×

Quais os tipos e formas de reciclagem de resíduos plásticos?

Quais os tipos e formas de reciclagem de resíduos plásticos?
3.7 (74%) 10 votos

reciclagem de resíduos plásticos

Antes de pensar nas soluções de reciclagem de resíduos plásticos, devemos compreender um pouco melhor a natureza desse material tão utilizado pela população e pelas empresas.

O plástico é um dos grandes vilões da poluição ao meio ambiente e da destinação incorreta. Isso porque ele precisa, em média, mais de 400 anos para se decompor. Entre os materiais mais utilizados, o plástico está atrás apenas do vidro que necessita de mais de 1000 anos para se desintegrar no solo.

Embora seja um dos resíduos que mais agridem, o plástico é um dos materiais mais produzidos no lixo doméstico. Para se ter uma ideia, um terço do lixo gerado nas residências é composto por embalagens. E para intensificar o problema, cerca de 80% das embalagens são descartadas após usadas apenas uma única vez.

Nesse viés os resíduos plásticos são uma constante preocupação tanto das empresas quanto da sociedade. Para resolver a questão é necessário que ambas as partes atuem de forma conjunta e complementar. Vamos saber mais a respeito?

Leia também: Como implementar a produção mais limpa na minha empresa?

Composição e características do plástico

O plástico tem origem no grego e tem como um dos seus significados “aquilo que pode ser moldado”. A significação tem bastante coerência com o material que conta como uma das suas principais características a moldagem e flexibilidade.

O plástico é derivado do petróleo e pertence ao grupo dos polímeros que se refere a moléculas muito grandes, com características especiais e variadas. Devido a sua composição, o plástico apresenta uma série de características positivas: força, resistência, durabilidade, longa vida, baixo peso, excelente barreira contra água e gases, resistência aos agentes químicos somado a um dos principais atrativos: baixo preço.

Por essas razões é que infelizmente o plástico permanece durante tantos anos no meio ambiente e paralelamente é altamente descartável pelas pessoas.

Classificações do plástico

reciclagem de resíduos plásticos

Os plásticos são organizados segundo as características de fusão ou derretimento. Existe o grupo dos termoplásticos e termorrígidos.

Termoplásticos

São os materiais que começam a derreter quando estão sob alta temperatura. Eles têm a capacidade de serem moldados e ao serem resfriados ganham nova forma.

Exemplo de materiais: polietileno e polipropileno.  Alguns exemplos são aparelhos de barbear, caixas para DVD, entre outros.

Termorrígidos ou termofixos

São aqueles que não derretem quando aquecidos.  Eles se tornam rígidos e não conseguem retornar a forma original. Essa é um agravante porque impossibilita a sua reutilização através dos processos convencionais de reciclagem.

Ex: poliuretano rígido. Peças de automóveis, aeronaves são exemplos de plásticos termorrígidos.

Classificação segundo a reciclagem de resíduos plásticos

reciclagem de resíduos plásticos

Como vimos anteriormente nem todo plástico é possível de ser reciclado. Portanto é preciso ficar atento a produção e a destinação correta desses materiais. Vejamos abaixo as principais divisões dos resíduos plásticos segundo a sua forma de reciclagem:

PET ou PETE (tereftalato de polietileno)

Além de ser um dos materiais mais utilizados pela população, é um dos tipos de plásticos mais reciclado pelas empresas. Exemplos: garrafas de refrigerantes, garrafas de água e potes de manteiga de plástico.

PEAD (polietileno de alta densidade)

Esse é um tipo de plástico cujas principais características físicas e químicas o qualificam como o melhor material para o contato direto com alimentos “in natura” e industrializados. Também se destaca por ser reciclado com muita frequência.

Exemplos: caixas de leite de plástico, garrafas de suco, frascos de shampoo e recipientes de detergente.

PVC (Policloreto de Vinila)

O material é formado a partir da combinação entre etileno e cloro. O PVC é também conhecido como vinil. Este plástico é reciclável, mas é menos aceito nos centros de reciclagem. Exemplo: pacotes de alimentos de cor clara e objetos para aplicações de sinalização e construção, como cones de trânsito.

PEBD (Polietileno de baixa densidade)

Encontrado em sacos de pão e alimentos congelados, o PEBD é também reciclável.

PP (Polipropileno)

Frequentemente utilizado nas indústrias automobilísticas e na construção civil, é reciclável e inclui algumas carcaças de baterias automotivas, funis e canudos de plástico.

PS (poliestireno)

Incomum para reciclagem, pode ser encontrado em espumas para embalagem, talheres de plástico, embalagens de proteção para produtos eletrônicos e brinquedos.

Outros plásticos

Outros plásticos que não se encaixaram em nenhum dos grupos anteriores citados acima, não podem ser reciclados porque geralmente são feitos a partir de uma combinação dos seis tipos de plástico citados anteriormente.

Exemplo: garrafas de água reutilizáveis de 3 a 5 litros.

Saiba mais: 6 dicas para o tratador de resíduos mostrar seus diferenciais no mercado

Formas de reciclagem dos resíduos plásticos

reciclagem de resíduos plásticos

Agora que nós compreendemos os materiais que podem ser reciclados, vejamos quais são as formas mais utilizadas de reaproveitamento de resíduos plásticos.

Existem quatro formas interessantes de reciclar plástico:

Reprocessamento por refusão ou remoldagem

Nesse processo os resíduos plásticos passam por lavagem, fragmentação e trituração. A intensão é que os materiais sejam limpos e possam novamente serem utilizados para outros produtos derivados do plástico.

Despolimerização

A intenção da despolimerização é recuperar os monômeros do plástico a partir de processos químicos ou térmicos, de forma que possam ser polimerizados novamente.

Transformação do plástico

A ideia é transformar o plástico em uma substância de baixa qualidade para produzir outros materiais derivados;

Queima para obtenção de energia (reciclagem de energia)

Entre os exemplos da opção de reprocessamento, incluem-se a produção de fibras de carpete a partir de PET reciclado, itens como canecas de plástico e sacolas a partir de HDPE reciclado, e estojos de CD`s e acessórios de escritório, a partir de poliestireno reciclado, entre outros.

Dentre os exemplos de opções de transformação para reciclagem de plásticos, estão:

  • Processos de redução, como a produção de combustível sintético. Por exemplo, tem sido proposta a pirólise de plásticos de polietileno para gerar monômeros que podem ser convertidos em lubrificantes;
  • Processos de oxidação com o objetivo de produzir gás de síntese.

Embora apresentamos acima algumas maneiras de reutilização do plástico, não há soluções ainda de degradação completa do material, portanto após passar por várias etapas, o plástico ainda terá que ser destinado para algum local, porque não existe processo de utilização completa. Todavia ainda é mais interessante para a natureza que menos plástico sejam produzidos. A reciclagem possibilita que se reduza a quantidade total de material dispensado no meio ambiente.

Gostou desse tema ou achou o assunto relevante? Deixe seu comentário abaixo ou compartilhe o conteúdo nas redes sociais.

Precisa se aprofundar um pouco mais a respeito? Leia outro artigo do nosso blog: Porque aplicar a política dos 5R´s para reduzir a geração de resíduos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© VG Residuos Ltda, 2018