta a eles.

A organização que não realizar o gerenciamento estará cometendo crime ambiental, com pena de reclusão de um a cinco anos.

A geradora pode terceirizar algumas etapas do processo de gerenciamento, como o transporte e o tratamento. Contudo, cabe a ela realizar uma gestão eficaz sobre seus fornecedores.

Mesmo com a terceirização, a responsabilidade pelos resíduos cabe ao gerador. Se o fornecedor não cumprir as leis ambientais que garante a adequada destinação ao resíduo o gerador sofrerá as penalidades impostas pela lei.

qualificação destes fornecedores são pontos importantes para as organizações que desejam ser reconhecidas pelo seu nível de excelência. Além disso, evita que os impactos negativos de uma má gestão de resíduos denigram sua imagem perante os clientes. Haja vista que o mercado exige mais das empresas um pensamento voltado para gestão ambiental.

É importante que os fornecedores estejam alinhados com as normas e leis relacionadas à gestão de resíduos, principalmente com a política voltada para preservação ambiental.

A gestão de fornecedores é a melhor forma de manter sobre controle possíveis riscos de que terceiros possam afetar a qualidade do seu produto ou serviço, promover passivos ambientais e comprometer a reputação da sua marca.

Como implantar o sistema de gestão de resíduos?

As empresas têm aderido ao VG RESÍDUOS como uma ferramenta capaz de centralizar as informações e possibilitar uma gestão mais estratégica do processo.

Os benefícios em ter o software da VG Resíduos são inúmeros, entre eles:

  • auxilia no cumprimento da Política Nacional de Resíduos;
  • facilita a gestão de informações e evita perdas e falhas no processo;
  • padroniza a comunicação com clientes e fornecedores;
  • minimiza a possibilidade de passivos ambientais e prejuízos para a empresa;
  • permite o controle completo de documentação e licenças;
  • otimiza a elaboração de relatórios e inventários;
  • auxilia no cumprimento de prazo, com lembretes e alertas de vencimento;
  • sistematiza as informações em gráficos para orientar a tomada de decisões estratégicas.

Com o software é possível:

software da VG Resíduos gera automaticamente todos os documentos de gestão de resíduos obrigatórios, como o MTR, CADRI, CDF e CONAMA 313.

O software pode funcionar online, desktop e móbile. O usuário informa a quantidade de resíduos gerados e a data. Também informa quem realizará o transporte e qual o tipo de tratamento será dado. Além de outras informações importantes sobre os resíduos, como sua classificação. Dessa forma, automaticamente são gerados os documentos obrigatórios para os órgãos ambientais.

Com o software é possível:

  • realizar a gestão de resíduos;
  • monitorar a quantidade de resíduos armazenados;
  • controlar licenças e demais documentos necessários, gerando automaticamente documentos como: manifesto de transporte do resíduo; ficha de emergência; ficha de segurança do resíduo químico de acordo com a legislação vigente; relatórios com gráficos; inventários; e indicadores gerenciais.

Sendo assim, conclui-se que o sistema de gestão de resíduos integrado é uma instituição da Política Nacional de Resíduos Sólidos. E, consiste em um conjunto de ações voltadas para a busca de soluções para os resíduos, considerando as dimensões política, econômica, ambiental, cultural e social, sob a premissa do desenvolvimento sustentável. O software da VG Resíduos auxilia na implantação desse sistema, uma vez que mantém todos os dados relativos à destinação de resíduos armazenados na plataforma.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

 

 

Como encontrar o melhor preço para destinação de resíduos?

melhor preço para a destinação de resíduosAtualmente as empresas geradoras têm se empenhado para encontrar o melhor preço para a destinação de resíduos, pois, além de lucrar com os resíduos, evita-se prejuízos e gastos desnecessários.

A legislação brasileira, através da lei 12.305/2010, deixa claro que as empresas devem dar a destinação final adequada aos seus resíduos. O gerador deve sempre buscar alternativas ambientalmente corretas, ou seja, modelos de destinação que proteja o meio ambiente e a saúde do homem. No Mercado de Resíduos da VG Resíduos você os encontra e com o melhor preço.

Saiba mais como encontrar o melhor preço para destinar seus resíduos neste artigo!

Onde encontrar o melhor preço para destinação de resíduos?

melhor preço para a destinação de resíduos

A utilização do Mercado de Resíduos facilita as negociações entre o gerador e o tratador. Desta forma, a empresa consegue destinar seus resíduos de forma segura e com o melhor preço.

Atualmente, a popularização da internet para compra e venda de qualquer resíduo se tornou a melhor opção para a geradora localizar o melhor preço para destinação de resíduos.

As vantagens em utilizar a internet são o ganho de tempo e poder maior de negociação, pois é possível realizar uma pesquisa rápida e identificar vários tratadores de resíduos.  Antes da internet, era necessário deslocamento até o tratador, horas e horas em ligações telefônicas e longas reuniões presenciais para realizar grande parte das relações comerciais. A internet trouxe um processo de destinação rápida, acabando com a perda de tempo.

Hoje é possível localizar tratadores de resíduos a partir de paginas da internet que reúnem não apenas uma ou duas, mas várias empresas que realizam este tipo de serviço.

O Mercado de Resíduos é um desses ambientes onde geradores encontram empresas especializadas, que fornecem um serviço para dar a destinação ambientalmente final aos seus resíduos. Tudo isso através de um portal unificado de geradores e tratadores.

Vantagens do Mercado de Resíduos

melhor preço para a destinação de resíduos

A plataforma Mercado de Resíduos aumenta a chances de qualquer empresa reduzir seu custo com destinação.  Além do mais, o mercado de resíduos trás outras vantagens. Entre elas:

·      contribui para o desenvolvimento sustentável do País;

·      reduz impactos socioambientais;

·      minimiza a utilização de recursos;

·      fomenta a economia com novas opções de produtos;

·       incentiva novas tecnologias;

·      aumenta a vida útil de aterros;

·      contribui para a criação de alternativas tecnológicas de menor custo;

·      reduz os gastos com transporte e disposição em local apropriado;

·      evita a saturação de aterro e lixões e os gastos, privados e públicos;

·      gera lucro com algo que seria descartado.

Como buscar o melhor preço para destinação de resíduos?

melhor preço para a destinação de resíduos

Para encontrar o melhor preço para destinação de resíduos o gerador faz um filtro direto no mapa e encontra os fornecedores mais próximos da sua empresa. Para isso é necessário dizer qual o resíduo e a quantidade produzida.

Desta forma, a plataforma irá direcionar você para o melhor fornecedor, já com uma análise prévia de critérios como licença ambiental, preço e pontuação em relação à concorrência.

Também, pelo Mercado de Resíduos é possível encontrar transportadores de resíduos que podem realizar o transporte até o local de destinação.

A plataforma tem a função de servir como um guia para promoção de oportunidades de negócios, a fim de evitar o desperdício e permitir melhor qualidade, menor custo e menor impacto ambiental.

São mais de 2.200 empresas de todo o Brasil reunidas em um único lugar como o objetivo comum de transformar prejuízo em receita.

Como participar?

melhor preço para a destinação de resíduos

O setor de tratamento de resíduos tem potencial para transformar resíduos em lucro. Contudo, para localizar empresas que realizam a destinação ambientalmente correta e reduzir o custo com o transporte do mesmo não é tarefa fácil.

Para isso a VG Resíduos possui o Mercado de Resíduos que facilita essa negociação. E, para participar é fácil.

As empresas cadastradas ativam seus anúncios e aguardam o contato de interessados.

O comprador tem acesso gratuito para visualização e cadastro de resíduos, com opção de contratação de funcionalidades exclusivas. O vendedor tem opções de contratos semestral e anual. Os fornecedores podem firmar contratos mensais para veiculação de anúncio.

Na plataforma da VG Resíduos somente empresas que estejam em conformidade com as legislações são aceitas para compor o quadro de negociantes. Isto é, você tem segurança e confiabilidade nos serviços realizados e vendas acordadas.

A plataforma traz toda a flexibilidade e praticidade que a sua empresa precisa. Pode ser acessado de qualquer lugar do mundo, a qualquer momento.

Além da plataforma tem o software de gestão de resíduos que facilita ainda mais o monitoramento e a gestão dos processos, da documentação, dos prestadores de serviço, do atendimento às legislações aplicáveis, do planejamento de resíduos.

O software ainda conta com a metodologia que atende à Política Nacional de Resíduos e todas as outras legislações ambientais vigentes no Brasil.

Portanto, o Mercado de Resíduos gera valor para o gerador. Através dele é possível encontrar o melhor preço para destinação de resíduos. Além disso, ele possibilita transforma o resíduo em matéria-prima, que possa ser aproveitado no processo produtivo de outras empresas e, ainda, estimula a destinação correta dos resíduos e minimiza impactos ambientais.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

 

Como um software online pode facilitar a gestão de resíduos farmacêuticos?

facilitar a gestão de resíduos farmacêuticos

É importante facilitar a gestão de resíduos farmacêuticos, pois são gerados diversos resíduos com componentes químicos que necessitam de cuidado especial para a sua disposição final. Por isso é necessário ter um gerenciamento eficaz.

O software de gestão de resíduos da VG Resíduos abrange desde a geração até a destinação.             Controlando qual o resíduo e quantidade que foi gerada, os períodos e as formas como foi destinado. Além disso, gera automaticamente alguns documentos que são necessários no processo e exigidos pela legislação ambiental. Saiba mais como isso é possível!

Saiba como um software pode melhorar seu controle da gestão de resíduos.

Resíduos farmacêuticos

facilitar a gestão de resíduos farmacêuticos

Conforme dados do Guia da Farmácia, o Brasil tornou-se o sexto maior mercado farmacêutico do mundo, atrás dos Estados Unidos, da China, do Japão, da Alemanha e da França. O alto consumo de medicamentos nos leva a uma preocupação com a gestão dos resíduos farmacêuticos gerados.

Mas quais são os resíduos gerados pelo setor farmacêutico? A indústria farmacêutica, em seus processos, manipula diversos componentes químicos. Desse modo os resíduos gerados nos processos, bem como os do produto final (embalagens, medicamentos vencidos, etc.) necessitam de especial cuidado quanto a sua disposição final.

Em todo esse processo são gerados resíduos provenientes de:

  • devolução e recolhimento de medicamentos do mercado;
  • descarte de medicamentos rejeitados pelo controle de qualidade;
  • perdas inerentes ao processo;
  • embalagens que transportam insumos e matérias-primas para a fabricação.

Os resíduos farmacêuticos são classificados como classe I, conforme a NBR 10.004/2004, principalmente pelas substâncias ativas e reagentes utilizados em sua fabricação. Sendo assim, significa que são resíduos perigosos, e o tipo de periculosidade pode ser identificado por meio de características como:

  • inflamabilidade: resíduos que podem entrar em combustão facilmente ou de maneira espontânea;
  • toxicidade: resíduos que agem sobre organismos vivos, provocando danos a suas estruturas biomoleculares, podem incluir aspectos carcinogênicos, teratogênicos, mutagênicos, entre outros;
  • corrosividade: resíduos que devido a sua característica ácida atacam materiais e organismos vivos;

Os resíduos farmacêuticos não são caracterizados como resíduos industriais, mesmo se forem oriundos de uma indústria. São resíduos de serviço de saúde tendo em vista que sua utilidade é voltada para tal, de acordo com a NBR 10.004/2004. E devem seguir regras imposta pela ANVISA.

Os resíduos farmacêuticos, em sua maioria são resíduos químicos. Porém a gestão deles se difere de acordo com sua finalidade, como explicado acima. Os resíduos químicos serão caracterizados conforme o seu segmento.

Você sabe a diferença entre classificação e caracterização dos resíduos?

A gestão de resíduos de empresas de segmento farmacêutico

facilitar a gestão de resíduos farmacêuticos

A correta gestão de resíduos de origem farmacêutica é normatizado tanto pelo Ministério da Saúde quanto pelo do Meio Ambiente. Esses ministérios fornecer instrumentos para que as empresas envolvidas em atividades que geram resíduos dessa natureza possam dar a disposição final adequada.

As ações do Ministério da Saúde em descarte de resíduos farmacêuticos são realizadas através da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

É responsabilidade dos geradores de resíduos farmacêuticos fornecerem informações documentadas referentes ao risco que os resíduos podem apresentar em seu manejo e disposição final.

Além disso, deve exigir das empresas prestadoras de serviços terceirizados a apresentação de licença ambiental para o tratamento ou a disposição final dos resíduos.

VG Resíduo pode facilitar a gestão de resíduos farmacêuticos

facilitar a gestão de resíduos farmacêuticos

Para melhorar a gestão de resíduos farmacêuticos, o uso de softwares pode ser o ideal. Com eles é possível o controle total de todos os processos de gerenciamento de resíduos, eliminando as antigas planilhas de Excel, licenças em PDF, documentos em Word. Com o software a organização realiza a gestão completa em uma única plataforma, totalmente online.

A gestão de resíduos é uma questão estratégica e de obrigação legal que as empresas farmacêuticas devem realizar. Com a gestão é possível criar metas para prevenção, redução, reciclagem, reutilização e destinação adequada. Além de melhorar seu controle da geração de resíduos.

software VG Resíduos realiza toda a gestão de resíduos de uma organização. O seu objetivo é gerar resultados positivos para seus clientes e atender a legislação ambiental. Além do mais, presta serviços de elaboração e implantação de planos de gerenciamento de resíduos e monitora a eficiência das ações.

Com a tecnologia a empresa possuirá um sistema online com módulos diferenciados conforme a necessidade do seu segmento: gerador, gerenciador, transportador ou tratador.

Com o software a organização consegue:

  • realizar a gestão de resíduos;
  • monitorar a quantidade de resíduos armazenados;
  • controlar licenças e demais documentos necessários dos fornecedores, gerando automaticamente documentos como: manifesto de transporte do resíduo; ficha de emergência; ficha de segurança do resíduo químico de acordo com a legislação vigente; relatórios com gráficos; inventários; e indicadores gerenciais.

Diretrizes legais sobre resíduos farmacêuticos

facilitar a gestão de resíduos farmacêuticos

As principais leis pertinentes ao gerenciamento de resíduos farmacêuticos são a RDC 306, de 7 de Dezembro de 2004, da ANVISA e a Resolução CONAMA 357, de 17 de março de 2005.

A RDC 306 foca a saúde pública e prevenção de acidentes, a CONAMA 357 foca o meio ambiente e controle da poluição aquática.

Outras normas de referência incluem:

  • NBR 12807 – Resíduos de serviços de saúde;
  • NBR 12808 – Resíduos de serviços de saúde – Classificação;
  • NBR 12809 – Manuseio de Resíduos de serviços de saúde – Procedimentos;
  • NBR 12810 – Coleta de Resíduos de serviços de saúde – Procedimentos;
  • NBR 9190 – Sacos plásticos para acondicionamento de Lixo – Classificação;
  • NBR 9191 – Sacos plásticos para acondicionamento de Lixo – Especificação;
  • NBR 10004 – Resíduos Sólidos – Classificação;
  • NBR 7500 – Símbolos de risco e manuseio para o transporte e armazenamento de material – Simbologia;
  • Resolução CNEN-NE–6.05 – Gerência de rejeitos radioativos em instalações;
  • NBR 12235 – Armazenamento de Resíduos Sólidos Perigosos – Procedimento;
  • NBR 13221 – Transporte de Resíduos – Procedimento

Importante conhecer todas essas normas para realizar o correto gerenciamento dos resíduos farmacêuticos.

Conclui-se, que a gestão de resíduos farmacêuticos é necessária para a sua correta disposição final. E contar com o software da VG Resíduos para facilitar a gestão de resíduos farmacêuticos é o ideal.  O software facilita todo o processo e evita que a empresa geradora do resíduo sofra sanções pelo não cumprimento da legislação.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo

Mas quer se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Como descartar resíduos da indústria farmacêutica?

 dados de destinação de resíduos ordenados e confiáveis

 

Algumas matérias que podem te interessar

© VG Residuos Ltda, 2019