Como evitar os impactos da gestão dos resíduos da saúde durante o Covid-19?

28/05/2020

Para evitar os impactos da gestão dos resíduos da saúde durante o COVID-19, antes de tudo, é preciso realizar o gerenciamento adequado dos mesmos. Para isso é necessário à identificação, coleta, separação, armazenamento, transporte, tratamento e descarte apropriados. Além disso, outras práticas importantes, como desinfecção, proteção e capacitação de pessoal que realiza o manejo dos resíduos da saúde.

Confira as informações úteis e práticas para a gestão dos resíduos da saúde durante o COVID-19 neste artigo. Boa leitura!

gestão dos resíduos da saúde durante o COVID-19

Gestão dos resíduos da saúde durante o COVID-19

gestão dos resíduos da saúde durante o COVID-19

Os resíduos da saúde são aqueles gerados por prestadores de assistência médica, odontológica, laboratorial, farmacêutica e instituições de ensino e pesquisa médica. Esses resíduos possuem potencial de risco, em função da presença de materiais biológicos capazes de causar infecção, produtos químicos perigosos e rejeitos radioativos.

Por seu elevado grau de risco de contaminação esses resíduos requerem cuidados específicos de acondicionamento, transporte, armazenamento, coleta, tratamento e disposição final. Sendo assim, a gestão adequada dos resíduos é vital nesse momento.

Com a pandemia do COVID-19 os cuidados com os resíduos da saúde devem ser redobrados, já que o agente biológico causador da doença é classificado como classe de risco 3 (alto risco individual e moderado risco para a comunidade).

Contudo, os cuidados com os resíduos da saúde não devem ser tomados somente pelos prestadores de serviço de saúde. Os resíduos gerados por infectados ou suspeitos de contágio com o novo coronavírus e, que estão em isolamento doméstico deve ter a disposição adequada.

Os resíduos provenientes das atividades assistenciais de pacientes suspeitos ou confirmados de infecção pelo COVID-19 são classificados segundo a RDC 222/2018 e Resolução CONAMA 358 como resíduos de serviços de saúde do Grupo A (subgrupo A1). Ou seja, esses resíduos possuem risco biológico por terem presença de agentes biológicos que, por suas características, podem apresentar risco de infecção.

Saiba por que é importante o gerenciamento de resíduos de saúde.

Os cuidados com os resíduos da saúde durante o COVID–19

gestão dos resíduos da saúde durante o COVID-19

A gestão de resíduos da saúde durante o COVID-19 é vital para evitar os impactos que os mesmos podem causar tanto para a saúde como para o meio ambiente. Portanto, é necessário seguir as recomendações e os requisitos para uma gestão adequada.

Os resíduos gerados nas atividades assistenciais de saúde devem ser acondicionados, em sacos duplos vermelhos ou brancos leitosos.  Esse saco deve ser identificado com o símbolo de substância infectante.

Os sacos devem ser substituídos quando atingir 2/3 de sua capacidade ou a cada 48 horas, independentemente do volume.

Para o fechamento é necessário que seja feito de forma que garanta o isolamento do material dentro do saco. Os coletores dos sacos devem ser resistentes e com tampas.

Os resíduos da saúde devem ser submetidos a processos de tratamento em equipamento que promova redução de carga microbiana compatível com nível III. Posteriormente devem ser encaminhados para aterro sanitário licenciado ou local devidamente licenciado para disposição final de resíduos da saúde.

Os resíduos produzidos pelo paciente suspeito ou confirmado de infecção por COVID-19 em isolamento no domicilio devem ser separados e colocados em sacos de lixo resistentes e descartáveis. Também, deve ser respeitada a capacidade de até 2/3 do volume do saco. Esse saco deve ser lacrado e introduzido em outro saco. Esse resíduo deve ser encaminhado normalmente para a coleta de resíduos urbanos.

gestão dos resíduos da saúde durante o COVID-19

Penalidades pela gestão inadequada dos resíduos da saúde

A legislação vigente impõe penalização severa a aqueles que não realizam a gestão dos resíduos da saúde corretamente. As penalidades variam desde o pagamento de multas administrativas até a reclusão.

Os resíduos da saúde durante o COVID-19 requerem atenção para descarte, pois grande parte deles oferece risco elevado para a saúde humana e para o meio ambiente ao redor.

Em função deste risco, empresas são duramente fiscalizadas pelos órgãos de controle, os quais possuem autonomia para aplicar sanções de diversas ordens. Por isso é tão importante gerenciar corretamente este tipo de resíduo, caso contrário, a empresa poderá sofrer perdas financeiras e operacionais em função de multas ou outras punições.

Conforme RDC 222/2018 o descumprimento constitui infração sanitária, nos termos da Lei nº 6.437, de 20 de agosto de 1977.

As penalidades podem ser advertência, multa, suspensão de vendas e/ou fabricação, interdição parcial ou total do estabelecimento, cancelamento de autorização para funcionamento da empresa, cancelamento do alvará de licenciamento.

Gestão eficiente pela VG Resíduos

Para fazer a gestão dos resíduos da saúde durante o COVID-19 é preciso, antes de qualquer coisa, entender os riscos desses resíduos ao meio ambiente e a saúde pública.

O gerenciamento inadequado desses resíduos pode aumentar a disseminação do vírus, provocar mais mortes, saturar os hospitais, etc..

Para evitar esses riscos a gestão de resíduos é vital no combate ao coronavírus.

Os aspectos que demonstram se sua gestão dos resíduos da saúde durante o COVID-19 é adequada são:

  • você tem diagnóstico do resíduo gerado: conhecer os tipos de resíduos gerados é fundamental em uma gestão de resíduos eficiente. Para ter o diagnóstico é preciso ter controle dos resíduos gerados. É somente através do software o controle da geraçãoé feito de forma confiável;
  • você tem uma equipe envolvida na gestão de resíduos: através do software de gestão é possível sincronizar os setores que desenvolvem trabalhos de forma conjunta. Quando a equipe compartilha dados referentes à gestão de resíduos tendem a se integrar melhor, e consequentemente, a sua gestão é eficiente. Portanto, a sua empresa precisa garantir que todos tenham o mesmo acesso a informações e arquivos da gestão de resíduos;
  • você tem um fornecedor qualificado para destinar resíduos: O Mercado de Resíduos, uma plataforma da VG Resíduos, é um local onde geradores encontram fornecedores qualificados. Tudo isso através de um portal unificado de fornecedores e geradores;
  • você tem monitoramento da gestão de resíduos: o monitoramento e a análise dos dados do gerenciamento faz com que a empresa enxergue o resíduo não como um problema, mas como uma solução estratégica para seu negócio.

Para facilitar a sua gestão e evitar penalidade a VG Resíduos possui uma plataforma eficiente de gestão de resíduos.

Essa plataforma auxilia na gestão de resíduos, gerenciamento, destinação, logística reversa e na coleta e transporte de resíduos de forma sustentável. Você consegue ter total controle sobre a quantidade de resíduos gerados e qual a destinação correta será dada eles.

Portanto, para evitar os impactos da gestão dos resíduos da saúde durante o COVID-19 é preciso adotar corretamente todas as etapas do gerenciamento. Para isso é necessário à identificação, coleta, separação, armazenamento, transporte, tratamento e descarte apropriados. Com o software da VG Resíduos você terá todo o auxilio na gestão de resíduos, gerenciamento, destinação, logística reversa e na coleta e transporte de resíduos de forma sustentável.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

gestão dos resíduos da saúde durante o COVID-19

Compartilhe!